Um click: O mundo em torno das Redes Sociais
 
Um click: O mundo em torno das Redes Sociais
 


Vivemos em um mundo digital, isso era previsto conforme as coisas foram evoluindo, desde a criação do primeiro celular, sabíamos que essa era iria chegar. O que ninguém podia imaginar, é que um atrativo a mais iria atrair tanta a atenção das pessoas comuns, empresas e celebridades de todo o mundo. Segundo Recuero (2009 p.15 apud Garton, Haythornthwaite e Wellman, 1997, p.1) “Quando uma rede de computadores conecta uma rede de pessoas e organizações, é uma rede social”. 

Hoje, vivemos inteiramente conectados entre rede de pessoas e rede de computadores. O Facebook, considerado a maior de todas essas redes, alcança um pico de 1 bilhões de usuários ativos, ou seja, 14% da população mundial, tem acesso a esse rede. Mark Zuckenberg revolucionou com a sua rede, e se tornou um jovem bilionário, o Facebook vale em torno de US$ 90 bilhões, se tornando uma das marcas mais valiosas do mundo. (Fonte: Folha de São Paulo)

Mas, a história das redes sociais não começou com o Facebook e o Twitter. Em 1995 era criada a primeira rede social nomeada ClassMates.com, o objetivo era simples, como o próprio nome diz o reencontro de antigos colegas de escola, e apesar de pago, a rede fez sucesso e até hoje pode ser encontrada online.  A interação entre as pessoas, com troca de mensagens, postagem em mural e adição de usuários, veio em 1997 com o Six Degrees, durou até 2001, e foi reaberto recentemente, para usuários que já possuíam contas.

A revolução veio em 2002 com o Friendster, a rede chegou ao ápice do sucesso, recebendo uma proposta de R$ 60 milhões do Google, mas com a recusa dessa oferta, a rede foi perdendo seu espaço, e veio a falir um pouco depois. Já com a criação do Orkut em 2004, o modelo de rede social foi estabelecido, e daí diversas pequenas redes foram criadas, hoje o Facebook monopoliza esse mercado, comprando recentemente o Instagram, dificilmente veremos uma rede tirar este status da empresa de Mark.

 

Anúncios padronizados, espaços publicitários, compartilhamentos e curtis, as redes também ganharam espaços para empresas que querem seus produtos ou serviços conhecidos por toda a parte do mundo. Este tipo de propaganda faz com que o seu produto apareça na frente das pessoas pela tela de seu computador, e instantaneamente, essa pessoa compartilha com seus amigos, isso começa a gerar a o processo de viralização da sua publicação, o que leva em fração de segundo o seu produto a milhões de pessoas.

Para esse um bom Marketing Viral, basta a empresa ser objetiva, fazer algo que as pessoas gostem de ver, não precisa ser novo para ser um viral, mas é essencial ter uma novidade no seu contexto. Feito isso, basta esperar a repercussão e ficar atento, pois irá aumentar o número o seu número de demanda.

Além do viral, espaços publicitários, também são vendidos nas redes sociais, em comparação aos grandes meios de veiculação, é financeiramente um grande atrativo, o que podemos dizer o “bom e barato”.

A tendência está lançada, basta ficar ligado, pois muito mais vêm por ai, as redes sócias cada vez mais irá fazer parte do cotidiano das pessoas, é pode vir a se tornar um dos maiores meios de comunicação já existentes, e também, o maior centro comercial que já vimos.

Douglas Rodrigues

 
Download do artigo
Avalie este artigo:
3 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Douglas Rodrigues
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)

Membro desde setembro de 2012
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: