Ser e devir: as diferenças entre Heráclito e Parmênides
 
Ser e devir: as diferenças entre Heráclito e Parmênides
 


Devir ( Heráclito de Efeso) e Ser (Parmênides), são conceitos distintos e opostos que desafiam a síntese da verdade, pois para Heráclito o devir constante é a realidade, a harmonia que nasce dos opostos em equilíbrio, origina o Ser. Parmênides defende a idéia de que o Ser, é a única realidade,usando o princípio da não contradição, onde ele é imutável, imóvel, e fixo. Heráclito com seu pensamento lógico, chegou a conclusão que, do dinamismo do movimento, surge através da força dos contrários que é em si mesmo:
"transmudando repousa" ( frag.84). Para ele o universo está sempre em movimento, nada permanece, tudo muda, tudo flui. Com esta afirmação ele torna impossível o conhecimento, pois o objeto e sujeito deixam de existir, o ser não existe, mas vem a ser, quando encontra o seu contrário: "O contrário é convergente e do divergente nasce a mais bela harmonia, e tudo segundo a discórdia" (frag 8) Sua teoria,dos contrários, a primeira vista parece conflitante, mas são partes fundamentais de um contexto, e ele expressa isto magnificamente, quando afirma que "o bem e o mal são uma única coisa.
Com Heráclito,pela primeira vez a pesquisa filosófica alcança a clareza da sua natureza e de seus pressupostos, ele é verdadeiramente o filósofo da pesquisa.
Parmênides foi o primeiro a expor suas ideias em forma de poema, Da Natureza, a primeira parte " O caminho da Verdade",( alétheia) contém a lógica de sua doutrina, onde ele afirma" que é," pois o que não é, não pode nem mesmo ser imaginado ,pois não pode se imaginar o nada"(frag.8) E a segunda parte ele trata da doxa," uma vez que os sentidos, ao contrário, se detêm na aparência e pretendem testemunhar-nos o nascer, o perecer, o mudar das coisas, ou seja ao mesmo tempo o seu ser e o seu nãoser. - Na via da aparência é como se os homens tivessem duas cabeças," Para Parmenides é um caminho que o homem não deve seguir, pois não é o caminho da razão, é o caminho da opinião,caminho da ilusão.
Parmênides e Heráclito, foram grandes filósofos da era pré-socrática, e antagônicos em suas doutrinas, deixaram um grande legado para a humanidade. Parmênides classificava as qualidades em duplas, luz e escuridão, positiva e negativa, (ser e não ser) onde sempre a primeira era a negação da segunda. Ser e não ser, com esta teoria ele deu início ao pensamento metafísico. Para Heráclito, tudo estava em constante mudança,Parmênides ao contrário afirmava toda a imobilidade do Ser. 

Do movimento constante de Heráclito e das particulas imutáveis de Parmênides, Platão e os atomistas, desenvolvera uma sintese desses dois pontos de vista. Hegel iniciou sua a dialética a partir desses pensamentos.

Por: Neusa Maria da Silva - Professora de Filosofia

Biliografia: Abbaganano, Nicola. História da Filosófia Vol. 1, 2ª ed., São Paulo editora Presença Bertand,Russell. História do Pensamento Ocidental 5ª ed. Rio de Janeiro,Editora Ediouro Os Pré Socráticos: fragmentos , doxografia e comentários. 2ed. São Paulo:Abril Cultural,1978 - Coleção Os Pensadores

 
Download do artigo
Avalie este artigo:
(2 de 5)
11 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Neusa Maria Da Silva
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Sou graduada em filosofia, tenho experiência em lecionar filosofia e sociologia para alunos do ensino médio
Membro desde abril de 2012
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: