Dar conta da vida...

 Parece que hoje a gente não vai dar conta não é mesmo. E não estou falando de dar conta dos papéis que estão sobre a sua mesa, dos inúmeros pedidos e solicitações, das ligações uma após a outra... Não... Parece que a gente não vai dar conta é da vida mesmo sabe... Como se o tanto que a gente amou ainda fosse pouco para ser a diferença. Como se o tamanho do coração fosse pequeno demais para suportar tanto sentimento. Mas isso não é motivo para que a gente pare em um canto da vida e fique vendo a vida passar, chorando, lamentando o que já não voltará jamais... Sabe, é bonito até pensar que a gente não tem obrigação de amar mais do que amou, e não tem mesmo. Cada um sente de uma forma, em uma sintonia, com a intensidade que consegue. Por isso, hoje, mesmo que pareça o contrário, a gente pode e vai dar conta da vida. A gente vai saber dar o abraço, vai saber dar o sorriso, vai saber estender a mão, oferecer o ombro, ouvir com o coração... É isso, com força e serenidade, que a gente busque ver além daquilo que nossos olhos enxergam, para podermos dar conta da vida hoje.

 

Escrito por Johney L. da Silva em 17/10/2009.