Integralidade / Integralidade

        A integração de setores é fator que impulsiona a evolução da discussão sobre o tema sustentabilidade. Termo ambíguo que movimenta e torna possível o pensar em uma sociedade sustentável. Léxico capaz de desmitificar e criar um elo entre assuntos tão debatidos, porém, pensados e tratados de forma isolada e desvinculada.

        Em seu significado essas palavras : Integralidade(=ação de integrar); Integralidade(=noção de completo, de totalidade), são os termos que conseguem personificar as necessidades peculiares de um território de saúde e demonstrar o porquê de não haver sustentabilidade sem promoção de saúde , ou, promoção de saúde, sem sustentabilidade. Infelizmente, temos constatado que os debates estão sendo conduzidos e direcionados para o campo da noção de totalidade, o que seria louvável, se não fosse em detrimento do sentido de integração, tornando inviável e esbarrando em dificuldades que só existem pelo limite imposto à qualidade e forma rasa de discussão.

        O território de saúde clama por um olhar profundo, fora da esfera individual, demonstrando que o ser é a representação daquilo que ocorre ao seu redor e, idealizar a integralidade com a ausência do termo Intersetorialidade, demonstrará como está sendo raso o seu pensar. Para exemplificar, podemos notar a falta de contato entre os próprios conselhos: cito: Conselho gestor de saúde, Conselho gestor de segurança, Conselho participativo e outros que discutem apenas as peculiaridades de suas áreas, ficando tudo restrito a câmaras isoladas. Despertar uma ação integradora sob um olhar integral, é o grande desafio para a vigilância em saúde, pois a quem favorece o isolamento dos setores, senão aos setores de produção de bens e serviços?

        A diversidade é a formula do que é o mundo, não de como está o mundo. Sendo assim, aonde chegaremos com uma discussão do todo, com olhar fixo no setor?  Falamos de sustentabilidade como um lugar a chegar e não como um lugar à construir.  Por isso enquanto nos cansamos por falar em transporte, saúde , meio ambiente e outros …. nos esquecemos do todo e do porquê das discussões.  Onde está a saúde se olharmos só para o corpo? Onde está a sustentabilidade se perdermos de vista o grande motivo de tudo isso? “O Homem”.

Jailton, 10/2015