Projeto de Educação em Ciências Naturais
 
Projeto de Educação em Ciências Naturais
 


ESCOLA MUNICIPAL VICENTE CRUZ

PROFESSOR RESPONSÁVEL: ARI FREITAS BARROSO

PROJETO

MOSTRAS CIENTÍFICAS

MANAUS - 2007

APRESENTAÇÃO

Este projeto teve sua origem durante as aulas teóricas em sala seguidas de suas práticas no laboratório da escola no turno noturno do ano de 2006. Verificou-se a necessidade de expor tudo aquilo que ficava em quatro paredes de uma classe, com um número limitado de alunos somente daquela série trabalhada. Notou-se que, quando os alunos falavam sobre assuntos que estudavam ao longo do bimestre aquele conhecimento se internalizava de maneira mais concreta e eficaz em seus cotidianos. Desta forma foi criado, no planejamento inicial do ano letivo de 2007, o projeto "Mostra científica" que deveria ser realizada ao final de todo o bimestre, sendo 4 mostras ao longo do ano, afinal, a cada bimestre eram explorados assuntos científicos novos as turmas. 

INTRODUÇÃO

Todo o projeto teve seu corpo construído ao longo da I Mostra no final do primeiro bimestre no mês de Abril de 2007. Observou-se que, somente o professor responsável de ciências não poderia realizar todas as atividades propostas, então, os professores conselheiros de cada turma tiveram que vestir a camisa deste que seria uma maneira de atribuir notas para alunos que faltavam as aulas e não tinham como recuperar o conhecimento já transmitido em sala de aula. Por tanto, os alunos que perderam por algum motivo o assunto dado naquela data tinham uma segunda chance de participar efetivamente, produzindo materiais didáticos, juntamente com suas turmas e assim garantido a construção do conhecimento científico.

OBJETIVO

Através da retomada do conhecimento, levar os alunos a refletirem onde a ciências está presente no seu cotidiano utilizando materiais de laboratórios de ciências (MobiLab) ou confeccionados por eles mesmos, sobre a orientação do professor da área em estudo, permitindo assim um contato com o meio tecnológico e cultural.

PÚBLICO ALVO: alunos da Eja e 5ª série a 8ª do turno noturno.

COMO FAZER:

1-O professor de ciências deve planejar previamente todo o conteúdo bimestral para focar os estudos realmente relevantes para a realidade e o cotidiano dos alunos;

2-Sempre manter os alunos cientes que no final do bimestre eles serão desafiados a expor seus trabalhos manipulados pelo professor e por eles durante o bimestre perante todos as outras turmas, isso dá mais entusiasmo a todos e valoriza as experiências;

3-Buscar apoio da direção da escola quanto a materiais e apoio dos professores conselheiros;

4-Dedicar a semana final do bimestre para o treinamento dos alunos que irão expor os trabalhos e orientando os outros professores na confecção de materiais que por ventura não estejam no MobLab prontos;

5-Escolher uma data para as apresentações na quadra da escola no horário da aula normal.

REGISTROS:

         O professor deve ficar atento durante todo o bimestre naqueles alunos que faltaram demais ao longo dos meses em estudo e priorizar suas participações nas apresentações dos trabalhos expostos, resgatando assim um tempo dito perdido.

Alguns alunos desistem por medo de falar em público ou se julgam incapazes de realizar tal atividade, isso é muito comum. Porém é trabalho do professor responsável pelo projeto sempre mostrar ao aluno que ele pode ser bem mais do que pensa e não desistir nunca.

Se algum aluno mesmo assim desistir do desafio, retomar em um momento oportuno seu procedimento frente a turma e a ele mesmo como pessoa e cidadão em busca de um futuro mais promissor.

Avaliação:

Previamente, jurados dá área de ciências ou afins, devem ser convidados, pela escola, para prestigiarem este evento.

Critérios tem que ser estipulados para a avaliação dos trabalhos como: originalidade, conhecimento científico, postura do aluno e etc...

Premiações devem ser dadas como incentivo as turmas, concedendo aos 1º, 2º e 3º colocados da Mostra Científica medalhas de ouro, prata e bronze aos participantes das apresentações que representaram os demais colegas e turmas.

No bimestre seguinte, lembrar para as turmas, que as colocações da Mostra anterior poderão ser mudadas, fazendo assim, um melhor controle da qualidade e esforço das equipes.

Por fim, as notas dos jurados devem ser somadas e tiradas uma média para ser atribuídas como a última nota dos alunos naquele bimestre em todas as disciplinas.

MODELO DE JULGAMENTO

DA MOSTRA CIENTÍFICA

CADA ÍTEM TEM O VALOR DE 2,5 PONTOS

?º ano (?ª série)

NOTAS

Caracterização e organização da bancada

Criatividade na encenação

Experiências desenvolvidas

Relação do tema com o conhecimento apresentado

Desempenho dos alunos nas apresentações

RESULTADOS

A atenção nas aulas durante todos os bimestres é, sem dúvida nenhuma, mais participativa tanto com relação às aulas expostas quanto a freqüência propriamente dita. Durante todos os dias que antecedem as MOSTRAS CIENTÍFICAS, os alunos são sensibilizados da importância de não faltarem às aulas, pois, podem comprometer o rendimento na classificação final do projeto.

O projeto "Mostras Científicas", foi apresentado na TV da Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE) no dia 18/10/07. Esse mesmo projeto foi exposto na rádio Rio Mar no dia 11/10/07 em Manaus como sendo um dos cinco melhores projetos do ano de 2007 em comemoração ao dia do professor. Obs: O projeto foi planejado com o objetivo de reduzir a evasão escolar do turno noturno de alunos do ensino fundamental da Escola Municipal Vicente Cruz, Manaus-AM. Resultados: despertou o interesse dos alunos na área científico-cultura e a evasão escolar foi reduzida em 50% no ano de 2007 em comparação ao ano anterior.

CONCLUSÃO

Portanto, este projeto visou envolver toda escola, não só em termos de conhecimento científico e competição, mais também, em solidariedade, cidadania e acima de tudo qualidade de vida.

REFERÊNCIAS

MANTOAN, Maria Tereza Eglêr. Inclusão escolar:o que é ? por quê? Como fazer?.São Paulo: Ed. Moderna, 2003.

BRASIL, Congresso Nacional Constituição: República Federativa do Brasil. Brasília , Centro Gráfico, 1988.

BRASIL, Congresso Nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação(Lei 9.394). Brasília, Centro Gráfico,1996.

 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Ari Barroso
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Ari Freitas Barroso, nascido em 03/12/1976; Licenciado em Ciências Naturais e biologicas (2003); Especialista em Morfologia Humana(2005) e professor da rede municipal e particular de ensino da cidade de Manaus-AM. Os trabalhos realizados na disciplina de ciências naturais complementam-se com o en...
Membro desde fevereiro de 2009
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: