Santificação Tridimencional
 
Santificação Tridimencional
 


Santificação Tridimencional

A opinião concernete a constituição dos seres humanos é dicotmista: alma e corpo. Segundo este conceito, a alma é a parte interior espiritual invisível, enquanto que o corpo é a parte corporal externa visível. Embora haja algo de certo nisto, contudo, não tem respaldo das Escrituras Sagradas. Este conceito vem de homens caídos, não de Deus. Além da revelação de Deus não há nenhum conceito seguro. Que o corpo é habitação do homem é, sem dúvida alguma, correto, mas a Bíblia jamais confunde o espírito e a alma como se fossem a mesma coisa. Não só são diferentes em condições, mas também suas naturezas diferem uma de outra. A Palavra de Deus não divide o homem em duas partes de alma e corpo. Pelo contrário, trata o homem como um ser tricotomico: espírito, alma e corpo. 1 Tessalonicenses 5:23, 24 diz:

"E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, e ele também o fará."
Este versículo mostra claramente que o homem ê um ser tridimencional. O apóstolo Paulo se refere aqui à santificação total dos crentes: «vos santifique completamente». Segundo o apóstolo, como se santifica uma pessoa por completo? Guardando seu espírito, alma e corpo. Isto é Santificação Tridimencional.

Com isso, é fácil compreender que a pessoa compreende três dimensões.

Este versículo também faz uma distinção bem definida entre espírito e alma, pois de outro modo Paulo teria dito simplesmente «sua alma». Posto que Deus distinguiu o espírito humano da alma humana, concluímos que o homem está composto, não de dois, mas sim de três elementos: espírito, alma e corpo.
Tem alguma importância a divisão em espírito e alma? É um assunto de primordial importância porque afeta tremendamente a vida espiritual do crente. Como um crente pode compreender a vida espiritual se não conhecer o alcance do mundo espiritual? Sem compreender isto jamais poderara experimentar a santificacao tridimencional.
Quero citar mais um texto para concluir este ponto:

"Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.» (Hb. 4:12)".

Neste versículo, o escritor sagrado divide os elementos não corporais do homem em duas partes, «alma e espírito». Aqui se menciona a parte corporal através das juntas e das medulas ? órgãos motores e sensoriais. Quando o sacerdote utiliza a faca para cortar e dividir totalmente o sacrifício, não pode ficar nada oculto. Inclusive se separam as juntas e as medulas (tutanos). Da mesma maneira o Senhor Jesus usa a Palavra de Deus sobre seu povo para separá-lo todo, para penetrar inclusive até a divisão do espiritual, o anímico e o físico. E daqui se deduz que, posto que se pode dividir a alma e o espírito, devem ser diferentes em sua natureza. Assim, é evidente aqui que o homem é um composto de três dimensões.

Querido leitor, o fracasso em compreender a diferença entre o espírito e a alma é fatal para a maturidade espiritual. Com freqüência os cristãos consideram espiritual o que é anímico (ou seja, da alma), e desta maneira permanecem em um estado anímico e não procuram o que é espiritual seriamente. Isto é lamentavel!
Pois bem, já que compreendemos ser o homem composto de três partes compretamentes distintas uma das outras, entao, vamos adentrar em nosso assunto principal ? Santificação Tridimencional.


