O planejamento estratégico orientado para o mercado é o processo gerencial de desenvolver e manter uma unidade entre objetivos, habilidades e recursos da organização.

O planejamento estratégico pode ser realizado em quatro atividades, que são: Definição da missão corporativa; Estabelecimento das unidades estratégicas de negócios; Alocação de recursos a cada UEN; Planejamento de novos negócios e a redução de negócios superados.

Definição da missão corporativa – Toda empresa deve ter uma missão que com o decorrer do tempo pode ser de pouca relevância ou até nebulosa, dependendo do lançamento de novos produtos ou não, por parte da empresa.

Estabelecimento de unidades estratégicas de negócios – procura satisfazer as necessidades dos clientes e com isto sempre lançar produtos que preencham esta satisfação.

Alocação de recursos a cada UEN – São ferramentas utilizadas pelas organizações visando novas estratégias. As mais famosas são os modelos da Boston Consultin Group da General eletric, porém, estes métodos devem ser utilizados com cautela.

Planejamento de novos negócios – Ocorre em decorrência da lacuna existente entre o total de vendas planejado em relação ao que foi vendido, normalmente, inferior ao planejado. Para preencher esta lacuna, a organização necessita de novos negócios, que são divididos em três: 1-Identificar oportunidades e conseguir crescimento adicional dentro dos negócios atuais (oportunidade de crescimento intensivo); 2- Identificar oportunidades para construir ou adquirir negócios relacionados aos atuais (oportunidade de crescimento integrativo); 3- Identificar oportunidades para agregar negócios atraentes não relacionados aos atuais (oportunidade de crescimento por diversificação).

1. Crescimento Intensivo – É quando a empresa analisa as condições de melhorar o desempenho dos seus negócios atuais, através de uma maior participação no mercado ou se há condições de novos mercados. Em seguida, avalia o desenvolvimento de novos produtos de interesse de seus mercados atuais.

2. Crescimento Integrativo – Ocorre quando as vendas e os lucros de um negócio podem ser aumentados pela integração com o setor do qual faz parte, podendo ser Integração retrógrada, horizontal ou à frente.

3. Crescimento por Diversificação – Ocorre quando existem boas oportunidades de novos negócios.

Redução de Negócios superados – ocorre quando as organizações, além de desenvolverem novos negócios precisam reduzir custos, portanto, os gerentes devem manter o foco em novas oportunidades de negócios sem gastos extras.

O Planejamento estratégico de negócios

Consiste em 08 (oito) fundamentais etapas, que são:

1. A missão do Negócio – Deve ser específica dentro da missão corporativa.

2. A análise SWOT – é a avaliação total das forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

2.1 Análise do ambiente externo (oportunidades e ameaças) – é a necessidade de se identificar as oportunidades e ameaças associadas a cada tendência ou desenvolvimento.

2.2 Análise do ambiente interno (forças e fraquezas) – é a análise de cada setor da empresa e classificá-los como uma grande força ou uma fraqueza.

3. Formulação de Metas – Depois das análises dos ambientes uma empresa necessita transformar objetivos em metas mensuráveis que facilitará o planejamento, a implementação e o controle.

4. Formulação de estratégia – é um plano para se alcançar o que uma unidade de negócios colocou como meta.

5. Formulação de programas – é a elaboração de programas, desenvolvimento de produtos de ponta, treinamento da força de vendas, etc.

6. Implementação – É quando a empresa implementa a estratégia que foi criada, bem como todos os programas de apoio bem arquitetados.

7. Feedback e controle – É o acompanhamento dos resultados da estratégia aplicada e o monitoramento de novos acontecimentos tanto ambiente interno quanto no externo.

O Processo de marketing

O processo nos níveis corporativo, de divisão e de negócios é parte integrante do processo de marketing. A tarefa de qualquer negócio é fornecer valor ao mercado mediante um lucro.

A sequência de entrega de valor

Esta crença está no âmago da nova visão dos processos de negócios, que coloca o marketing no início do processo de planejamento. Em vez de enfatizar a fabricação e a venda, as empresas se vêem como parte de uma sequência de criação e entrega de valor.

Etapas do processo de planejamento

O processo de marketing consiste em analisar oportunidades de marketing, pesquisando e selecionando mercados-alvo, delineando estratégias, planejando programas e organizando, implementando e controlando o esforço de marketing.

Análise das oportunidades de mercado

A pesquisa de marketing é uma ferramenta indispensável para a avaliação dos desejos e do comportamento dos compradores, bem como do tamanho do mercado.

Desenvolvimento de estratégias de marketing

Diferentes ferramentas e controles de decisão são necessários em diferentes estágios do processo de desenvolvimento do novo produto. Após o lançamento do produto, a estratégia do produto precisará de modificações nos diferentes estágios do ciclo de vida do produto.

Planejamento de programas de marketing

Para transformar estratégias em programas, os gerentes de marketing precisam tomar decisões básicas quanto a despesas, mix e alocação de marketing. As empresas costumam estabelecer seu orçamento de marketing como porcentagem da meta de vendas.

Administração do esforço de marketing

A empresa deve montar uma organização de marketing capaz de implementar o plano estratégico. Em uma empresa pequena, uma única pessoa pode realizar todas essas tarefas. Grandes corporações contarão com vários especialistas da área.

Planejamento de produto: a natureza e o conteúdo de um plano de marketing

Cada nível de produto deve desenvolver um plano de marketing para atingir suas metas, que é constituído por: resumo executivo e sumário, situação atual de marketing, análise de oportunidades e questões, objetivos, estratégia de marketing, programas de ação e demonstrativo de resultados projetados.

Situação do mercado

O tamanho e o crescimento desse mercado (em unidades físicas ou monetárias) são apresentados por segmentos de mercado e geográficos. Dados sobre necessidades, percepções e tendências de comportamento de compra dos clientes também são mostrados.

Situação do produto

As vendas, os preços, as margens de contribuição e os lucros líquidos dos anos anteriores devem ser apresentados graficamente para análise.

Situação competitiva

Os principais concorrentes são identificados e descritos em relação a porte, metas, participação de mercado, qualidade de produto, estratégias de marketing e outras características necessárias para a compreensão de suas intenções e de seu comportamento.

Situação da distribuição

Essa seção apresenta dados sobre o tamanho e a importância de cada canal de distribuição.

Situação macroambiental

Essa seção descreve tendências macroambientais em gerais (demográficas, econômicas, tecnológicas, político-legais, sociocultutrais) que influenciam no futuro da linha de produção.

Análise de oportunidades/ameaças

O gerente de produto identifica as principais oportunidades e ameaças com que a empresa se depara.

Análise de forças/fraquezas

O gerente de produto precisa identificar as forças e fraquezas do produto.

Análise de questões relacionadas

Nessa seção, o gerente de produto utiliza a análise de forças/fraquezas para definir as principais questões que o plano deve abordar.

Planejamento de marketing para o século XXI

O planejamento está se tornando um processo contínuo, para responder a condições de mercado que mudam em grande velocidade. De acordo com executivos de marketing, as principais deficiências dos planos de marketing são a falta de realismo, análises da concorrência insuficientes e foco no curto prazo.

Revisado por Editor do Webartigos.com