Castro, Thaís. Projeto “Desafio à Escola Pública: jovens aprendendo no ciberespaço”. Belo Horizonte: IPEMIG/FACEL, 2011. Especialização em Gestão Escolar.

RESUMO

O artigo reporta a discussão sobre a aprendizagem de jovens num ambiente conhecido como ciberespaço, no contexto da escola pública, esta levando em consideração seu alicerce advindo dos ideais europeus e a importância em refleti-la na tentativa de mudança. A indagação motivadora durante todo o estudo foi como desafiar os impasses da escola pública projetando o aprendizado de jovens no ciberespaço. Para isso, objetivou implantar um projeto pedagógico que possibilita a superação dos impasses da escola pública à aprendizagem de jovens no ciberespaço. O local para implantação deste projeto é uma escola pública no município de Sabará, os sujeitos são jovens estudantes do ensino médio, com envolvimento dos educadores e gestão escolar, no período de um ano, novembro 2011 ao mesmo mês de 2012. O estudo proposto é o desafio a uma nova forma de pensar, que confronta os impasses desta escola, que possibilite alavancar novas formas de ensinar e aprender, pois acredita-se no planejamento como proporcional à mudanças mais conscientes e organizadas, explorando e defrontando problemas que servem à resoluções a curto e longo prazos.

Palavras-chave: ciberespaço – aprendizagem – escola pública

1 INTRODUÇÃO

A profunda responsabilidade dado a escola no processo de aprendizagem da rede pública de ensino é discutida desde o século passado, quando das idéias européias surgiu o imaginário de formação do novo homem, que contribuísse aos interesses políticos, econômicos e sociais da elite e governo.

Novas reflexões sobre a função política da escola surgiram no contexto das mídias e tecnologias educacionais, com novas formas de comunicação mediada por computadores e internet, sendo novamente alvos dos interesses políticos, sob a lógica da informação mais acessível pela descentralização da cultura contribuída pelo governo, comprometido e preocupado em garantir aos cidadãos direitos a consciência política e interação ao mundo.

O avanço da rede por pessoas integradas ao mundo foi um fato incontestável da aceleração da tecnologia, norteando o universo de relacionamentos entre o computador e a internet (rede) no ambiente conhecido como ciberespaço, na sociedade em rede. Entretanto, o mesmo não ocorreu de maneira rápida aos jovens educandos no ambiente escolar público. Os impasses da instituição escolar são inúmeros, torna o desenvolvimento dessa tecnologia em passes ainda lentos. O ciberespaço é a realidade do aluno, esta confronta no ambiente escolar, com recursos muitas vezes arcaicos.

A responsabilidade do professor para mudar esta realidade é essencial, e como protagonista deste cenário, a experiência contida da Escola Estadual Professor João de Arruda Pinto, no município de Sabará- MG, fez escolhe-la como local para implantação do projeto proposto. Os sujeitos do estudo são jovens estudantes do ensino médio, envolvidos os educadores e gestores. Pretende no período de novembro de 2011 ao mesmo mês, de 2012 alcançar os objetivos idealizados deste projeto.

Assim, para efetivar o presente planejamento, houve uma linha de pensamento ao problema indagado neste estudo, que é como desafiar os impasses da escola pública projetando à aprendizagem de jovens no ciberespaço?

A resposta pode está justamente no objetivo deste artigo, na proposta de implantar um projeto pedagógico que possibilita a superação dos impasses da escola pública à aprendizagem de jovens no ciberespaço. Pois, o início está pronto, o planejar é indiscutivelmente o começo para reflexão e possibilidade à identificação de motivações que faça do educador e aluno grandes aprendizes em um cenário desafiador, mas não inatingível. [...]