A implantação deste site em Marrocos  veio depois do acordo entre as autoridade Marroquinas e o grupo “québécois” .  “

 Marrocos é o sítio certo para desenvolver os novos projectos” do construtor québécois de aviões, afirmou ontem  em Rabat um responsável da empresa.

 A Bombardier canadense de construção de avião  está empenhada em estabelecer  um relacionamento de longo prazo com o governo marroquino para criar uma indústria de aviação mundial no país, disse a companhia em um comunicado. Bombardier assinou um "acordo de letra" com o governo marroquino sobre esta questão.

O investimento previsto é de 200 milhões ao longo de oito anos. O canteiro de obras deve começar em 2012, e a usina entrará em funcionamento em 2013. A localização exata ainda não foi determinada.

Bombardier explicou  que a escolha de Marrocos pelo baixo custo de mão de obra, de transporte e de  proximidade com Europa, além do  "compromisso" das autoridades locais para promover uma indústria aeronáutica  competitiva.

 

Lahcen EL MOUTAQI
Pesquisador-Professor