Aquele sorriso não encanta mais, só engana. Aquele sorriso não apaixona mais, só causa indiferença. O que estaria acontecendo para as coisas mudarem tão repentinamente assim? É você que mudou ou o mundo que te esqueceu? Se for tristeza, deixa doer. Se for melancolia, não segure o choro (deixa chorar). Se for depressão, não faça nada, deixa que vai passar. Um dia os enganos da vida passarão desapercebidos pela multidão. Enquanto isso, deixa estar, faça viver. Não queira comprar, não se deixe vender. Não permita alugar, nem queira alienar. Tua condição, embora diferente e solitária, é um direito inalienável. Afinal, os teus deveres você tem cumprido, podem reclamar e julgar que não é a melhor maneira de fazê-los, mas bem ou mal você tem feito. Sempre será mais fácil o julgamento do que o entendimento. Não se engane mais com “doces e travessuras”. Busque o concreto, o objetivo. Busque com consciência da tua condição, não esconda a tua situação, mas não se envergonhe dos erros e enganos que escorrem da tua mão. Nem tudo que se vive pode permanecer na palma da tua mão... Muito menos sentimentos, alma e coração...

 

Texto escrito Johney Laudelino da Silva em 19/12/2012.

 

Com vídeo da música Essa Noite Não – Lobão http://youtu.be/zh4qvqdOCDE