Características Básicas do Desenvolvimento Biopsicossocial: da Criança de 4 anos e 5 anos de idade.

 

ADRIANA PERES DE BARROS

GEAN KARLA DIAS PIMENTEL

GRACIELE CASTRO SILVA

JANE GOMES CASTRO

RENATA RODRIGUES DE ARRUDA

RUTE S. CHAVES BARRETOS

 

 

Quem trabalha ou lida com crianças, sabe o quanto é desafiador educá-las e cuidar delas com segurança, afeto e limites saldáveis. As crianças entre 4 anos e 5 anos de idade, começam apresentar maior capacidade de interação com outras crianças, com o adulto e com o meio em que está inserida, pois sua capacidade lingüística também apresenta maior desenvolvimento.

Conhecer e compreender as características básicas do desenvolvimento humano, respectivo à fase infantil é de suma importância para garantir e contribuir o desenvolvimento saudável dos pequenos.

No que se refere ao desenvolvimento da linguagem, as crianças com 4 e 5 anos de idade, já possuem um vocabulário mais amplo, pois nessa faixa etária elas já conseguem se apropriar de cerca de 1500 a 2000 palavras em média, também constroem frases estruturas, entretanto simples. Sobretudo, elas manifestam uma maior curiosidade pela linguagem, fase em que demonstram interesse e sempre perguntam e falam bastante. Também conhecida como a fase dos “por quês”. As crianças nessa idade compreendem ordens e comandos, tanto negativos como positivos, diferenças entre a fantasia e a realidade. Contudo, elas começam compreender relações entre figuras e símbolos e que estes podem representar objetos reais. No entanto, é inicio da capacidade de reconhecer padrões e identificar diferenças.

O desenvolvimento social das crianças desta faixa etária é assinalado por maior interesse por outras crianças da mesma idade, e afinidade por gosto das mesmas brincadeiras, o que pode contribuir para sua capacidade de ser seletiva com os pares. Suas brincadeiras refletem o interesse pelo universo adulto e assim gosta de imitar as atividades dessa natureza. Nesse período da infância a criança começa a aprender regras de convivência social, tais como:  a compartilhar, a dividir, a aceitar as regras dos adultos ou das brincadeiras e a respeitar a vez do outro e esperar sua vez, apresentando maior consciência do certo e errado, preocupando-se geralmente em fazer o que está certo, com intuito de agradar. Em algumas situações, Pode  mentir e culpar os outros pelos seus erros, pois ainda tem dificuldades em compreender e assumir a culpa pelos seus comportamentos.

No que tange ao desenvolvimento da motricidade, crianças dessa idade têm um salto no seu desenvolvimento muscular, com grande atividade motora e com maior controle dos movimentos. Ela já consegue fazer o movimento de pinça com maior destreza, mas ainda com pouca competência, como pegar lápis, pintar com giz, segurar e usar talheres. Apresenta maior capacidade de movimento e consciência corporal, podendo saltar, rolar, levantar, pular, girar, escalar, etc., sem o auxilio de outra pessoa.

Em relação às características psicológicas, a criança dessa idade já consegue identificar algumas emoções básicas como raiva, medo, tristeza, alegria e nojo, começando compreende-las, entretanto, os seus estados emocionais alcançam os extremos. É a fase que contempla o operatório concreto, em que as crianças precisam de pistas sensoriais, como ver, tocar, cheirar ou ouvir, para compreender e construir novos conhecimentos. Também nesta fase são comuns os pesadelos, os amigos imaginários e uma grande capacidade de fantasiar, que não deve ser confundido com mentiras, mas sim criatividade. A sua confiança está crescente em si própria e no outro. Ela apresenta comportamentos desafiantes e opositores, estará freqüentemente testando o poder e os limites, em especial dos adultos.

As crianças de 4 e 5 anos de idade possuem uma característica peculiar, marcada por um acentuado dinamismos corporal e a muita curiosidade, o que exige de seu cuidador atenção constante, dinamismo, criatividade e paciência, para poder contribuir de forma saudável e construtiva com seu desenvolvimento integral, ou seja, biopsicossocial.

 

 

Artigo produzido a partir de leituras do livro:

BEE, Helen. BOYD, Denise. A Criança em Desenvolvimento. Edição: 12ª. Editora: Artmed. 2011

 

ADRIANA PERES DE BARROS, graduada em Pedagogia: Professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis.                       

GEAN KARLA DIAS PIMENTEL- Professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis.                                                   

GRACIELE CASTRO SILVA- Graduada em Administração: Professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis.                   

JANE GOMES CASTRO, Graduada em Ciências Biológicas; Professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis             

RENATA RODRIGUES DE ARRUDA; Professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis.      

RUTE S. CHAVES BARRETOS; Professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis.