Mais perto de você mesmo

 

Hoje você está mais perto de quem você realmente é. Você mesmo. Alguém que busca não ser tão complicado demais, mas nem tão simples assim. Alguém que busca afirmação. Alguém que busca renovação. Que procura entendimento onde há gritaria, amor onde há indiferença. É difícil. Você ainda sofre com o “jeito seco” que te olham. A frieza humana não congela tua perseverança, mas mexe com tua esperança. Você já não fica com aquela certeza de que é isso mesmo. De que é ela mesma, sabe. Porque uma coisa é quando você estende a mão para alguém que você sabe que espera ser puxado para cima. Outra coisa é estender a mão para alguém que te puxará para baixo. Dá medo! Angustia muito não ter a certeza do sentimento humano presente. Se está em você, ótimo! Vitória no teu dia. Mas todo mundo espera ser amado de alguma forma. Não tem pessoa no mundo que resista a um belo olhar, a um sorriso cativante. Por isso que é preciso “esperançar” e não somente esperar. Tem que ir atrás. Vai se machucar? Quem prometeu que tudo seria lindo e maravilhoso? Quando se experimenta na própria carne a dor ficam mais que marcas e cicatrizes. Fica dignidade! Então, após provar e ser provado pela vida, você vai percebendo que é mais forte e sereno do que pensava e do que supõe a vã mediocridade daqueles que não sabem “ler você”. Quando você aprende a ler uma pessoa, sabe diferenciar até os e-mails, as mensagens, o abraço... E esse aprendizado custa, mas não poderá jamais custar quem você é de fato: alguém forte (porque não parou), sereno (porque não revidou) e especial (porque nunca deixa de acreditar na vida, no amor e nunca deixou de ter esperança de que as coisas sempre mudam).

 

Escrito por Johney L. da Silva em 20/10/2009.