Santificação no Espírito

O espírito do homem é santificado no ato da salvação. Ato é uma ação de Deus em transferir o direito ao pecador de gozar e participar ao mesmo tempo, a experiência da salvação de seu espirito e o perdão de seus pecados. O ato de Deus na salvação do pecador é imediato e eterno.
Lemos na Palavra de Deus que todo aquele que crê em Cristo é salvo. "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo," At.16:31. Isto não inclui o crer vulgar. Geralmente as pessoas crêem em alguma coisa, mas até os demônios crêem e estremecem. "Tu crês que há um Deus; fazes bem. Também os demônios crêem e estremecem." Tiago 2:19. Constatamos assim a inutilidade de uma mera crença e não da fé que é o resultado do Novo Nascimento do Espírito Santo, e que é uma exclusividade de Deus, sem as obras da lei. A Palavra de Deus diz em Efésios. 2:8-9: "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie."
Eis o que Cristo afirmou categoricamente ao declarar ser o Filho de Deus e igual ao Pai: "Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida." João 5:24. O pecador recebe imediata e instantaneamente a salvação de seu espírito e o perdão de seus pecados, no momento em que crê em Cristo como seu Salvador pessoal.
O caso do carcereiro de Filipos - Ele perguntou a Paulo e Silas: "Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?" Paulo e Silas responderam: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa." At. 16:31. O carcereiro creu, aceitando Jesus naquele momento, e foi salvo, sem a menor exigência de boas obras nem batismo. A resposta de Paulo e Silas foi autoritária, não admitindo dúvidas. Eles não disseram "Talvez." Por que? Porque a salvação é pela fé na pessoa de Jesus Cristo. Isto é a santificação do espírito humano ou a primeira dimensão de nossa santidade.


Santificação na Alma

A segunda dimensão de nossa santificação contra-se na salvacao de nossa alma. A salvação da alma e um processo que iniciou-se no dia em que aceitamos Jesus como nosso Senhor e Salvador. Devemos ocupar-nos da salvação de nossa alma, de nosso eu, com temor e tremor. "Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor" (Filipenses 2:12). "como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação?" (Hb. 2:3a). A salvação eterna, a do espírito, é um presente não merecido, por graça, aplicando uma fé que também nos dá Deus, para o qual não é necessário que intervenha nossa conduta e nossas obras; mas a salvação da alma tem a ver com obras; devemos ocupar-nos na salvação de nossa alma, porque a alma é a que peca. "a alma que pecar, essa morrerá." (Ezequiel 18:4b).Quando fala da salvação do espírito, a Palavra de Deus fala no passado; mas quando se trata da salvação da alma, usa o verbo no tempo presente. "Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma." (Tiago 1:21). Se tivermos em conta que a salvação do espírito não é por obras, note o que diz a seguinte citação relacionada com crentes: " Meus irmãos, se algum entre vós se desviar da verdade, e alguém o converter, sabei que aquele que converte o pecador do seu caminho errado salvará da morte a alma dele e cobrirá multidão de pecados." (Tiago 5:19,20). Aqui se trata de crentes extraviados, salvos no espírito, mas não na alma. Portanto, devemos desenvolver a nossa salvação (santificação na alma) com temor e tremor. O espiritual depende de Deus; o anímico é independentista, é do homem, e por tanto deve ser trabalhado pelo Espírito Santo com a colaboração do homem, porque a queda é fruto de uma rebelião em busca de independência. Para salvar o espírito só temos que crer, e mesmo esta fé nos é dada por Deus; mas para salvar a alma há de se cumprir certos requisitos. Quais? Vejamos:

1)- negar-se a si mesmo, obedecer ao Pai, tomar a cruz a cada dia e seguir ao Senhor Jesus. No capítulo 16 de Mateus vemos que o apóstolo Pedro já era salvo, já havia recebido a revelação do Pai de que o Senhor Jesus era o Cristo, o Filho do Deus vivente, já era uma pedra viva para a edificação da Igreja, e, entretanto tinha que trabalhar na salvação de sua alma. Pedro tinha muito amor próprio, muita confiança em suas próprias forças e capacidades, não estava disposto a passar por nenhum sofrimento; não podia compreender a obra de Deus em Cristo. Para Pedro a obra da cruz era uma loucura, e até mesmo Satanás fala por sua boca para dizer ao Senhor: "E Pedro, chamando-o à parte, começou a reprová-lo, dizendo: Tem compaixão de ti, Senhor; isso de modo algum te acontecerá. Mas Jesus, voltando-se, disse a Pedro: Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens. Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. (22-25)

2)- Meditar na Palavra de Deus: Sabemos que a alma possui tres compartimentos, a saber: Intelecto, Vontade e emocões. Quando meditamos todos os dias nas Escrituras somo transformados gradativamente na forma como raciocinamos, em nossas decisões e curados em nossas emocoes. Sem a Palavra de Deus não pode haver a santificação/salvação de nossa alma (Rm 12:2;Sl 19:7-11;103:3; 147:3).Medite nas Escrituras sagrafas!

