Pessoas...egoístas, asquerosas, traiçoeiras e covardes.
 
Pessoas...egoístas, asquerosas, traiçoeiras e covardes.
 


PESSOAS...EGOÍSTAS, ASQUEROSAS, TRAIÇOEIRAS E COVARDES.

Há tantas pessoas no mundo que teoricamente nunca deveríamos estar sós, mas a solidão é o mal do século. Estranhamente elegemos apenas uma pequena parte delas para fazer parte de nossas vidas, aquelas que de alguma forma chamam a nossa atenção, o restante passa despercebido completamente. Essa seleção continua, e daquelas que nos relacionamos, uma parte significativa fica a uma distância segura. Apenas poucas, muito poucas vivem nossa vida.

Talvez por esses motivos vivemos tão sós, somos muito seletistas ou medrosos. Morremos de medo de sermos feridos por pessoas e a cada dia ampliamos essa nossa área solitariamente segura, região proibida de entrada.  Em cada trauma ou decepção essa região é ampliada, até que sentimos sós. No fundo é o egoísmo humano que é o responsável pela solidão.

Não é difícil ver pessoas comentando que podemos viver com baratas e ratos, mas não com cobras, pq os primeiros, apesar de asquerosos, comem nossos restos, mas as cobras nos picam e machucam. Como podemos viver com pessoas asquerosas? Ou traiçoeiras? Será que todos nos não somos assim: asquerosos e traiçoeiros? Afinal, uma pessoa que asquerosa para alguém é maravilhosas para outras.

Mas o nosso egoísmo, e todos somos egoístas, não permite aceitar que somos assim, não aceitar as coisas como elas são é um grande erro. Tentar moldar pessoas para permitir a entrada na nossa área de segurança é um grande erro, pessoas são assim, egoístas, asquerosas e traiçoeiras; eu sou assim, e você também.

Passamos dias intermináveis falando de pessoas, por muitas vezes falando mal e algumas, muito mal. Somos fofoqueiros por excelência, por isso o Facebook, Orkut, novelas e reality shows fazem tanto sucesso. Teoricamente, quando mais maduros ficamos, mais flexíveis deveríamos ser, entretanto, parece que nos tornamos mais intransigentes e rígidos, sem paciência e egoístas.

E, finalmente, entramos em um círculo vicioso em que, com medo de sermos feridos, impedimos as pessoas de entrarem nas nossas vidas, desta forma ficamos sós e acabamos nos ferindo, que coisa louca, nosso medo nos machuca. Somos covardes, além de asquerosos e traiçoeiros. Se somos isso tudo, como podemos achar algo de errado nas outras pessoas? Porque, além disso, também somos egoístas.

A solidão está dentro de nós, somos nós que criamos uma área proibida de passagem pq selecionamos pessoas estranhamente, aquelas eleitas podem entrar, outras não. Talvez o remédio para a solidão esteja em reduzir o filtro de seleção e encontrar o verdadeiro sentido para ter pessoas ao lado: amor, no sentido lato, aquele que expande sem fronteiras, sem interesse, sem egoísmo. Amar é o melhor remédio e, o pior de tudo, que todos nós sabemos disso, mas não praticamos com medo.

Os covardes não amam. Pessoas são covardes, egoístas, asquerosas, traiçoeiras e solitárias porque não amam. Eu sou uma e você também é.

texto por Waldo Baleixe

 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Waldo Baleixe
Talvez você goste destes artigos também