Você precisa de ajuda, mas não consegue dizer o quanto e por quê. Talvez você queira que os outros te ouçam, mas falta coragem para dizer tudo que sente. Todos esses anos, todas as lutas, os vários tratamentos, as longas conversas consigo mesmo... Tudo isso é só uma parte de quem você tem sido. Alguém sozinho, mas que ainda não desistiu de viver, que ainda tem a capacidade de sonhar, permite-se sonhar... Talvez tenha sofrido alguma “dessensibilização”, deixando de crer e acreditar em coisas eternas que no fim foram apenas efêmeras. Então você tem buscado na escrita uma forma, ainda que “angustiante”, mas uma forma de expressar tudo isso que tem sentido neste momento da vida. Esse processo de “dessensibilização” tem causado sim mais solidão, mais tristeza, e tem te deixado “enclausurado” no próprio coração. Estranha esta situação, mas é algo necessário até você conseguir se reaver consigo, conseguir se ressignificar na vida. Um tempo difícil, mas não impossível de superar. Você, que já superou tanta coisa, que se superou em muitos momentos, talvez esteja aguardando o momento certo para dar aquela virada, aguardando para renascer e recomeçar definitivamente, sem transferência de responsabilidade, sem interferência dos outros, para que você esteja sim mais tranquilo, sereno e forte, ainda que esteja sozinho, formulando sonhos, traçando projetos e querendo ser feliz...

 

Texto escrito Johney Laudelino da Silva em 26/11/2012.