Autores:
Nora Ney Sabino de Oliveira
Renata Rodrigues de Arruda

Resumo:

Todos os dias deveriam ser considerados dia das crianças, entretanto, o dia 12 de outubro é um dia exclusivo dela, como ser humano, sujeito social e histórico e que faz parte de uma sociedade, com direito de viver plenamente em harmonia com cada fase infantil.

Palavras Chaves: Brincar. Música. Emoções

Introdução

Este artigo apresenta algumas concepções que justificam a importância do circo na rotina da criança, por sua vez tem o direito de ser feliz, de ser valorizada, respeitada e amada.

1. O papel da brincadeira no desenvolvimento da criança

Por tratar-se de um tema que aos poucos vem se perdendo na sociedade, cabe a nos profissionais da educação fazer o resgate e mostrapara o público infantil a sua importância.

Podemos transformar o espaço das creches num circo, com direito a brincadeiras, brinquedos, jogos, musicas, artes visuais e muitas historias que podem ser relatadas por vários palhaços.

Considera-se a idéia de trabalhar com elementos que existem no circo, pelo fato que a ação circense também tem caráter lúdico, essência da infância e suas habilidades vão de encontro com o trabalho pedagógico que possibilita a produção de conhecimento, da aprendizagem.

Propiciar brincadeiras faz de conta, usando roupagens de alguns animais domésticos e selvagens proporcionam um grande desenvolvimento cognitivo e social nas crianças, pois, quando elas brincam de representar, dominar diversas situações ao ser um animalzinho ou um objeto pretendendo ser outro.

Vale ressaltar que e importante criar o momento da brincadeira incentivando as crianças adquirirem o equilíbrio com os pés, mãos, pernas, cabeça, o fato de ocorrer o processo deimitar e acompanhar equilibrista, resultara uma enorme contribuição para o desenvolvimento da habilidade de aprender, pensar.

As atividades circenses são bastante motivadoras, desenvolve motricidade, equilíbrio corporal. Estimula a criança a liberar suas emoções, suprir obstáculos tanto cognitivos como emocionais.

Se através da imitação, a criança consegue construir um processo de aprendizagem, é importante propormos situações em que a criança brinque com a imitação, a observação e a reprodução de modelo.

No circo tudo é alegria, imaginação, tudo se transforma em espetáculo: Incentivar a criança cantar, dançar, movimentar o corpo seguindo ritmo musical, é um dos eixos muito importante a desenvolvimento desta faixa etária, integra aos aspectos sociais, afetivos, estéticos e cognitivos. A música mantém uma forte ligação com o brincar.

Oferecer as crianças diferentes ritmos musicais e danças que envolvam gestos, vários movimentos corporais, são ações lúdicas ao estabelecerem contato consigo próprio e com o outro, de se sentir único e ao mesmo tempo, parte de um grupo (RCNEI2008).

Dando a continuidade ao dia das crianças, vale ressaltar que se torna o momento delas relaxarem, e nada melhor do que cantar lindas histórias com enredos simples, atraentes contendo situações que se aproximem ao máximo da vida, de sua vivência afetiva e doméstica do meio social, de brinquedos e animais que a rodeiam e que sejam humanizados.

Usar imagens, sem texto, ou com textos breves que podem ser lidos ou dramatizados pelas crianças. Imagem quem surgem situações significativas para elas ou que sejam atraentes, gravuras com senso de humor, clima de mistério ou expectativa.

Considerações Finais

As sugestões aqui apresentadas brevemente demonstram que o lúdico ocupa espaço privilegiado na vida das crianças. Ao sugerir espaço do circo, é proporcionar que a imaginação das crianças ultrapasse o seu contexto cotidiano. E conduzi-las num espaço imaginário e espetacular, que acontece como sonho, vivido no seu dia especial, ou seja, dia das crianças.

ReferênciasBibliográficas

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros Nacionais de Qualidade para Educação Infantil. v.1 e 2. Brasília, DF: MEC/SEB, 2008.

Elça dos Santos Machado - Especialista em Educação Infantil

Graciele Castro Silva Graduada em Administração - UNIC

Lidiane da Silva Xavier - Especialista em Educação Infantil

Raquel Santos Silva - Especialista em Educação Infantil

Renata Rodrigues de Arruda - Especialista em Educação Infantil

Rosilene Nunes da Silva - Especialista em Educação Infantil

Simone Batista Campos - Especialista em Gestão Escolar