Quadro Comparativo entre as Teorias de Piaget e Vygotsky.
 
Quadro Comparativo entre as Teorias de Piaget e Vygotsky.
 


O quadro comparativo, semelhanças e diferenças, entre Piaget e Vigotsky, ambos são cognitivistas/interacionistas e suas teorias se assemelham em muitos pontos. Também não se trata de junta-las, como se fossem iguais. A questão é, como em qualquer caso de aprofundamento teórico, entender o melhor possível de cada abordagem, para que haja um real aprimoramento sobre o objeto que está sendo estudado.

 

Vigotsky analisa os fatos que levaram Piaget a aceitar a hipótese do egocentrismo como ponto fundamental de sua teoria, bem como, coloca esses fatos à prova, comparando-os com os resultados que ele obteve em suas próprias pesquisas. O ponto fundamental para Piaget é o uso que a criança dá para a linguagem, a qual pode ser dividida em fala egocêntrica e fala socializada. Os autores descrevem que na fala egocêntrica a criança não tenta se comunicar, pois, o que ela simplesmente faz é um comentário em voz alta do que está fazendo. Entretanto, eles discordam sobre a função da fala da criança, pois, para Piaget, a fala egocêntrica não cumpre uma função útil; já Vigotsky, acredita que a fala egocêntrica assume um papel definido e importante.

Outro ponto de discordância entre os autores refere-se ao desaparecimento ou transformação de fala egocêntrica, pois, Piaget descreve que a fala egocêntrica simplesmente desaparece. Ao contrário de Vigotsky afirma: a fala egocêntrica simplesmente se esconde, isto é, transforma-se em fala interior. Com relação a fala social, os dois pesquisadores discordam profundamente, pois, de acordo com Vigotsky, para Piaget a "a fala social é representada como sendo subseqüente, e não anterior à fala egocêntrica". Porem, para Vigotsky, há uma inversão, pois, o desenvolvimento evolui da fala social para egocêntrica, uma vez que a "a função primordial da fala, tanto nas crianças quanto nos adulto, é a comunicação, o contato social.

 

A fala mais primitiva da criança é, portanto, essencialmente social. . Em outras palavras, o que Vigotsky descreve em suas pesquisas é que o desenvolvimento do pensamento vai do social para o individual. Porém, segundo a interpretação de Vigotsky os seus resultados divergem tanto do esquema de Piaget quanto do esquema behaviorista, pois, segundo Vigotsky, no esquema de Piaget o desenvolvimento do pensamento na criança "parte do pensamento autístico não-verbal à fala socializada e ao pensamento lógico, através do pensamento e da fala egocêntricos". Já no esquema behaviorista o desenvolvimento parte da fala oral, após utilizar o sussurro, para chegar à fala interior. Para finalizar, Vigotsky considera as pesquisas de Piaget como fundamentais para a psicologia, porém, há divergências fundamentais nos resultados encontrados pelos dois autores. Contudo, como foi dito anteriormente, as críticas de Vigotsky devem ser aceitas exclusivamente para as duas obras que ele analisou - o próprio Piaget quando tece acesso ao texto escrito por Vigotsky concordou com as suas críticas. Por outro lado, ao se analisar as demais pesquisas desenvolvidas por Piaget, percebe-se que as críticas de Vigotsky não teriam mais fundamento.

 

 

Marcondes de Sousa Araujo Junior.

 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
11 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Marcondes De Sousa Araujo Junior
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Graduado em História pelo Centro Universitário de Brasília (2005). Possui Especialização em Docência Universitária e, Especialização em Inclusão Social. Possui Curso de Inclusão Socio Cultural Educativa para Professores de um Projeto do Governo Federal onde era Professor e Coordenador Pedagógico d...
Membro desde outubro de 2009
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: