A prática gera expiência. “No princípio criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.” Gênesis 1:1-2 Deus criou tudo com a Sua Palavra. Leia o capítulo 1 de Gênesis, em vários versículos, as frases começam com a expressão “E disse Deus:”, para logo após constatarmos a criação. “E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.“ Gênesis 1:31 Deus só separa coisas boas para nós. Maria, mãe de Jesus, ao lermos as passagens bíblicas onde ela está envolvida, representa emoção, sentimento, contato com o invisível poder de Deus, que em seguida, se manifesta. José, pai de Jesus, ao lermos as passagens bíblicas que relatam-no, representa a razão, o pensamento, o visível e palpável. O Espírito Santo representa o Espírito de Deus, a salvação, a vida plena, extensiva a toda a humanidade. A salvação começa no seu sentimento, mas o seu pensamento quer rejeita-la a qualquer custo, pois não faz qualquer sentido se a situação for olhada sob o prisma humano, material e objetivo, mas sob o prisma verdadeiro, espiritual, é repleto de sentido e de riqueza e ele nos trás a experiência de Deus, mas nosso pensamento quer rejeitar nosso sentimento. Aí entra o Espírito de Deus, externo a nós e de uma sabedoria ilimitada e nos guia e orienta quanto ao processo de aceita-lo. O Velho Testamento aborda as origens de tudo, já o Novo Testamento foca a genealogia, a origem de Jesus. Deus inicia dando que ordem à terra? Haja Luz. Dar a luz é nascer, em sabedoria divina, que é suprema e que detém o poder do reconhecimento. Deus começa a criação pedindo a luz, que é boa, que gera o dia e que faz nascer assim a terra viva, separada das trevas, que são a noite e que significa também a ignorância ou obscuridade de entendimento. PARA SER REALMENTE DE DEUS, NA PRÁTICA, VOCÊ TAMBÉM TEM QUE TER LUZ NAS SUAS PALAVRAS. No 1º. Dia: Deus criou, Deus disse, aconteceu. Deus viu, era bom, separou e Deus chamou o que era bom. No 2º. Dia: Deus disse, Deus fez e assim se fez. Deus chamou. No 3º. Dia: Deus disse, e assim fez, Deus chamou e era bom. Deus disse, e assim foi feito, Deus viu que era bom. No 4º. Dia: Deus disse, e assim se fez. Deus fez, viu que era bom. No 5º. Dia: Deus disse, Deus criou, Deus viu que era bom. Deus abençoou. No 6º. Dia: Deus disse, e assim se fez, Deus viu, e era bom. Deus disse, Deus criou, Deus os abençoou, Deus disse e assim se fez. Deus viu que TUDO era MUITO bom. No 7º. Dia: Deus havia terminado a obra, Deus descansou, Deus abençoou e Deus consagrou toda a obra da Criação. Consagrar significa tornar sagrado, dedicar-se. Sagrado significa santo, sem alterações, puro, tranqüilo, firme mas flexível ao mesmo tempo. Nós somos filhos de Deus e nossos feitos são nossos filhos, são nossas obras, são nossas realizações. Em Nome de Jesus. Mônica Gazzarrini E-mail: mogazzar@hotmail.com “Jesus Cristo é o Senhor”
Revisado por Editor do Webartigos.com