Leonardo Da Vinci escrevia ao contrário – da direita para a esquerda. Segundo conta a história (ou alguns historiadores), somente através de um espelho seria possível ler o que Da Vinci escrevia, pois ele desejava manter em segredo as palavras escritas inversamente. Isso sempre foi um mistério histórico. No entanto, outro mistério rodeia o teu mundo: quantas vezes você mesmo tentou fazer as coisas pelo caminho inverso, talvez não para manter segredo de algo, mas por achar que o caminho convencional não faria a menor diferença (como de fato em muitos momentos não fez). Pois é, nem sempre o caminho que te destinam é o melhor para você. É preciso romper as regras estabelecidas, transpor as barreiras naturais impostas e buscar na “escrita inversa” da tua vida o melhor entendimento e compreensão de quem você é, daquilo que você quer e das pessoas que estão neste contexto. Por vezes não vai resultar em nada, só frustração! Então, você achará que nem fazendo de outro jeito (o inverso) vai conseguir. Contudo, quem sabe você não precise colocar-se diante de um espelho para ver realmente o que foi feito, o que foi dito, o que você fez, mas essencialmente, quem você tem sido... Os reflexos desta escrita inversa poderão te mostrar e indicar o que foi feito de errado, e o que está correto, mas é preciso estar com os olhos abertos e com a visão sensível aos sentimentos, aos sonhos, aos problemas, às dores, às frustrações, às decepções e quem sabe a partir dessa visão da “escrita inversa” você comece a reescrever tua história de vida de um jeito simples, com serenidade e com olhos voltados para a realização e a felicidade...

 

Texto escrito por Johney Laudelino da Silva em 04/08/2012.