Qualidade de Vida no Trabalho
 
Qualidade de Vida no Trabalho
 


RESUMO

Dada a importância dos impactos do trabalho tanto positivos, como negativos, na qualidade de vida das pessoas e como esses impactos podem estar relacionados aos objetivos, atividades e resultados estabelecidos e requeridos pelas organizações, esse trabalho visa analisar a importância da Qualidade de Vida do Trabalho do Núcleo de Engenharia da Secretaria Estadual da Saúde do Piauí. Foi realizado um estudo na organização buscando verificar a satisfação dos colaboradores com as condições de qualidade de vida que a mesma oferece-lhes. Entretanto, detectaram deficiências da organização no que diz respeito ao desenvolvimento de novas habilidades, planejamentos de carreira e salário dos colaboradores, sendo que esses são aspectos de grande importância para a motivação e satisfação dos colaboradores na realização plena e eficaz de suas atividades. Palavras chaves: Qualidade de Vida no Trabalho. Satisfação.

INTRODUÇÃO

Com a expansão das empresas públicas, torna-se cada vez mais importante manter e melhorar os padrões de qualidade, visando isso, esta pesquisa buscou avaliar a qualidade de vida no trabalho que se constitui numa ferramenta muito importante para as organizações, pois proporciona uma maior participação por parte dos colaboradores, criando um ambiente de integração com superiores, com colegas de trabalho e com o próprio ambiente de trabalho, visando sempre à compreensão das necessidades dos colaboradores. A qualidade de vida no trabalho se preocupa principalmente com dois aspectos importantes que é o bem-estar do trabalhador e com a eficácia organizacional.
O estudo em questão foi realizado no Núcleo de Execução de Projetos de Engenharia ? NEPE, que foi criado devido à grande demanda na elaboração de projetos específicos de arquitetura hospitalar e execução de obras de engenharia à infraestrutura física da rede de saúde regida pela SESAPI, em todo o território estadual. As obras possuem legislação especifica que devem atender as exigências de diversos órgãos no âmbito estadual e federal. Atualmente o núcleo está responsável por mais de 200 obras em todo o estado.
Porém, devido às grandes exigências da SESAPI aos colaboradores do núcleo e a forte pressão por produtividade, questiona-se: como se encontra a qualidade de vida no trabalho no dos colaboradores do NEPE?

OBJETIVO

Analisar a importância da qualidade de vida no trabalho do Núcleo de Execução de Projetos de Engenharia - NEPE da Secretaria Estadual da Saúde do Piauí ? SESAPI.

REFERENCIAL TEÓRICO

CONCEITO DE QUALIDADE DE VIDA
Para a Associação Brasileira de Qualidade de Vida, a saúde é um dos nossos atributos mais preciosos. Mesmo assim, a maioria das pessoas só pensa em manter ou melhorar a saúde quando esta se acha ameaçada mais seriamente e os sintomas de doenças são evidentes.
Segundo Moreira e Goursand (2005), a medicina atual trata os problemas de saúde sem levar em consideração o ambiente em que a pessoa vive. É necessário perceber, como afirma Freud (apud Moreira e Goursand, 2005), que o individuo está constantemente em conflito entre a satisfação de suas necessidades e as pressões de seu meio social.
Portanto, para Moreira e Goursand (2005), é relevante levar em consideração os fatores externos e internos quando se discute a melhoria da qualidade de vida.

ORIGEM E EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO
A qualidade de vida no trabalho é um modelo que surgiu na década de 50, na Inglaterra, a partir dos estudos de Eric Trist e colaboradores.
No entanto, só a partir da década de 60, houve um novo impulso nos movimentos de QVT. O ano de 1974 caracterizou-se pelo inicio do desaceleramento dos estudos da QVT causado, basicamente, pela crise energética ligada ao aumento do preço do petróleo e pela alta inflação que atingiram os países do ocidente, em particular os Estados Unidos.
Em 1979, a partir da constatação da diminuição do comprometimento desses empregados em relação ao seu trabalho, houve uma retomada do movimento da QVT.

CONCEITO DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO
"QVT é uma estratégia gerencial visando à integração do ser humana à organização, para elevar o máximo possível o bem-estar do trabalhador com a organização e seu trabalho, pela satisfação de suas necessidades de crescimento pessoal e profissional e, ao mesmo tempo, diminuir seu esforço e aumentar seu desempenho" (Fernandes, apud Dutra 2008).

METODOLOGIA
Realizou-se uma pesquisa de campo, utilizando como coleta de dados um questionário semi-estruturado, onde foram avaliados os aspectos direcionados a QVT.
A pesquisa foi realizada no Núcleo de Engenharia da Secretaria Estadual da Saúde do Piauí.
O questionário foi aplicado com 35 colaboradores, porém teve-se um retorno de 19 questionários dos colaboradores da referida organização, que representam 66,50%.

ANÁLISE DOS RESULTADOS
Com o objetivo de proporcionar informações resumidas dos dados contidos no total de 19 colaboradores do Núcleo de Engenharia da SESAPI foi realizada uma pesquisa de forma quantitativa que através dos gráficos a seguir, resumem-se os principais resultados obtidos com relação aos indicadores sobre a qualidade de vida no trabalhado. Os dados foram coletados através de um questionário, estruturado com as perguntas fechadas sobre como os colaboradores se sentem a respeito da sua qualidade de vida no trabalho.

(Graficos em anexo)

CONSIDERAÇÕES FINAIS
O presente trabalho teve como objetivo geral analisar a importância da qualidade de vida no trabalho do Núcleo de Engenharia da Secretaria Estadual de Saúde do Piauí. De acordo com os relevantes resultados apurados pelo questionário, fez-se um parâmetro das respostas obtidas pela sua maioria, onde observa-se a afirmativa contundente da satisfação com o nível de qualidade de vida do trabalho.
Apesar desse estudo não abranger a totalidade de campos relacionados à Qualidade de Vida no Trabalho, como ergonomia e saúde, o campo da pesquisa foi focado em um ponto específico, como bem estar funcional e emocional dos colaboradores do núcleo, e também, elementos como trabalho, amigos e outras circunstâncias de vida.
Como resultado dessa pesquisa, constatou-se que a maioria dos colaboradores estão satisfeitos com alguns aspectos ligados a qualidade de vida no trabalho, como nas relações interpessoais entre seus colegas de trabalho e chefe, com as jornadas de trabalho, com o tempo para se dedicar ao lazer e sua família, com os recursos oferecidos pela organização para o desenvolvimento de suas tarefas e com as condições de trabalho que a organização oferece-lhes.
Entretanto, observa-se a insatisfação dos colaboradores com relação às oportunidades para desenvolver novas habilidades, planejamento de carreira e salário. Diante disso, é importante que as lideranças estimulem discussões em relação à carreira com seus colaboradores e, na medida do possível, ofereçam suporte efetivo para o desenvolvimento pessoal e profissional dos mesmos. Trabalhando seus recursos internos, o gestor manterá assim uma boa linha de sucessão preparada para futuras possibilidades e necessidades da organização.
A organização também tem que ver o salário como função agregada de motivação e procurar utilizá-lo como um instrumento a mais na compatibilização dos objetivos organizacionais e pessoais.
Por fim, é de fundamental importância a qualquer organização a implantação de um programa de Qualidade de Vida no Trabalho, é uma realidade incontestável, visto que através de um programa de QVT a organização oferece meios aos seus colaboradores de ter uma vida saudável, higiênica e com segurança em seu ambiente de trabalho. Procurando contribuir com a organização estudada, fica como sugestão a formação de uma equipe que lidere um processo de conscientização sobre a importância de se ter um programa de Qualidade de Vida no Trabalho, que venha possibilitar boas condições de trabalho e bem-estar aos colaboradores da organização.

REFERÊNCIAS
ALBORNOZ, Suzana. O que é Trabalho. 6. ed. reimpr. São Paulo: Brasiliense, 2004. 103p. :il.
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 6. ed. rev. E atual. Rio de Janeiro: campus, 2000. 700p.
DUTRA, Roseli de Fátima. Qualidade de vida no Trabalho: O caso de uma cooperativa médica de um hospital universitário mineiro. Belo Horizonte/2008: Faculdade Novos Horizontes, (Dissertação de mestrado).
FAYOL, Henri. Administração Industrial e Geral: Previsão, Organização, Comando, Coordenação e Controle. 10. ed. São Paulo: Atlas, 1994.138p.
FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Aurélio XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999. 2128p.
HANDY, C. B. Como Compreender as Organizações. Rio de Janeiro, Zahar, 1978.
LIMONGI-FRANÇA, Ana Cristina. Qualidade de vida no trabalho - QVT: conceitos e práticas nas empresas da sociedade pós-industrial. São Paulo: Atlas, 2004.217p.
RODRIGUES, Marcus Vinicius. Qualidade de Vida no Trabalho: Evolução e analise no Nível Gerencial. 12. ed. Petrópolis, RJ: VOZES, 2009.
SANT'ANNA, Anderson de Souza; MORAES, Lúcio Flávio Renault de. O movimento de qualidade de vida no trabalho: um estudo de suas origens, evolução, principais abordagens e avanços no Brasil. Belo Horizonte; CEPEAD_UFMG, 1998. 29p.
VASCONCELOS, Anselmo Ferreira. Qualidade de Vida no Trabalho: Origem, Evolução e Perspectivas. Caderno de Pesquisas em Administração. São Paulo: 2001, Janeiro/Março, p.23-35.
VIEIRA, A. A. (1996) Qualidade de Vida no Trabalho na Gestão da Qualidade Total. Anais da 20ª Reunião Atual da ANPAD, Angra dos Reis, p.353-378.
 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
8 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Karine Pereira Caetano Cavalcante
Talvez você goste destes artigos também