Hoje parece que mais um texto não vai ter a menor graça, não é mesmo!? Serão apenas palavras escritas a esmo, como que seguindo um protocolo, uma formalização daquilo que determinou o teu coração. Mas não! É um risco cair nessa armadilha emocional. Como tantas que caímos por aí neh!? Muita gente parecendo e pouca alma se mostrando. Muitas palavras iludindo e pouco coração sendo de verdade. A realidade é que em tempos tão sóbrios, secos e sem sentimentalidades que te toquem de verdade, daquelas que ainda vão te arrancar algumas lágrimas e sorrisos de canto de boca... A realidade é que o pano de fundo dessa semana teve muito amor envolvido. Coisa de alma, de outras vidas, de encontro que não podia esperar mais, pois chegaram no tempo certo para se enxergarem como “pares em um campo energético”. Ansiedade para um almoço? Não, porque a ansiedade é uma inaptidão de lidar com o tempo.  E você aprendeu a esperar o tempo de tudo acontecer. E teu dia chegou. Teu momento presente. Você está no tempo que tem. E isso te torna marcante e especial por toda vida que ainda temos para viver. A pressa dos outros já não te prejudica mais. Você tem a vida intrínseca a seu dispor. A rotina não mais te causa ansiedade, ela faz parte do teu tempo, que é teu. O tempo te pertence. E em um dia de fenômeno mágico, com o eclipse lunar total, tua poderosa energia de transformação estará ainda mais potencializada. Novos caminhos estão se abrindo. Um novo tempo chegou para consolidar tua condição de mulher fascinante e maravilhosa, especial demais. E a paciência com que você aprendeu a lidar com esses ciclos, esses finais e reinícios são a prova definitiva do quanto você está evoluindo, amadurecendo, acolhendo, doando, amando, tecendo uma teia de carinho em torno do teu coração que está alinhado com o AMOR MAIOR.