INTRODUÇÃO

Está é uma das mais impressionantes passagens da história do povo de Israel, em todo o seu tempo. O relato trazido por homens escolhidos por Moisés para espiar a terra prometida. Seja impactado por mais uma palavra profética e milagrosa (para aqueles que crêem no Eterno Deus) em sua vida. Abra seu coração e se alimente de um pequeno banquete espiritual.

Trata-se de um dos relatos que mais perplexos nos deixam. Pouco antes de o povo judeu adentrar a Terra Prometida, Moisés enviou 12 homens (um representante e cada uma das tribos de Israel) para espiar a Terra,...“Nm 13:18-e vereis a terra, que tal é; e o povo que nela habita, se é forte ou fraco, se são poucos ou numerosos”.

Livro relacionado:

Quarenta dias mais tarde, retornam os 12 espiões. Como lhes ordenara Moisés, trouxeram consigo frutos da terra, e eram magníficos. Eles confirmaram a promessa de Deus: de fato, a Terra era boa,... “e dela emana leite e mel”. Mas havia um problema grave: o povo que nela habitava era forte e suas cidades, fortificadas.
 Porém dois dos espiões mantiveram-se firmes, confiantes de poder conquistar a Terra, eram eles, Caleb ben Yefune e Yehoshua ben Nun. No entanto, os outros dez espiões difamaram a terra que tinham espiado, diante dos filhos de Israel, dizendo: “A terra pela qual passamos para espiar é uma terra que consome seus moradores...”. O povo judeu acreditou nas palavras dos dez espiões e, após ouvir seu relato,... “Levantaram-se e ergueram suas vozes, e choraram; e o povo de Israel chorou toda a noite”.

Deus enfureceu-se com essa reação. Antes mesmo de libertá-los do Egito, Ele lhes prometera conduzi-los à Terra de onde emanava leite e mel. “Até quando Me irritará este povo?”, disse o Senhor a Moisés. “E até quando não acreditará em Mim, com todos os sinais que realizei, em seu meio?”

O Todo Poderoso ameaça aniquilar o povo, mas Moisés intercede em seu favor, implorando a Deus para que não aniquilasse seu povo. Deus se compadece e decide em não destruí-lo, no entanto, Ele decreta que toda a geração que chorara naquela noite jamais haveria de pisar na Terra Prometida. “E...errareis no deserto quarenta anos...Segundo o número dos dias em que espiastes a Terra – quarenta dias – por cada dia um ano – um ano por cada dia...”. Ironicamente, apenas os filhos deles iriam conquistar a Terra de Israel.

 ONDE ESTAVA MOISÉS QUANDO ENVIOU OS DOZE ESPIAS?

Segundo a bíblia, Moisés estava no deserto de Parã, que é Cades-Barnéia e que segundo a raiz Hebraica significa “Consagrado”. O povo estava no limiar de possuir a terra prometida. Os dias de vaguear pelo deserto estavam por chegar a seu fim. Cades-barneia foi o lugar onde:

§         Quedorlaomer derrotou os chefes dos amorreus, Gn 14:7

§         Onde o anjo se encontrou com Hagar, Gn 16:14

§         Onde morreu Miriam e foi sepultada, Nm 20:1

§         Onde o povo murmurou, Nm  20:3

§         Onde Moisés feriu a rocha, Nm 20:11

§         Onde os israelitas acamparam muitos dias, Dt.1:46

Ø      Cades Barneia é o lugar onde muitos cristãos estão.

Quase, quase a sair do deserto, era só onze dias até a terra prometida, mas ao vacilar nas promessas de Deus muitos ficam no quase, vivendo no limite entre a benção e a maldição, entre o que é bom e o que é ruim.  Conhecedores das profecias, mas incrédulos. Este não é o lugar onde devemos ficar estagnados em nossas vidas, mas como o próprio nome daquele lugar nos revela é um lugar consagrado, um lugar que serve apenas como uma parada para entrarmos na terá prometida.

 AS AFIRMAÇÕES DE DEZ ESPIAS

SÃO PODEROSOSO, FORTES E GRANDES

 Homens de mente vulgar, pois ao declararem que o povo daquela terra era poderoso, forte e grande, estavam se desfazendo da grandeza infinita do Deus que os tirara do meio da servidão do Egito e através de dez milagres que ficaram registrados como pragas, se esqueceram da coluna de fogo durante a noite e da nuvem durante o dia. Ainda estavam se auto-menosprezando.

[...]

Revisado por Editor do Webartigos.com