"Gratidão é a memórida do coração". É um gesto que antes de acontecer, faz você se mover, ir adiante na vida transpondo as dificuldades e as próprias deficiências, rompendo com os defeitos. Gratidão é gesto de amor, mas antes dele acontecer de fato, deve estar em você a vontade de amar, deve existir aí dentro o amor para amar. Porque se o teu coração não estiver refeito, não estiver centrado, com as feridas curadas para a fertilidade, ele não poderá estar voltado para os sentimentos lindos e verdadeiramente intensos. Se o coração não está bem de nada vale ter um sentimento ocupando um espaço infértil e sem qualidade, daqueles que não agregam muita coisa, porque aí a atitude não vai adiantar muito. Por isso o gesto de amor beneficia o outro e a você mesmo. E é quando você se perde que deve aprender a brilhar novamente, não deixando com que as rusgas do passado não passem. Faça o passado passar por você, seja grato a tudo aquilo e todos aqueles que fizeram a tua alma se mover e o teu coração pulsar. Não se preocupe tanto com as palavras ditas, mas tente ouvir mais o silêncio. Esteja no meio da multidão, mas não esqueça de quem anda só, à margem. Pois mil velas podem ser acesas por uma única vela, e a vida dessa vela não diminuirá devido a isso.