3)- Orar diariamente: O diálogo com Deus ocupa, sem dúvida, o primeiro lugar para quem decide dar-se uma vida interior mais intensa. Qualquer pessoa que queira desenvolver a santificação/salvação de sua alma deve todos os dias encontrar tempo suficiente para dedicar-se a determinados momento de oração. O Apóstolo Paulo disse: "Orai sem cessar" (I Tss.5:17). Os efeitos na alma de quem vive em constante oração e prostrado na presença de Deus, manifestam-se no dia-a-dia e são percebidos na família, no trabalho, na Igreja e por todos que o cercam (Nee.1;Dn: 6).
4)- Andar no Espírito: O segredo do homem de Deus que quer ser transformado pelo Espírito está em deixar-se primeiramente encher-se pelo mesmo Espírito Santo, não apenas esporadicamente, mas continuamente, sempre. Muitas pessoas ficam desanimadas ou se desinteressam por pensarem que o Batismo do Espírito Santo só se alcança uma vez, entretanto o apostolo Paulo nos ensina em Efésios 5,18 que devemos estar cheios do Espírito Santo continuamente (ler Ef 5,18 e comparar a vida dos apóstolos com vários pentecostes. Atos 2,1ss; Atos 4,23ss; Atos 10,44ss). Uma tradução literal do texto comentado seria assim: "Estejam sendo cheios continuamente do Espírito Santo". Podemos falar figuradamente: uma mangueira de borracha cheia de água continuamente passando per ela. Este texto é paralelo ao de Gálatas 5,16 "Deixai-vos conduzir pelo Espírito e não satisfareis os apetites da carne". A satisfação dos desejos de nossa natureza humana (da alma) é uma demonstração externa de que, interiormente, não estamos cheios do Espírito Santo. A cura, para esses nossos desejos ou a santificação de nossa alma é andar no Espírito, isto e, nos render a Ele todos os dias!


Santificação no Corpo

A santificação do corpo é no futuro, quando ocorrer a ressurreição da Igreja (I Tss.4:13-18; I Cor.15), e se relaciona com a redenção ? Esta é a terceira dimensão de nossa santificação. Para vê-la nas Escritura, nos basta uns poucos versículos. "Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas." (Fp. 3:20-21). "Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita." (Rm. 8:11). "E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo." (Ro. 8:23). Haverá um tempo no futuro escatologico em que gozaremos de uma completa salvação ou santificação na terceira dimensão. Diz 1 Pedro 1:5: "que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo." Também em Romanos 5:9 nos fala de uma justificação em tempo passade de uma salvação futura, quando diz: "Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira." Aleluia!

Conclusão

De acordo com tudo que foi dito acima, é fácil concluir que nossa salvação/santificação tem três dimensões. e três tempos, a saber: passado, presente e futuro. O crente em Cristo, no passado já tem sido redimido da culpa e pena do pecado (santificação na primeira dimensão), mas no tempo presente está se livrando do poder do pecado (santificação na segunda dimensão); e no futuro, quando se efetuar a ressurreição, será livrado de sua presença, e assim será perfeitamente conformado à imagem do Filho de Deus, que é nosso Redentor (santificação na terceira dimensão).

Shalom Uvrachot!
Paz e benções!

Pr. Ronaldo Carvalho,
Bacharel em Teologia pela Faculdade de Teologia e
Ciência da Religião-Fatem ?Am, e Especializado no Hebraico Bíblico.
dialogodepastores@hotmail.com
rbunyan@ig.com.br


 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Ronaldo Carvalho
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Ronaldo Carvalho, Pastor da Igreja Batista Beit Lechem em Manaus-Am. Doutor em Teologia Honoris Causa - Bacharel em Teologia com Especialização em Hebraico Bíblico e Grego Koinê. Autor do Livro: Ensinado os Guerreiros de oração. Conferencista e Avivalista (A disposição do Reino). Contato...
Membro desde maio de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: