Você é luz na minha vida (e na de tantas pessoas). Sim, porque você me dá a chance de ser alguém melhor, de estar mais perto de mim mesmo, dos meus propósitos aqui no mundo. Você me permite ser quem eu sempre deveria ser: leve, sereno, tranquilo. Em paz comigo mesmo. É uma das tuas muitas qualidades. É um dos efeitos que teu brilho raro, esse teu jeito doce de me acolher e permitir com que eu te acolha faz acontecer. Nos teus olhos passam tantas coisas, fatos, pessoas, sentimentos, um turbilhão de emoções... Tudo que você passou e está vivendo no momento. Você é esse amontoado de amores e decepções. Essa mistura de querer ser feliz e ter medo da tristeza infinita e diária. Calma. Fecha os olhos por uma noite. Não apenas para tentar buscar a paz no teu sono, mas para reencontrar tua Luz que ficou dispersa no espaço. Não existe melhor momento do que o agora para você reagrupar tuas forças e trazer para dentro do teu coração tua energia. Seja pelos meus olhos de predileção que te notaram na sombra, ou pela fagulha de Deus que jamais saiu de você. Você não é um projeto que não deu certo. Nem está em processo de finalização. Você é uma estrada que tem sido desviada por muitos atalhos, que tem se distraído por momentos de escuridão que nunca são eternos. As nuvens passam, teu Sol volta a brilhar. Esse diamante escondido no meio dos cascalhos da vida. Esse brilho meio ofuscado pela poeira da inabilidade alheia em acessar as preciosidades da tua alma. E como tua alma é fascinante. Um paraíso de belezas que poucos conseguem perceber, e que raríssimos poderão tocar. Você é solo sagrado. Tocar tuas mãos é uma forma de te sentir, te acolher e te proteger. Teu conhecimento é parte da tua força extrema. Não é sobre ter que ceder àquilo que está obscuro nas críticas dos outros, mas entender o significado do porquê ter que fazer aquilo. Afinal, se os preceitos são desvirtuados, se a finalidade em ter mérito passa pela “marca” que te veste, é porque há algo de estranho nesse mundo. E tenha certeza, não é com você. Por isso, a cada noite reflita e se imagine nessa mesma situação daqui a um ou dois anos. Ou, fora dela no mesmo tempo. Teu ânimo, tua força de vontade, teu desejo, teu “Tesão” em conquistar as coisas e ter o reconhecimento verdadeiro que você tem buscado. Coloque-se no futuro por pensamentos definidos e realistas, nunca pelos anseios e sonhos dos outros. Quem sabe assim você encontre o ponto onde a vida fez a curva e te colocou nesse caminho, que está longe de ser uma encruzilhada final e determinante para o teu futuro, mas que se for bem resolvido poderá ser mais um estágio vencido nesse processo de maturação emocional.