Teologia Prática e Teologia Pastoral: qual a relação?
 
Teologia Prática e Teologia Pastoral: qual a relação?
 


Muitas vezes fala-se de Teologia Prática no mesmo sentido que Teologia Pastoral. Dessa forma, de modo estrito e tradicional, alguns teólogos, mesmo de confissões diferentes, costumavam se referir à Teologia Prática como sendo o mesmo que Teologia Pastoral. Para estes teólogos, não existe necessariamente uma diferença entre Teologia Prática e Teologia Pastoral. Desta maneira a Teologia Prática é Teologia Pastoral porque seu fim último é entendido como o serviço na/para a Igreja.
Entre os protestantes, este tipo de entendimento pode ser percebido nos escritos de vários teólogos. O teólogo Henry Clarence Thiessen, por exemplo, parece entender a Teologia Prática como "a aplicação da teologia na regeneração, santificação, edificação, educação e serviço dos homens" (THIESSEN, 2001, p. 22). Neste sentido, para Thiessen, a Teologia Prática abrange a aplicação da homilética na prédica pastoral, a organização e administração da Igreja, a liturgia ou programa do culto e a Educação cristã*.
De modo semelhante, o teólogo Archibald Hodge parece também entender a Teologia Prática como a ação cristã na/para a Igreja. Referindo-se ao campo da Teologia Prática, A. A Hodge incluiu uma lista de atribuições que, segundo ele, são tarefas do campo da Teologia Prática como, por exemplo: o papel dos pais referente à educação dos filhos, o estudo dos modelos de administrações eclesiásticas e as funções dos diáconos e presbíteros na Igreja (HODGE, [i 2001], p. 22.-4). Em sua obra clássica ?Esboços de Teologia?, A. A. Hodge definiu a ?teologia prática? da seguinte maneira: "Teologia Prática é tanto uma Arte como uma ciência. Como Arte, tem por fim a publicação eficaz do conteúdo da revelação entre todos os homens e a perpetuação, extensão e edificação do reino terrestre de Deus" (HODGE, [i 2001], p. 22).
Curiosamente, o teólogo alemão Paul Tillich, também parece entender Teologia Prática no mesmo sentido que Teologia Pastoral. Comentando sobre a Teologia Prática, Paul Tillich fez a seguinte observação: "O fim da teologia prática é a vida da igreja" (TILLICH, 2005. p. 48). Neste caso, para Tillich, a Teologia Prática parece funcionar como uma espécie de ?teoria técnica? pela qual se aplica as contribuições da Teologia Sistemática e Teologia Histórica na Igreja. Para Tillich, "A organização da teologia prática está implícita na doutrina das funções da igreja" (TILLICH, 2005. p.49).
No contexto teológico católico romano também se percebe a mesma definição para a Teologia Prática. Ainda hoje, no âmbito da tradição católica latino-americana, as atividades pastorais junto com os serviços eclesiais, têm sido entendidas no mesmo sentido que Teologia Prática. Este conceito ampliou-se mais ainda após o Concílio Vaticano II quando a Igreja passou por uma renovação**. "Criara-se um novo espírito e uma nova atitude pastoral, ecumênica e missionária diante do mundo contemporâneo" (LIBANIO, 2002. p. 153). Com isto, o quadro de "agentes pastorais" que até então era prerrogativa somente do clero; se estendeu de forma a permitir a participação dos leigos. Conforme Lothar Carlos Hoch "Isso favoreceu o surgimento de pastorais específicas, como a Pastoral da terra, Pastoral Operária, Pastoral da Criança, Pastoral Indígena, Pastoral da Saúde, entre outras" (HOCH, 2008.p.975) .
Entretanto, estudos recentes, principalmente no meio protestante, têm sugerido uma definição específica tanto para a Teologia Prática quanto para a Teologia Pastoral. Dessa forma, embora sejam parecidas, entende-se que se trata de dois campos distintos. "Deste modo, cresce o consenso de que sob Teologia Prática se deva entender uma ciência teológica própria que tem como objeto a atuação presente da Igreja no Mundo" ((HOCH, 2008.p.975).
Entendido isto, dizemos então que a Teologia Prática é a atuação da Igreja no Mundo, e não apenas a atuação da teologia na Igreja. Teologia Prática, neste caso, é discurso crítico e construtivo sobre a ação cristã no mundo. Sua finalidade é contribuir para o aperfeiçoamento da ação cristã na realidade do mundo. Ela não se prende apenas as atividades pastorais ou as necessidades internas da Igreja. A Teologia Prática vai um pouco além das "fronteiras" do mundo interno da Igreja; sua função objetiva servir ao ser humano independente de suas convicções religiosas, políticas ou ideológicas. A Teologia Prática é a prática da ação cristã por meio da Igreja no mundo e para o mundo.
Deste modo, enquanto que a Teologia Pastoral tem como objeto o exercício prático do ministério pastoral, isto é, a realização das atividades internas eclesiais, a Teologia Prática, por sua vez, trabalha a partir de um campo mais amplo. Diferente da Teologia Pastoral que é mais restrito, a Teologia Prática envolve uma reflexão que abrange tanto as demandas da Igreja quanto os desafios atuais da sociedade e da cultura. Desta forma, conforme Paul Tillich, "a teologia prática pode se tornar uma ponte entre a mensagem cristã e a situação humana, em geral e em específico" (TILLICH, 2005. p.49). Nas palavras do teólogo brasileiro Júlio Zabatiero: "Fazer teologia prática é refletir criticamente sobre a teologia que praticamos em nosso contexto. Na linguagem bíblica, é exercer sabedoria e discernimento" (ZABATIERO, 2005.p.15).


__________________________________________
* Alguns teólogos incluem nesta lista o campo da missão entendido como evangelização. Cf. THIESSEN, 2001, p. 22.
** Para mais detalhes sobre essa renovação que aconteceu na Igreja católica latino-americana, Cf. LIBANIO, João. Igreja contemporânea: encontro com a modernidade. São Paulo: Loyola, 2002. p. 153-74.


Bibliografia


HOCH, Lothar. Verbete. Teologia Pastoral. In: BORTOLLETO FILHO, Fernando et.al (Eds.). Dicionário Brasileiro de Teologia. São Paulo: ASTE, 2008.

HODGE, Archibald. Esboços de Teologia. São Paulo: PES, [i 2001].

LIBANIO, João. Igreja contemporânea: encontro com a modernidade. São Paulo: Loyola, 2002.

THIESSEN, Henry. C. Palestras em Teologia Sistemática. São Paulo: Editora Batista Regular, 2001.

TILLICH, Paul. Teologia Sistemática. 5. ed. São Leopoldo: Sinodal, 2005.

ZABATIERO, Julio. Fundamentos da Teologia Prática. São Paulo: Mundo Cristão, 2005.


 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de I.M Fraga
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Bacharel em Teologia e Licenciado em Filosofia pela Faculdade Batista Brasileira. Pós-Graduado em 'Ética, Teologia e Educação' pela Escola Superior de Teologia de São Leopoldo-RS (Faculdades EST ). Possui também especialização em "Ensino de Filosofia" pela Universidade Cândido Mendes. Atualmente cur...
Membro desde novembro de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: