Psicopedagogia institucional com habilitação em educação especial
 
Psicopedagogia institucional com habilitação em educação especial
 


FACULDADE MONTENEGRO

CURSO: PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL COM HABILITAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL

 

 

 

 

 

VANESSA DE SOUSA

ZENAIDE LOPES DA SILVA

 

 

 

 

Relatório do Estágio Supervisionado

 

 

 

 

 

 

 

 

CAMPO ALEGRE DO FIDALGO

2011













VANESSA DE SOUSA

ZENAIDE LOPES DA SILVA

 

 

 

 

 

Relatório do Estágio Supervisionado

 

             Relatório apresentado disciplina Estágio                       Supervisionado em Psicopedagogia Institucional do curso de Pós-graduação em Psicopedagogia Institucional com Habilitação em Educação Especial da Faculdade Montenegro- Ibicaraí-BA sob a orientação da especialista Josefa Erica Machado Ibiapino Moura Coelho, para obtenção de nota

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CAMPO ALEGRE DO FIDALGO

2011










Dedicamos aos nossos familiares, que diretos e indiretos  participaram mais uma vez dessa etapa de busca de conhecimento para  a ascensão de nossa coragem no campo de trabalho, que é a educação: institucional, familiar e social, que não se restringe apenas a uma unidade de ensino.  Educar tem como fundamento o “amor”, se não fosse essa base teria caído o direito de educar e ser educado. A Faculdade seus membros; a professora Claudia por facultar o curso e nos tolerar em outros aspectos tão relevantes. E as professoras que ministraram as aulas, que  fizeram emergir através de suas explanações a compreensão de se preparar nesse sublime contexto (educacional) para uma educação universal aos que se diz normal e anormal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao nosso Deus, pai celestial, e nossas famílias por termos ausentados por horas ou dias do vosso meio nessa empreita, em busca desse “bem precioso” que ninguém pode roubar o ((conhecimento). Pois é uma espada de dois gumes que corta os ideários de exclusão, discriminação e marginalização em nosso meio. Aos nossos professores, colegas de turma por esta oportunidade de nos interagir nos encontros, onde todos exprimiram suas ideias alimentando a todos nós profissionais da educação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO---------------------------------------------------------------05

DESENVOLVIMENTO-------------------------------------------------------07

CONSIDERAÇÕES FINAIS------------------------------------------------10

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA -----------------------------------------12

ANEXO-------------------------------------------------------------------------13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



1- INTRODUÇÃO

O presente Relatório de Estágio Supervisionado, em Psicopedagógia Institucional com Habilitação em Educação Especial, vem atender a necessidade de por em prática a formação Psicopedagógica. Para realização do mesmo, propomos realizá-lo na Unidade Escolar Gervasio Oliveira, localizado na Praça, 26 de Janeiro S/N  Centro, Capitão Gervasio Oliveira-PI.

A mesma está em perfeito estado de conservação suas dependências estão muradas tem rampas de acesso sem sinalização para portadores de deficiência física, ou seja, os cadeirantes. Possui seis salas de aula, dois pátios, cantina diretoria, banheiros externos comum, não possui banheiros adequados para cadeirante, sua clientela são alunos  do Maternal ate o 5º ano do Ensino Fundamental.

A escola possui recursos didáticos como: televisor, DVDS, retroprojetor, expositor, de cartaz e jogos. O quadro profissional da escola e satisfatório composto de professores com curso superior completo e especializações.

 A partir daí traçamos o perfil diagnóstico da instituição e do sujeito, que apresenta dificuldades de aprendizagem; com a finalidade de experienciar o fazer psicopedagógico e para a obtenção do grau de Especialista em Psicopedagogia  Institucional com Habilitação em Educação Especial  , o que se constitui uma exigência para o Trabalho de Conclusão do Curso(TCC), da Faculdade Montenegro. Nesse sentido, esse trabalho foi construído pelos docentes:

 VANESSA DE SOUSA – Licenciada em Pedagogia

ZENAIDE LOPES - Licenciada em Pedagogia

 Tendo como base a fundamentação teórica das abordagens científicas e do objeto de estudo da psicopedagogia, tido como a dificuldade de aprendizagem e as suas respectivas causas, este relatório vem investigar e analisar as causas das dificuldades de aprendizagem do aluno E.T.O. do 1º ano na Unidade Escolar Gervasio Oliveira, na cidade de  Capitão Gervasio Oliveira /PI; com o intuito de realizar o diagnóstico Psicopedagógico institucional para se traçar o provável encaminhamento e, para um  tratamento adequado e eficaz. 

Em busca da compreensão das características da aprendizagem do ser humano, propomo-nos investigar as questões que impede o sujeito aprender, apresentando dificuldades de aprendizagem, as quais muito nos interessam como professores e psicopedagogos. 

A nosso ver, o desempenho escolar é só a ponta do iceberg. Na realidade, ele sinaliza que algo não vai lá muito bem. Mas assim nem sempre diz prontamente onde está a raiz do problema. Pode ser na própria criança ou jovem, nos pais, nos educadores, ou na falta de percepção de ambos, para atentar às necessidades reais do sujeito investigado naquele momento ou até mesmo no desenrolar de um problema de aprendizagem.

 A prática tradicional docente e gestora, ainda, perpetuam acentuando impedimentos da aprendizagem, ou seja, dificuldades de ensinarem o que, pode estar no espaço físico da escola, na forma como eles se organizam na prática pedagógica inadequada em classes numerosas, com 40 ou mais alunos por sala rotatividade de professores impossibilitados de oferecer um atendimento  personalizado para cada aluno.  Fatores esses que muito distanciam a realidade cotidiana dos objetivos gerais da educação pública.

Assim propomos conhecer as variáveis que incidem na problemática deste nosso estudo de caso: diagnosticar as causas desse déficit de aprendizagem do sujeito como estudo de caso; conhecer fatores que podem determinam a dificuldade do aluno do 1º ano; Verificar a relação existente entre formação/atualização docente, familiar e escolar. Cientes de que a maioria do insucesso escolar das crianças brasileira, nem sempre é de ordem cognitiva. Ás vezes corresponde apenas ao espelho do insucesso social e pedagógico que não permite responder adequadamente às exigências ou demanda da escola. Passamos a analisar por diferentes perspectivas este fenômeno. Nesse trabalho utilizamos à metodologia científica, de abordagem qualitativa e inicialmente realizamos uma revisão bibliográfica, a qual teve por finalidade o levantamento de terias como: Fernandez (2001); Dotti (1991) e outros que trabalham fracasso escolar visando fornecer subsídios para o desenvolvimento do sujeito a ser pesquisado e efetuar registro, observação e correlação dos fatos sem manipulação ou interferência dos dados. Em seguida o trabalho caracterizou-se por pesquisa de campo, através de observações, entrevistas que requerem uma interação entre pesquisador e pesquisados, cujos sujeitos foram pais professores, e gestores.

Nesse sentido, a pesquisa de campo permitiu conhecer, a frequência com que o

fenômeno pesquisado ocorre, sua relação e sua conexão com outros aspectos, sua natureza e suas características principais. Daí, buscamos também, conhecer as diversas situações e relações que ocorrem na vida social, política, econômica e demais aspectos do comportamento humano tanto do indivíduo (o tomado isoladamente) como de grupos e da comunidade (como  um todo) de forma mais complexa.

No âmbito da execução de nossa pesquisa, os instrumentos utilizados para coleta e análises dos dados foram: roteiro de observação, entrevistas e registro visual.  A partir dos referidos instrumento, elaboramos a Matriz do Pensamento: Diagnóstico Institucional e definimos os Instrumentos de investigação Psicopedagógica institucional, Entrevista, Operatória Centrada na Aprendizagem (EOCA).

Até chegarmos, ao objetivo final deste, trabalho que favorece a reflexão quanto ás questões do contexto do fracasso escolar, constatamos as influências do sistema educacional, da escola, do professor e até mesmo do ambiente familiar que de um modo ou de outro influenciam no universo individual do aluno, e, sobretudo, na sua aprendizagem. Todo o sistema influi nesse processo.

