Ser e devir: as diferenças entre Heráclito e Parmênides
 
Ser e devir: as diferenças entre Heráclito e Parmênides
 


Devir ( Heráclito de Efeso) e Ser (Parmênides), são conceitos distintos e opostos que desafiam a síntese da verdade, pois para Heráclito o devir constante é a realidade, a harmonia que nasce dos opostos em equilíbrio, origina o Ser. Parmênides defende a idéia de que o Ser, é a única realidade,usando o princípio da não contradição, onde ele é imutável, imóvel, e fixo. Heráclito com seu pensamento lógico, chegou a conclusão que, do dinamismo do movimento, surge através da força dos contrários que é em si mesmo:
"transmudando repousa" ( frag.84). Para ele o universo está sempre em movimento, nada permanece, tudo muda, tudo flui. Com esta afirmação ele torna impossível o conhecimento, pois o objeto e sujeito deixam de existir, o ser não existe, mas vem a ser, quando encontra o seu contrário: "O contrário é convergente e do divergente nasce a mais bela harmonia, e tudo segundo a discórdia" (frag 8) Sua teoria,dos contrários, a primeira vista parece conflitante, mas são partes fundamentais de um contexto, e ele expressa isto magnificamente, quando afirma que "o bem e o mal são uma única coisa.
Com Heráclito,pela primeira vez a pesquisa filosófica alcança a clareza da sua natureza e de seus pressupostos, ele é verdadeiramente o filósofo da pesquisa.
Parmênides foi o primeiro a expor suas ideias em forma de poema, Da Natureza, a primeira parte " O caminho da Verdade",( alétheia) contém a lógica de sua doutrina, onde ele afirma" que é," pois o que não é, não pode nem mesmo ser imaginado ,pois não pode se imaginar o nada"(frag.8) E a segunda parte ele trata da doxa," uma vez que os sentidos, ao contrário, se detêm na aparência e pretendem testemunhar-nos o nascer, o perecer, o mudar das coisas, ou seja ao mesmo tempo o seu ser e o seu nãoser. - Na via da aparência é como se os homens tivessem duas cabeças," Para Parmenides é um caminho que o homem não deve seguir, pois não é o caminho da razão, é o caminho da opinião,caminho da ilusão.
Parmênides e Heráclito, foram grandes filósofos da era pré-socrática, e antagônicos em suas doutrinas, deixaram um grande legado para a humanidade. Parmênides classificava as qualidades em duplas, luz e escuridão, positiva e negativa, (ser e não ser) onde sempre a primeira era a negação da segunda. Ser e não ser, com esta teoria ele deu início ao pensamento metafísico. Para Heráclito, tudo estava em constante mudança,Parmênides ao contrário afirmava toda a imobilidade do Ser. 

Do movimento constante de Heráclito e das particulas imutáveis de Parmênides, Platão e os atomistas, desenvolvera uma sintese desses dois pontos de vista. Hegel iniciou sua a dialética a partir desses pensamentos.

Por: Neusa Maria da Silva - Professora de Filosofia

Biliografia: Abbaganano, Nicola. História da Filosófia Vol. 1, 2ª ed., São Paulo editora Presença Bertand,Russell. História do Pensamento Ocidental 5ª ed. Rio de Janeiro,Editora Ediouro Os Pré Socráticos: fragmentos , doxografia e comentários. 2ed. São Paulo:Abril Cultural,1978 - Coleção Os Pensadores

 
Download do artigo
Avalie este artigo:
(2 de 5)
11 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Neusa Maria Da Silva
Talvez você goste destes artigos também