QUEM FOI VIGOTSKY E QUAIS FORAM SUAS CONTRIBUIÇÕES
 
QUEM FOI VIGOTSKY E QUAIS FORAM SUAS CONTRIBUIÇÕES
 


UNIVERSIDADE ESTADUAL VALEDO ACARAÚ- UVA

CENTRO DE FILOSOFIA, LETRAS E EDUCAÇÃO- CENFLE

CURSO: LETRAS HAB. EM LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO IV

PROFESSORA: MARIA LÚCIA PONTES PARENTE

QUEM FOI VIGOTSKY E QUAIS FORAM SUAS CONTRIBUIÇÕES¹

 

Susana Ramos de Vasconcelos Batista ²

 

RESUMO: O objetivo deste artigo é discutir a importância de unir as teorias às práticas pedagógicas em sala de aula, sobretudo o uso das teorias de Lev Vygotsky. Também tem por intuito esclarecer quem foi Vigotsky. Enumerar e explicar algumas das suas grandes contribuições vigotskyanas no campo da educação tais como: a importância da sócio interação no processo de aprendizagem, além da zona de desenvolvimento proximal (zdp) que é primordial para uma aprendizagem satisfatória. A pesquisa bibliográfica foi realizada através dos seguintes autores: ANTUNES (2002) e OLIVEIRA (2001).

PALAVRAS-CHAVE: Vigotsky. Sócio interação. ZDP. Teoria e prática.  Importância e contribuições vygotskyanas.

1 INTRODUÇÃO

 

          As teorias não foram feitas para ficar enfeitando nossas estantes nem para ficarem esquecidas dentro das caixas de um almoxarifado e muito menos no fundo de alguma gaveta que nem utilizamos. Pelo contrário, os grandes teóricos da educação dedicaram boa parte de suas vidas em prol de que no futuro não tão distante, o nível da educação, da aprendizagem, do desenvolvimento escolar fosse significantemente melhorado com a ajuda dos recursos por eles deixados para os profissionais da educação. Não quero dizer que as teorias trazem todas as soluções

__________________

¹ Artigo científico elaborado na disciplina Estágio curricular supervisionado IV, ministrada pela professora Maria Lúcia Pontes e solicitado com requisito para conclusão dessa disciplina no curso de Letras habilitação em língua portuguesa  da Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA.

² Acadêmica do curso de Letras da UVA habilitação em língua portuguesa, regularmente matriculada na disciplina em epígrafe no semestre letivo 2012.1.

para os problemas enfrentados pelo professor, mas com certeza uma ótima orientação, ou até mesmo traz um auxilio de modo que o próprio professor adéqüe e modifique essa teoria de acordo com as dificuldades de sua sala de aula.

2 QUEM FOI VYGOTSKY E QUAIS FORAM SUAS CONTRIBUIÇÕES 

          Lev Vygotsky, nasceu na cidade de Orsha, na Rússia, em 05 de novembro de 1896. Viveu na Rússia e morreu  em Moscou de tuberculose aos 37 anos. Professor e pesquisador, Vygotsky foi contemporâneo de Piaget, construiu sua teoria tendo por base o desenvolvimento do indivíduo como resultado de um processo sócio-histórico, enfatizando o papel da linguagem e da aprendizagem nesse desenvolvimento, sendo essa teoria intitulada como Psicologia histórico cultural, ou Psicologia interativista sócio-cultural, também conhecida como Psicologia sócio interacionista ou ainda Teoria histórico-social. Além de ter desenvolvido estudos que destacam a relação correlação entre a psicologia e a pedagogia.

[...] a relação que Vygotsky desenvolveu entre a psicologia e a pedagogia, conceituando e destacando a importância social das intervenções na Zona de Desenvolvimento Proximal inerente a toda pessoa que aprende com outras pessoas. (ANTUNES, 2002, p. 16)

          Sua teoria ficou conhecida muito depois da sua morte. Lev Vygotsky formou-se em Direito, História e Literatura, tendo também desenvolvido grandes estudos na área da Psicologia.

          Outra contribuição vygotskiana de relevo foi a relação que ele estabelece entre pensamento e linguagem, desenvolvida no seu livro "Pensamento e Linguagem". Nele se destacam a formação de conceitos, ao qual dedica dois capítulos do referido livro, e a compreensão das funções mentais enquanto sistemas funcionais, sem localização específica no cérebro de grande plasticidade e dinâmica variando ao longo da história da humanidade e do desenvolvimento individual.

3 O DESENVOLVIMENTO DA APRENIDIZAGEM PARA VIGOSTKY

          Para Vygotsky, os estágios principais de desenvolvimento da criança são três: o vago sincrético (em que a criança dependia essencialmente de ações e se identificava ao sensório motor); o estágio dos complexos e o estágio de conceito potencial (quando o adolescente ou pré-adolescente já se apresentava capaz de lidar com atributos relevantes do objeto com os quais interagia, mais ou menos se identificando aos estágios das operações formais).