Através de aplicação e análise dos instrumentos de pesquisa e dos instrumentos de investigação Psicopedagógica Institucional emergiu o nosso questionamento: Como os contextos escolar e familiar e a atuação docente podem interferir positivamente e negativamente no fracasso escolar? Para responder este questionamento foi observado a vivência e o cotidiano dos envolvidos no processo Educativo da instituição pesquisada.

Definimos uma amostra de 02 professores e um grupo de 28 alunos. Deste último grupo, selecionamos uma criança que apresentava um histórico de dificuldade de aprendizagem em relação aos colegas da mesma idade que não conseguiu aprender a ler, nem escrever.  Assim, através do dialogo que estabelecemos com os sujeitos, alicerçados com a teoria, confirmamos as hipóteses, as quais foram configuradas e demarcadas em campo e se complementaram através da observação em classe, conforme tabela de aproveitamento e avaliação escolar. 

Levando em consideração esse aspectos de muitos estudos e reflexões sobre essa temática, muito das diversas teorias e abordagens de autores que possam subsidiar o contexto educativo.

O Diagnóstico Psicopedagógico Institucional procura sanar as denominadas dificuldades de aprendizagem, as quais levam muitos à repetência escolar. A analise contextual da repetência nas escolas dá suporte para reflexões e o encaminhamento das possíveis saídas para as dificuldades de aprendizagem que levam ao fracasso escolar. Com isso, pretendemos subsidiar a escola na elaboração de ações pedagógicas pertinentes à condução das limitações ou mesmo dos problemas detectados não de forma linear, mas de preferência de forma sistêmica.

Cientes de que a educação avança, cresce quando se acredita que é através da interação de forma ativa com o meio ambiente que o cerca, que o aluno torna-se inovador e criador de novas possibilidades; E, não apenas memorizando para aprender, mas construindo um aprendizado mediado que lhe servirá de base para toda a vida. Cremos que só assim, a criança terá prazer em buscar e em encontrar significado em aprender.

A nosso ver, a psicopedagogia estuda as características da aprendizagem humana: como se aprende a aprender; como essa aprendizagem varia evolutivamente e está condicionada ou não por vários fatores; como se produzem as alterações na aprendizagem, como reconhecê-las, tratá-las e preveni-las.

Dessa forma, cremos que o profissional de psicopedagogia poderia interferir positivamente nos espaços institucional.

2  DESENVOLVIMENTO

 Dados de Identificação da Criança

Nome: E.T.O.

Endereço: Centro  S/N – Gervasio Oliveira/PI.

Data de Nascimento: 21/12/2004.

Idade: 6 anos e 8 meses.

Série: 1º ano do Ensino Fundamental.

2.1 Entrevista com a Mãe/responsável da criança

Estado civil dos pais: casados

Nome do pai: Joao Batista      

Nome da mãe: Veranir.

Mora em residência própria? Sim.

Número de Filhos: 02

2.2 Histórias Familiares

O segundo de dois irmãos, mora com a mãe, pai e o irmão. O relacionamento com o irmão não e muito fácil, pois às vezes E.T. O. é agressivo com seu irmão. 

2.3 Histórias Clínica

Segundo informações da mãe, E.T. é uma criança que apresenta um quadro clínico estável. Dificilmente fica doente, apenas uma gripe de vez em quando, e o seu histórico clínico desde o seu nascimento não foi fácil.

Após dezoito dias de seu nascimento começou o seu problema. A família levou ao médico e constatou por meio de diagnóstico emitido através exames solicitados pelo neupediatria, tomografia e eletroconsafalograma que o sujeito sofreu lesão causada por falta de oxigênio e sangue no cérebro.

2.3 Hipóteses do caso

• A escrita é realismo nominal

• O nível intelectual é normal

 • Baixo nível de concentração.

2.4  Diagnóstico Psicopedagógico

Nível intelectual normal, estágio de pensamento em transição entre o pré-operatório e o operatório concreto com oscilações.

Durante a E.O.C.A., apresentou-se com um bom raciocínio logico, pois tem grande facilidade de aprender o nome das pessoas e uma acentuada capacidade de realizar algumas tarefas como recorte, colagem, pintura de desenho, e identificou a primeira letra do seu nome, com tudo percebemos a oscilações em seriação, conservação e classificação. O sujeito tem noção de espaço, gosta de cores escuras como vermelho e preto em trabalhos de grupo respeita os limites. Porem a grande, dificuldade de concentração.

 Portanto é provável que as dificuldades apresentadas possam decorrer de algumas dificuldades que a mãe passou durante a gravides.  Quanto à escola, percebe–se que falta uma estrutura adequada para trabalhar com crianças com necessidades especiais e professores capacitados nesta área, pois a mesma deixa muito a desejar em relação à educação especial.

Com tudo a pesar de ser agressivo com o irmão durante a E.O.C. A de E.T. O, do ponto de vista afetivo ele demonstrou ser uma criança amável, carinhosa principalmente com os adultos, pois, prefere conversar com adultos.

No caso de E.T. O, de 6 anos em relação aos seus colegas  do 1º ano, constatou–se dificuldade de leitura e escrita, vinculação inadequada com o objeto da aprendizagem escolar.

2.5 Indicações de acompanhamento

A partir de todas as informações colhidas, preliminarmente, sugerimos que seja submetida a um acompanhamento psicológico individual e familiar, além de um acompanhamento psicopedagógico e mudança de concepção de alfabetização na escola mudando método de ensino.

2.6 Instrumentos de Diagnóstico Psicopedagógico 

• Entrevistas;

• Observação;

• Questionário;

• Levantamento de Dados;

• Anamnese;

• avaliação  de Diagnósticos Operatório:

• Conservação: Peso, volume, comprimento.

• Seriação: Palitos

Classificação

• E.O.C.A.

 3  CONSIDERAÇÕES FINAIS

A intenção deste trabalho é contribuir para uma melhor compreensão dos contextos onde acontece o fracasso escolar, visualizando principalmente numa abordagem Psicopedagógica fundamentada e baseada na prática docente institucional.

Essa prática teve sempre o respaldo de teóricos e abordagens que facilitaram a análise das questões por nós levantadas em variados ângulos e contextos. Assim, através do espaço institucional como processo optado, procuramos refletir sobre a natureza da educação, sobre a história dos considerados problemas de aprendizagem, a definição do que vem a ser fracasso escolar e a diferença que se pode estabelecer entre dificuldade de aprendizagem e fracasso escolar dentro daquilo que propomos analisar contextualmente sobre o fracasso escolar, através de um recorte da ampla questão de aprendizagem humana, considerando a visão psicopedagógica construtivista, a observação da prática e a reflexão respaldada nas diversas teorias, deram-nos subsídios para concluir que o fracasso escolar é uma resposta insuficiente do aluno a uma exigência ou demanda da escola. Essa questão pode ser analisada por diferentes perspectivas tanto da sociedade, da escola quanto do aluno.

Nesse sentido, a sociedade abarca no seu âmbito a cultura, as condições relacionais político-sociais e econômicas vigentes; bem como o tipo de estrutura social, as ideologias dominantes e as relações explícitas ou implícitas desses aspectos com relação à educação escolar e as práticas do psicopedagogo institucional. A escola, por sua vez, não é isolada do sistema socioeconômico, é um reflexo dela.

Portanto, as possibilidades de absorção de certos conhecimentos pelo aluno dependerão dessa cadeia das condições sócias que determinaram à qualidade de ensinagem (processo ensino e aprendizagem).  Ao aluno, caberá como sujeito aprendente e, devem ser analisadas as condições internas de aprendizagem, focando-se para as questões inter e intra-subjetiva. Tais enfoques não são mutuamente excludentes.

 O fracasso escolar geralmente é causado por uma conjugação de fatores interligados que impedem o bom desempenho do aluno/sujeito aprendente. De acordo com a nossa experiência aqui apresentado, o caso descrito e investigado nessa pesquisa retratou as dificuldades de aprendizagem de uma criança em termos conceituais, procedimentais e atitudinais em virtude de sua constante relação com o fracasso escolar.

 Daí concluímos que a aprendizagem é um processo de  construção na relação sujeito e meio e, as teorias sócio construtivistas  acrescentam a essa relação o entorno social e, os outros sujeitos que interagem nesse processo atribuindo-se um caráter mais dialético e mediador do processo.

Entretanto, as práticas escolares apesar das teorias, não modificaram. Encontramos na nossa estágio/pesquisa a, inúmeros desencontros que perpassam a prática pedagógica; revestidos, ou melhor, dizendo, por trás do rótulo construtivista, ainda se destacam práticas positivistas que classificam e discriminam seres humanos.

 Nesse sentido, mais do que adotar essa ou aquela teoria de aprendizagem, é preciso repensar a função de escola nessa sociedade que possam cada vez mais incluir as diferenças no espaço educativo. E, com a atuação do psicopedagogo no espaço institucional, certamente, irá minimizar as exclusões do processo, deve ocupar-se cada vez mais dos espaços de aprendizagem humana nas suas múltiplas facetas e caminhos.      

 REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

DOTTI, Corina. Fracasso escolar e classes populares. In: GROSSIN E.; Bordin J.

Paixão de aprender. 6. ed. Vozes: 1994.

FERNÁNDEZ, Alicia. O saber em jogo. Porto Alegre: Artmed, 2001.

_____. A inteligência Aprisionada. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990. 

FREIRE, P. e MACEDO, D. Alfabetização, leitura de mundo, leitura da palavra.

São Paulo: Paz e terra, 1990.

SAVIANNI, Demerval. Pedagogia Histórico-crítica: primeira aproximação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANEXO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FICHA DE CONTROLE

Data do Estagio: ___/____/ 2011

Identificação

Nome:________________________  Sexo: _______________              
Idade: ___     anos:___    meses:_____                     Nascimento:_____
Nacionalidade
Escolaridade:_____       Serie:____         período:___
Horário:_______      Transporte utilizado:_________________________________________________
Horário de saída   chegada   na residência: ________________________________________________
Horário de   chegada  e saída da escola: __________________________________________________
Escola:_____________________________________________________________________
Nome da professora:_________________________________________________________________
Nome da coordenadora:______________________________________________________________
Endereço da escola: __________________________________________________________________
Fone:_______________________________________________________________________
Pai:  __________                  Idade:_______________________________________________________
Profissão:  _________                Escolaridade:_______           Nacionalidade:______________________
Mãe:  __________________      Idade: __________________________________________
Profissão:  __________         Escolaridade:_____________      Nacionalidade:_____________________
Nome e idade dos irmãos:_____________________________________________________________
Endereço : _____________                                      Bairro:_____________________________________
Fone: ___________________      Religião: ________________________________________
Outras pessoas que moram com a família:________________________________________________
Horário disponível para atendimento:____________________________________________________
Tratamentos anteriores:______________________________________________________________
Motivo:_____________________________________________________________________
Tratamento atuais: __________________________________________________________________
Motivo:_____________________________________________________________________
Quem fez o encaminhamento: _________________________________________________________
(Essa questão demonstra o compromissamente dos pais com a problemática do sujeito)

ROTEIRO DA TÉCNICA – A ENTREVISTA INICIAL

1-      Queixa livre: Em que posso ajuda-los? Ou que os trouxe aqui?

2-      Quando começou o problema? Ou a quais fatos associam o problema?

3-      Quais foram e quais são as atitudes do casal diante desse problema?

4-      O que vocês sentem diante dessa problemática?

5-      O que os professores dizem as respeito e o que vocês pensam e sentem?

6-      E em casa como é ( queixa secundária)?

7-      Fale-me sobre o dia o dia do filho desde o levantar-se até o deitar e dormir.

8-      Fale-me sobre uma rotina de um final de semana.

9-      Como é o comportamento de seu filho ao fazer as lições?

10-  Como você reage?

11-  Existe algum outro problema?

12-  Quais são as qualidades e eficiências de seu filho?

13-  E os outros filhos, como são?

14-  O que vocês esperam de mim?

15-  Quero esclarecer que seu filho será diagnosticado dentro um determinado contexto: família e escola. Por esse motivo vocês deverão participar ativamente do processo. O que pensam sobre isso?

16-  Acrescento que sem a cooperação da família não será possível realizar um diagnostico sobre o problema em questão, pois não tenho o poder que vocês me atribuíram quando lhes perguntei o que esperam de mim. O que pensam sopre isso?

17-  Se houver concordância em prosseguir, vocês serão chamados para fornecer esclarecimentos e participar ativamente da fase diagnosticas, pois parecem ver que o problema se encontra no filho e não percebem que a família tem contribuído para a instalação dessa dificuldade (neste momento, apontam-se alguns déficits na família e minimiza-se a culpa dizendo que os pais erram, muitas vezes, no intuito de acertar.)faz-se uma pausa e espera-se o que fluirá dessa colocação.

18-  O diagnostico será efetuado da seguinte forma. (fornecer os esclarecimentos nos dias e horários.) porem  quero acrescentar que as faltas serão cobradas, assim como  as visitas á escolas (para coletas de dados )O que acham?

19-  Buscarei detectar o que é do sujeito, da família e da escola e, ao final do processo, apresentarei os resultados e discutiremos a viabilidade do tratamento, os horários os honorários e faremos um novo contrato verbal. Seu filho também será conscientizado sobre o problema (entrevistas devolutivas).

20-  Gostaria de acrescentar algo?

21-  Então, na próxima sessão coletarei dados sobre a historia de vida do seu filho (se o examinador julgar mais conveniente, poderá conhecer a criança aplicando uma técnica como a hora do jogo ou indo ate a escola a fim de verificar e levantar outros dados, dependendo do que coletou nessa entrevistas e o que julgar mais conveniente para o processo diagnósticos).  
            

 

Informantes: _______________________________________________________________________

1º) Nome da criança:_________________________________________________________________
Nacionalidade: ___________________           Sexo: ______________________________
Data de nasc: _______________________________________________________________________                            
Residência: _________________________________________________________________________
Telefone:___________________________________________________________________

2º) Nome do pai:____________________________________________________________________
Nacionalidade: ________________________     profissão: ____________________________
Escolaridade:________________________________________________________________
Tempo que dispões diariamente de convívio com a criança:__________________________________

3º) Nome da mãe:___________________________________________________________________
Nacionalidade:_______________________________  profissão:_____________________________
Escolaridade:________________________________________________________________
Tempo que dispões diariamente de convívio com a criança:__________________________________

4º) Número de pessoas que que habita com a criança:
IDENTIFICAÇÃO E PARENTESCO                                             IDADE

______________________________                              _________________

______________________________                             __________________

______________________________                            ___________________

5º) Descrevam todos os dados que consideram importantes sobre a concepção, gestão e parto da criança.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

6º) Dores e doenças
Passou por dores ou doenças sérias? Hospitalizações? Em que época?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Distúrbio Psicossomáticos-asmas, alergias, etc...?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Quedas pancadas na cabeça? Seguida da convulsão?

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Distúrbio de visão? Qual?
______________________________________________________________________

Distúrbio de audição? Qual o ouvido?

______________________________________________________________________

Tem ou teve algum outro tipo de distúrbio físico? Qual?

______________________________________________________________________

Já levou a neurologista, psiquiatra, ou psicólogo? Qual o motivo da consulta ou tratamento?

_______________________________________________________________________________________________________________________________

Nome e endereço dos  profissionais que antederam?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

7º Alimentação:

Amamentou no seio?______________   Quanto tempo?________________________
Usou mamadeira?___________      Que idade?________________________________

Como foram os desmames?_______________________________________________
Usou chupeta, dedo, ou roeu as unhas?_____________________________________
Quando?______________________________________________________________
Descrevam os dados que julgarem importantes a respeito da alimentação da criança:

____________________________________________________________________________________________________________________________________________8º) Sono:

Descrevam as situações de sono que lhes chamaram atenção durante o desenvolvimento da criança.

