É preciso ter coragem para contar tudo que se sofre. Às vezes é preciso saber sobreviver no sofrimento com mais serenidade, ainda que não tenhamos nenhuma resposta para as nossas dores. Cicatrizes abertas pelo tempo por um despreparo afetivo. Talvez falte misericórdia para entender o lado do outro. Nós queremos que o outro evolua muito rápido sendo que nós mesmos somos tão preconceituosos, temos a mente tão fechada para a felicidade do outro. Nós temos que aprender a ouvir mais o coração do outro e deixar um pouco de lado nossa opinião tão formada e que muitas vezes não acrescenta nada na vida do outro. Mas acontece que vemos o outro ir embora da nossa vida a todo instante que dá medo. Isso limita. Mas até as possibilidades trazem um limite. Talvez falte coragem para reconhecer tudo isso e ainda oferecer amor ao próximo a troco de... (fazer pulsar o coração)