          Vygotsky afirma que é o primeiro que gera o segundo, para ele o aprendizado adequadamente organizado resulta em desenvolvimento mental e põe em movimento vários processos de desenvolvimento que, de outra forma, seriam impossíveis. Piaget, ao contrário, defende que é o desenvolvimento progressivo das estruturas intelectuais que nos torna capazes de aprender (fases pré - operatória ou lógico formal). Os estudos de Vygotsky sobre o desenvolvimento da inteligência e cognição na criança se aproximam relativamente dos desenvolvidos por Piaget.

          A questão central de sua teoria é a aquisição de conhecimentos pela interação do sujeito com o meio. Vygotsky atribui grande importância ao ser ativo e destaca o papel do contexto histórico e cultural nos processos de desenvolvimento e aprendizagem, sendo chamado de sócio interacionista, ou seja, sustenta que a inteligência é construída a partir das relações recíprocas do homem com o meio.

 

4 A IMPORTÂNCI A DE SE TER VYGOTSKY EM NOSSA SALA DE AULA

 

          A escola é o lugar onde a intervenção pedagógica intencional desencadeia o processo ensino/aprendizagem. O professor tem o papel explícito de interferir no processo, diferentemente de situações informais nas quais a criança aprende por imersão em um ambiente cultural. O professor então é o condutor do processo. Sua intervenção é direta, pois deve ajudar o aluno a avançar como também sistematizar os conhecimentos. Vygotsky nos dá um grande suporte teórico para que saibamos como lidar com a individualidade de cada aluno, daí a sua indispensabilidade no cotidiano das salas de aulas.

          Para Vygotsky, a escola existe para que na mesma as pessoas se socializem, ou seja, construa saberes, solidifique e desenvolva conhecimentos, edifique a cultura, aprimore capacidades, descubra e aperfeiçoe competências e estimule inteligências. Para isso é preciso que haja a mediação e a interação.

          A Mediação é uma idéia central para a compreensão de suas concepções sobre o desenvolvimento humano como processo sócio-histórico.

          Enquanto sujeito do conhecimento a criança não tem acesso direto aos objetos, mas acesso mediado, portanto Vygotsky enfatiza a construção do conhecimento como uma interação mediada por várias relações.

           A aprendizagem e desenvolvimento escolar foram chamados por Vygotsky de zona de desenvolvimento proximal, mais conhecida como ZDP.

A ZDP pode ser definida com a distância entre o nível de resolução de um problema (ou tarefa) que uma pessoa pode alcançar atuando independentemente e o nível que pode alcançar com a ajuda de outra pessoa (pai, professor, colega, etc.) (ANTUNES, 2002, p.28)

           Nesse contexto a ZDP seria a distância entre aquilo que o indivíduo é capaz de fazer de forma autônoma (nível de desenvolvimento real) e aquilo que ele realiza em colaboração com outros elementos do grupo social (nível de desenvolvimento potencial), que pode ser um professor, um adulto, ou até mesmo um colega de classe. Na escola, ao observar a zona proximal, o educador pode orientar o aprendizado no sentido de adiantar o desenvolvimento potencial de uma criança, tornando o real.

Ao considerar preferências, desafetos, estados emocionais das crianças, o professor as auxilia a participar mais integralmente do processo de aprendizagem. Assim a individualidade de cada uma é respeitada e a diferença entre elas é reconhecida como boa e desejável. (OLIVEIRA, 2011, p.210)

         Nesse contexto, o ensino deve passar do grupo para o indivíduo. Em outras palavras, o ambiente influenciaria a internalização das atividades cognitivas no indivíduo, de modo que, o aprendizado gere o desenvolvimento. Portanto, o desenvolvimento mental só pode realizar-se por intermédio do aprendizado.

          A ZPD não é a mesma para todas as pessoas, ou seja, a distância entre o nível de desenvolvimento real e o potencial nas quais as interações sociais são desenvolvidas, são diferenciadas de aluno para aluno, cabendo ao professor identificá-las e saber como utilizar esses processos, ou seja, a aprendizagem através da interação.

          Para Vygotsky, o sujeito não é apenas ativo, mas interativo, e é na troca com outros sujeitos e consigo próprio que se vão internalizando conhecimentos, papéis e funções sociais, o que permite a formação de conhecimentos e da própria consciência. Trata-se de um processo que caminha do plano social relações interpessoais para o plano individual interno relações intrapessoais.

5 CONCLUSÃO

 

          É de fundamental importância que os professores se utilizem das teorias de Vygotsky dentro e fora das salas de aula no seu cotidiano. Pois os grandes teóricos construíram suas teorias pensando em dar um suporte e quem sabe até solucionar os problemas enfrentados em nas escolas.

          Os grandes educadores sabem que sua boa prática advém de uma boa teoria e que não é somente a experiência que o tornará um bom professor, mas também, a sua bagagem, ou seja, o suporte teórico em que sua práxis e sua metodologia esta fundamentada.

          Nesse contexto corroboro que a contribuição de Vygotsky e tantos outros grandes estudiosos da educação estão ao nosso alcance, basta apenas que os queiramos em nosso dia a dia escolar.  

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

ANTUNES, Celso. Vygotsky, quem diria?! : em minha sala de aula. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

OLIVEIRA, Zilma de Moraes Ramos. Educação Infantil fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2011.

ateliedoeducador.blogspot.com

[email protected]           

 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Susana Ramos De Vasconcelos Batista
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: