Não sei se pela eternidade, mas talvez ele nunca morrerá! O amor seguirá... Será feito de algumas lembranças, umas boas, outras más, contudo o amor seguirá... Seja adormecido, ou explodindo o peito por dentro, mas sentindo o amor que sempre estará lá... O melhor a fazer é não mentir ou omitir. O melhor mesmo é falar, declarar. Quem sabe o sentimento aparecerá, e mesmo que não consiga conquistar, o amor seguirá... Você pode ter uma solidão medonha, entretanto, sempre haverá um vasinho de flores em algum canto do teu coração. Sim, é para você enfeitar a amargura – “tire seu sorriso do meu caminho que eu preciso passar com a minha dor”.

 

Mas daí, por algum motivo você conhece alguém e por outro motivo mais forte você se apaixona. Então de repente, vem aquela pessoa, quando você menos espera, e te deixa sorrindo a toa.

 

E um dia você vai se pegar dizendo coisas como:

 

 

“Eu te conheci, quis segurar a sua mão e dizer que enfrentaremos qualquer barra, seguraremos qualquer onda, estarei sempre ao seu lado, porque vou te ajudar a vencer esses obstáculos... Eu vou te amar e te desejar, ser fiel, respeitarei, tratarei como ninguém jamais te tratou, vou ser tudo na sua vida e vamos olhar para os outros e dizer que, sim, vamos ser felizes para sempre”.

 

 

Sorrir não mata. Viver não dói. Abraçar não arde. Beijar não fere. Rir não machuca. Afinal você não tem motivos para não tentar ser feliz. Só que muitas vezes você precisa de cuidado e atenção, mas não sabe como pedir e prefere o silêncio e o isolamento... É tua forma de não levar peso e sofrimento à vida das pessoas. Não pesar na vida dos outros é um jeito que você tem de tentar demonstrar o amor e o respeito... A compreensão disso não haverá...

 

Mas se duas pessoas são feitas para ficarem juntas, um dia acharão o caminho de volta... Enquanto isso o amor seguirá...

 

 

Texto escrito por Johney Laudelino da Silva em 04/08/2012.