Produção do conhecimento e formação do cidadão: verdades e mitos sobre o impacto da ciência na ...
 
Produção do conhecimento e formação do cidadão: verdades e mitos sobre o impacto da ciência na sociedade
 


INTRODUÇÃO

 Vive-se na atualidade a passagem do modelo de capitalismo industrial ao modelo de capitalismo financeiro: momento em que o valor relativo, extraído num processo de trabalho dominado pela máquina, vai sendo substituído pelo valor virtual, onde as informações se convertem em produtos. Este novo modelo de sociedade ficou conhecido como sociedade pós-industrial ou sociedade do conhecimento.

Neste novo cenário, identifica-se o delineamento de uma nova era: a era do conhecimento. Esta se desenvolve no contexto de uma revolução tecnológica que possibilita movimentos de circulação de informações com velocidade e intensidade jamais previstas na história.

Isto posto, as transformações pelas quais a educação vem passando, ao longo dos anos, decorrem da intenção de suprir uma necessidade da sociedade em determinadas épocas e assim obter êxito em sua atividade. Conforme a sociedade se desenvolva, a educação deve estar pronta para certas modificações em seu contexto, trabalhando de forma maleável e aceitável, para que seja possível interagir junto à sociedade e não possuir paradigmas inativos dentro destas. Hoje, mais do que nunca se exige do educador uma postura alicerçada em um processo permanente de reflexão que leve a resultados inovadores na produção do conhecimento.

Nesse sentido, as novas exigências colocadas pelo desenvolvimento tecnológico e social provocaram o rompimento com o paradigma segundo o qual a educação seria a conformação do futuro profissional ao mundo do trabalho. De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (BRASIL, 1999), o novo paradigma emana da compreensão de que, cada vez mais, as competências desejáveis ao pleno desenvolvimento humano aproximam-se das necessárias à inserção no processo produtivo.

Tendo em vista que a educação tem um papel social e que o homem é um ser social, é função da educação construir este ser, formando o cidadão apto não só a viver em sociedade mas, principalmente, apto a transformar sua realidade, buscando um ponto de apoio no sujeito que conhece, que desperte nele a vontade de aprender, dando-lhe a chance de construir seu conhecimento em todos os campos onde vive, na escola, entre os seus familiares e com os amigos. E cabe ao professor, enquanto produtor e transmissor de conhecimento criar este ponto de apoio, utilizando recursos para instigar no aluno a vontade de crescer, em um processo de reciprocidade, um contribuindo com o desenvolvimento do outro, ambos construindo novos conhecimentos.

Diante desse contexto esse artigo aborda a questão da produção do conhecimento e da formação do cidadão, no intuito de discutir as verdades e mitos referentes ao impacto da ciência na sociedade contemporânea...

 
Download do artigo
Avalie este artigo:
(2 de 5)
8 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Jaqueline Alves De Souza
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Jaqueline Alves de Souza, nascida em 26 de julho de 1976, em Ribeirão Pires/SP, mas vivendo em Jequié/BA desde os dois anos de idade. Graduada em Pedagogia pela UESB. Apaixonada por metodologia científica e tudo que se relaciona a sexualidade. Trabalha com capacitação profissional e orientação de tr...
Membro desde novembro de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: