Satisfação dos Usuários de Unidades Básicas de Saúde de um municipio do Norte do Paraná
 
Satisfação dos Usuários de Unidades Básicas de Saúde de um municipio do Norte do Paraná
 


1 INTRODUÇÃO

1.1 Descrição do problema

Atualmente discute-se muito sobre qualidade e qualificação dos serviços de saúde; Um bom atendimento prestado requer atenção sobre as prioridades dos usuários a administração da qualidade deve ser voltada para a efetiva satisfação dos clientes, no caso o usuário, tratando-se de um serviço de saúde pública.
Surgem então questões como: o que deve ser melhorado; há uma escuta dos profissionais quanto as críticas e elogios dos pacientes? Como o profissional da área de saúde pode contribuir para a melhoria destes serviços? Qual a realidade dos serviços de saúde na atenção básica? No intuito de responder essas perguntas, surgiu a necessidade de realizar essa pesquisa buscando conhecer e verificar a satisfação dos usuários.
Existem diversas maneiras de fazer um levantamento de dados cabíveis ao gestor para conhecer a realidade do serviço de saúde de onde trabalha, na enfermagem ela pode ser identificada por meio de dados produzidos pela observação do participante.
Sendo assim avaliar as opiniões dos usuários de uma Unidade Básica de Saúde quanto a sua organização e atenção é de extrema importância para a qualidade do bom funcionamento da mesma.


1.2 Revisão bibliográfica

Na interminável busca de um sistema de saúde universal, integral e equitativo, e pela mudança do paradigma assistencial focado na doença para a saúde, a Atenção Básica surge como elemento estruturante e fundamental na consolidação do Pacto pela Saúde, sendo assim Esperidião e Trad (2006) relata que a satisfação do usuário é considerada como uma meta a ser alcançada, devendo ser pesquisada para a busca de um aperfeiçoamento do serviço de saúde.
De acordo com Vaitsman e Andrade (2005):
Aos poucos ,quando "satisfação do usuário" passou a denominar um conjunto amplo e heterogêneo de pesquisas, com o objetivo de saber a opinião dos usuários de serviços de um modo geral, públicos ou privados, o termo usuários também passar a ser utilizado em pesquisas de avaliação em saúde. Essas pesquisas vieram focalizar as distintas dimensões que envolvem o cuidado à saúde, desde a relação médico ? paciente até a qualidade das instalações do serviço, passando pela qualidade técnicas dos profissionais.

O processo de avaliação deve ser uma atividade continua no serviço de saúde, assim tendo como finalidade planejar e programar os serviços de saúde, nesse processo de avaliação, deve ser considerado o acesso da população ao serviço, que representa uma relação das necessidades da mesma e a oferta de recursos para satisfazê-las, assim quando a saúde é avaliada pelos próprios usuários, trabalha- se dentro de uma visão direito à saúde e dentro da ética. (ALVES???)
Escutar as críticas dos usuários do serviço público oferecido pela UBS, quanto suas satisfações e insatisfações, faz com que o profissional repense em suas práticas buscando um aperfeiçoamento da atenção e organização do serviço. (MOURA et al. 2008)
Serapione (1999) descreve que a qualidade dos serviços de saúde, não está implícita somente nas satisfações dos usuários também se devem incorporar as satisfações dos profissionais e gerentes.
Para Ribas (2002), há uma grande busca por parte dos usuários quanto à falta de meios para comunicar suas queixas e sugestões como caixinhas de sugestões no próprio local.
Moura, Santos, Pereira, Rocha e Santos (2008, p.182) diz:
Percebe-se que parte dos gerentes de UBS é responsável muitas vezes, por elevado número de atividades técnico administrativas porém a atividade de compor canais de interação e comunicação com o usuário por meio de "caixinhas de sugestões", "entrevistas de saída" ou a criação de conselhos ou comitês, deve ser prioritária, dando condições para que os usuários participem.
No estudo de Campos, Barros, Castro (2004), para o gerente implantar o modelo atual de saúde ele deve contar com o apoio da comunidade para uma mudança, pois os usuários são como elementos estratégicos na reforma em saúde.
No entanto percebe-se que o desempenho do serviço de saúde depende dos profissionais, da sua forma de trabalhar, organização, relação com o usuário, seu comprometimento com o serviço, dos resultados que surgem de suas atividades realizadas, assim o produto da organização do serviço de saúde esta voltada para as experiências de todos que estão envolvidos na sua produção. (JUNQUEIRA E AUGE,1995)
1.3 Objetivo
OBJETIVO GERAL
- Verificar o grau de satisfação dos usuários.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Descrever o perfil dos usuários das Unidades;
- Identificar o tempo de espera no agendamento e atendimento;
- Identificar a relação com a equipe;
- Se há orientações recebidas;
- Verificar as expectativas a respeito do serviço para a comunidade;















2 METODOLOGIA

2.1 Sujeitos ou Participantes
Serão entrevistados usuários atendidos em uma unidade básica de um município do interior do Paraná.

2.2 Material / equipamento
Para entrevistas com os usuários será utilizado como instrumento de coleta de dados um questionário estruturado com questões objetivas tendo como base o questionário de pesquisa de satisfação do usuário do Programa Nacional de Avaliação dos serviços de Saúde (PNASS)

2.3 Local
O estudo será desenvolvido no município de Sarandi, que está situado no estado do Paraná. Sua população estimada para o ano de 2009 pelo IBGE é de 84.650 habitantes.
O município se enquadrava na gestão plena da Atenção Básica, atual PACTO PELA SAÚDE, com relações aos serviços existentes no município, a rede de Atenção Básica conta com 4 Unidades Básicas ( Jardim Universal, Jardim Alvamar, Jardim Independência, Jardim Verão), também conta com uma Unidade de saúde da família, a Unidade Básica Bela Vista, onde atuam 2 Equipes de saúde da família abrangendo a região do Jd Floresta, Jd Bela Vista, Jd das Torres, parte do Jd Esperança. Cobrindo 7,7% do município.

2.4 Procedimento
Para o desenvolvimento do pré ? projeto da presente pesquisa, foram executadas as etapas respectivamente. Após delimitação do tema, foi realizado um levantamento bibliográfico com consultas em artigos científicos através de revistas, biblioteca e sites.
O instrumento para ser elaborada a coleta de dados será um questionário obtido no PNASS, onde a pesquisa será realizada após contato prévio com a direção.
Os entrevistados serão esclarecidos por meio do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) onde serão explicados os objetivos do trabalho e sua importante participação, os mesmos serão abordados na saída da unidade, e após o consentimento dos usuários será realizada a entrevista. Estima-se que serão entrevistados cerca de 500 usuários dos serviços de Saúde Municipal de Sarandi.
A pesquisa será realizada durante os meses de maio a julho, serão observados os aspectos éticos na execução da pesquisa, seguindo a resolução 196 do CNS, será solicitado autorização para coleta de dados no município, e após a aprovação o projeto será encaminhado ao COPEC.
















3 PROPOSTA de ANÁLISE dos DADOS / RESULTADOS ESPERADOS
Após a coleta dos dados eles serão condensados e analisadas para proceder a análise e discução.O resultado será analisado de acordo com o calculo estatístico proposto no questionário do caderno do PNASS.
Espera ? se verificar a grau de satisfação do usuário, para então analizar a realidade de aceitação desta UBS.
 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Mariana Sette Ciccotti
Talvez você goste destes artigos também