______________________________________________________________________

9º) Linguagem:

Quando falou as primeiras palavras com significado?

______________________________________________________________________

De que forma costuma usar a expressão verbal?

______________________________________________________________________

Tem algo que os pais consideram como problema de fala? ( época e evolução).

___________________________________________________________________

Atitude dos familiares em relação ao aspecto anterior?

______________________________________________________________________

10º) Motricidade.

Quando sentou?________________________________________________________
Quando engatinhou? Por quanto tempo?____________________________________

Quando andou sem ajuda?________________________________________________

Como os pais percebem a movimentação da criança?__________________________

Como reagem a ela?_____________________________________________________

Se interessa mais por atividades que envolvam movimentos minuciosos ou movimentos amplos?____________________________________________________

Qual a mão que usa com mais frequência?___________________________________

Foi ensinado o uso de uma das mãos?______________________________________

Quando a retirada das fraldas e como ocorreu?_______________________________

Apresentou algum problema motor em casa ou na escola? Descreva.

______________________________________________________________________

11º) Sociabilidade:

Procura estabelecer relação com outras crianças? Como ocorre isso?

______________________________________________________________________

Em situações de conflito como se defende?__________________________________

Prefere brincar sozinho ou com outras crianças?______________________________

Com quem brinca?______________________________________________________

Quais os locais mais constantes onde brinca?_________________________________

Que tipos de objetos ou brinquedo prefere para brincar?_______________________

Ouve estórias? Quem lhe conta?___________________________________________

Vê TV? O que? Quanto tempo por dia?______________________________________

Quando a criança se depara com uma situação difícil frente a brincadeiras ou brinquedos desconhecidos, como age?______________________________________

Sai sem a família? Como reage?____________________________________________

Já ficou algum tempo  com separado dos pais? /Quando? Quanto tempo? Onde?

Aceita os limites? Em caso negativo qual a atitude dos pais?

Como estabelece a relação com outros adultos? O que facilita esse contato?

Como se relaciona com os irmãos?

Manifestou algum comportamento não habitual quando nasceu um irmão? Qual?

Que atitude os pais tiveram?

Como se relaciona com a mãe nesse momento?

Como se relaciona com o pai nesse momento?

Em caso do segundo casamento dos pais. Qual dos pais?

Houve casamento anterior ou posterior ao nascimento da criança?

A criança conhece a situação?

Como a criança se relaciona com esta outra família?

No caso do casamento posterior, como ela aceitou isto?

A criança demonstra ciúmes relação aos irmãos, outras crianças e ao casal?

 Coisas sozinhas? O quê?

Como os pais reagem?

A criança é responsável por algumas tarefas nas atividades da casa? Quais?

Como as realiza?

A família costuma fazer coisas juntos( passeios, visitas, lazer em geral)?

O que os pais consideram como características marcantes na personalidade da criança?

12º) Medo:

Apresenta medo em quais situações e com que frequência?

Como os pais procuram trabalhar estas situações?

13º) Escolaridade:

Frequenta quais escolas ou berçários?

Quando iniciou e quanto tempo permaneceu?

Como foi a experiência para a criança?

Como se deu o processo de aprendizagem da criança nestas escolas?

Qual a dificuldade atual da criança na escola?

Há quanto tempo a criança vem apresentando dificuldades?

14º) Há algo mais sobre a criança que os pais gostariam de acrescentar?

 

15º) Quem encaminhou-os a este atendimento?

Data:_____/____/_____

Observações:_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

E.O.C.A – Entrevista Operativa Centrada na Aprendizagem

I – IDENTIFICAÇÃO

Nome:_______________________________________________________________
Idade:__________________  Série:________________________________________
Escola:_______________________________________________________________
Professor (a):__________________________________________________________

II – MOTIVO DA CONSULTA: ______________________________________________

III – ENTREVISTA/CONTRATO:_____________________________________________

 Acompanhado por:

(  )Mãe                                             (  )Pai                                       (  )Outros

Nome do pai:___________________________________________________________
Idade:________________________________________________________________
Grau de Instrução:______________________________________________________
Profissão:_____________________________________________________________
Nome da Mãe:_________________________________________________________
Idade: ________________________________________________________________
Grau de instrução:______________________________________________________
Profissão:______________________________________________________________

  • Vida Escolar

Inicio:_________________________________________________________________

Adaptação: (   ) boa                                   (    ) difícil                 (     )  Outros  
Alfabetizado: (   ) Sim                                 (    )não

Mudança de Escola

(    )Sim                                       (    ) não             Quantas?_________________

Relacionamento com a professora:

(    ) bom                             (     )distante                  (     ) difícil

Relacionamento com os colegas:

(   ) normal              (     ) apenas com   alguns       (     ) não estabelecer

Rendimento escolar

(     ) bom              (      ) regular                (      ) fraco

Repetência:

(    )   sim             (    ) não

Participação em sala de aula:  (    ) sim        (   ) não

Troca de letras: (   ) sim            (   ) não

Omite letras: (  ) sim                  (   ) não

Dificuldade específica:

(    ) sim           (    ) não            (     ) Qual?

Faz amizade com facilidade: (    ) sim        (    )não

Gosta de ir à escola?

(   ) sim                        (    )não

Necessita de auxilio nas tarefas escolar:

(    )  sempre                           (    ) as vezes

Cuida do material:

(    )sim                                  (    ) não

  • Vida afetiva

 

Humor:

(  ) estável                               (   ) instável

 

Relaciona-se com o:

(    ) pai                                     (    ) mãe                         (   )outros

Irmãos:

(     ) sim                                  (     ) não

Ciúmes:

(     ) som                                  (     ) não

Dependente nas ADV:

(    ) sim                                   (     )não

Comportamento:

 

IV- AVALIAÇÂO

1-      Instrumento Usado

Desenhos, Testes de percepção, memória, coordenação motora, entre outros.

2-      Mapa Cognitivo:

1-Participa ativamente das atividades em grupo?

(  ) sim                          (   ) não

 2 -  Expressa seu  pensamento com lógica?

(   ) sim                                      (    ) não

3-Revela iniciativa diante das situações problema?

(     ) sim                                                     (     ) não

4-Levanta hipóteses acerca dos acontecimentos?

(      ) sim                                           (   ) não

5- Tem pensamento reversível, conservando aspectos anteriores?

(    ) sim                      (      ) não

6-Observação da qualidade das estruturas básicas para a construção do pensamento lógico.

SERIAÇÃO

(     ) figural

(     ) pares e trios

(     ) ensaio e erro

(     ) operatório

 

CONSERVAÇÃO

(    ) não-conservação

(    ) semi-conservação

(   ) conservação

CLASSIFICAÇÃO

(    ) figural

(   ) não figural com critério único

(   ) não figural com critério homogêneo

(   ) não figural com critério homogêneo e com inclusão

Como é a qualidade de suas observações perante o mundo?

 

 

 

V-CONCLUSÃO

 

 

VI- ROTEIRO DE AVALIAÇÃO- EOCA

ASPECTOS

AÇÃO DO SUJEITO

POSSÍVEIS CAUSAS

Temática

 

 

Dinâmica

 

 

Produto

 

 

Obstáculos que emergem na relação com o conhecimento

 

 

Delineamento da investigação:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Download do artigo
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Zenaide Lopes Da Silva
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Sou professor da rede municipal de Capitão Gervasio Oliveira-Piauí, formado em Pedagogia, cursando História FAINTA, e especialização em Gestão de Políticas Pública em Gêneros e Raça, pela UFPI/UAB 3º Módulo. Casado 2 filhas e um filho e a vaidade que tenho que gosto de estudar, trabalhar e fazer am...
Membro desde agosto de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: