O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR (DIRETOR) EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO.
 
O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR (DIRETOR) EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO.
 


O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR (DIRETOR) EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO.

Vera Lúcia Ribeiro de Sousa¹

RESUMO
O presente artigo discutiu a importância do papel do gestor em instituição de ensino, pois se sabe que seu papel é fundamental para a criação de um ambiente participativo e democrático na escola, na implantação de um processo de mudanças no local onde ele atua além de ser imprescindível na organização e funcionamento da escola em todos os aspectos: físico, sócio-político, relacional, material, financeiro e pedagógico. Teve como objetivo geral compreender o papel do gestor escolar em uma instituição de ensino e como metodologia a pesquisa bibliográfica que permitiu a obtenção de informações a respeito do papel e da atuação do gestor nas escolas, o estudo de caso que permitiu a observação e o conhecimento profundo sobre a forma de atuação do gestor com aspectos qualitativos, a observação e uma entrevista com direção, mãe e professora. Diante do estudo realizado foi possível obter os resultados desejados e atingir os objetivos por meio da observação do trabalho da gestão e do processo de ensino-aprendizagem, da participação e da interação de toda a equipe escolar onde foi realizada esta pesquisa. Então foi importante a realização desse trabalho e a discussão sobre o papel do gestor em uma escola,uma vez que serviu para ajudar a compreender e reconhecer a importância e o papel de um gestor e constatar que apesar das inúmeras dificuldades surgidas e encontradas em um trabalho de gestão ainda existe pessoas empenhadas em melhorar o processo de ensino-aprendizagem como também serviu para constatar que o gestor é imprescindível para o desenvolvimento e a qualidade de ensino da escola porque é ele que "coordena, mobiliza, motiva, lidera, delega aos membros da equipe escolar, conforme suas atribuições específicas, as responsabilidades decorrentes das decisões, acompanha o desenvolvimento das ações, presta contas e submete à avaliação da equipe o desenvolvimento das decisões tomadas coletivamente"(LIBÂNIO, et all., 2003, p. 335)..
Palavras-chave: Gestão escolar, papel do gestor, ensino-aprendizagem.

ABSTRACT
This article discussed the importance of the manager's role in education institution, it is known that its role is fundamental to creating a participatory and democratic environment in schools, implementation of a process of change in the location where it acts in addition to being indispensable to the organization and operation of the school in all aspects: physical, social, political, relational, material, financial and educational. It aimed to understand the role of the school manager in an educational institution and as a literature search methodology that allowed to obtain information about the role and performance of the manager in schools, the case study that allows
____________________________________________________________
Acadêmica da Especialização de Estudos Avançados-Poló de Corrente-PI, concludente do curso de especialização em Gestão, Orientação e Supervisão Escolar (2011).


observation and deep knowledge on how the manager's performance with qualitative, observation and an interview with management, parent and teacher. Before this study it was possible to obtain the desired results and achieve goals by observing the work of management and teaching-learning, participation and interaction of all school staff where this research was conducted. So it was important to undertake this work and discussion on the role of manager in a school, which once served to help understand and recognize the importance and role of a manager and see that despite the numerous difficulties encountered in work and management there is still people committed to improving the teaching-learning process but also served to verify that the manager is indispensable for development and quality of school education because it is he who "coordinate, mobilize, motivate, lead, assign to members of school staff according to their specific duties, responsibilities arising from the decisions, monitors the development of actions, accountable and subjected to the evaluation of the development team of the decisions taken collectively "(Libânio, et al, 2003, p. 335) .
Keywords: School management, the manager's role, teaching and learning.

INTRODUÇÃO

O gestor escolar- diretor- possui uma importância fundamental na organização e funcionamento da instituição escolar, em todos os seus aspectos: físico, sócio-político, relacional, material, financeiro e pedagógico e o seu papel é de suma importância para o bom desenvolvimento de todo o trabalho escolar, desde o acompanhamento da aprendizagem dos alunos até o trabalho de toda a equipe escolar, porque a presença do gestor em uma escola serve para auxiliar o processo pedagógico e lançar o outro olhar observador e compreensivo sobre todo o conjunto que faz a escola.
Por isso faz-se necessário refletir sobre o papel do gestor escolar uma vez que é inegável a importância da sua ação na escola para garantir a efetivação das conquistas legais e a democratização das relações e do ensino. Dessa maneira, a gestão escolar surge como uma forma de direcionar uma instituição de ensino, desenvolvendo estratégias cotidianamente com objetivos e metas que possam tornar a educação mais democrática e participativa, ou seja, a gestão escolar constitui-se em uma forma de atuação que visa promover a organização e a articulação de todas as condições materiais e humanas necessárias para garantir o avanço e a promoção da aprendizagem dos alunos de forma que os mesmos sejam capazes de enfrentar os desafios do dia a dia e sentir-se parte integrante da escola e da sociedade.
E nessa perspectiva, o gestor que assume o papel de integrar e auxiliar o processo de ensino aprendizagem passa acima de tudo a compreender a dinâmica da escola porque ele conhece melhor os alunos em situações de aprendizagem, o trabalho dos professores e o desempenho de cada um deles, assim a escola conta com um gestor dinâmico, democrático e que tenha uma visão para alcance dos objetivos da educação buscando sempre a participação de todos, nesse sentido sua ação surge como peça fundamental para que a escola funcione de forma a somar com as expectativas e objetivos tanto do Estado, quanto da comunidade e família que insere seus filhos na escola visando sempre adquirir uma boa formação para o desenvolvimento da sua autonomia e consiga se integrar na sociedade como ser que têm direitos e deveres a serem cumpridos e respeitados, ou seja, sujeitos formadores da sua própria história e opinião, mas respeitando também as idéias e opiniões dos outros.
Então, o papel do gestor é de suma importância para a escola, uma vez que é ele que lidera, orienta e conscientiza a equipe a desenvolver um bom trabalho na escola, assim ele deve ser democrático, opinar e propor medidas que vise o aprimoramento dos trabalhos escolares, o progresso de sua instituição, visando à valorização e desenvolvimento de todos na escola, porque o seu papel não é apenas cumprir as leis e regulamentos, o papel do gestor vai muito mais além "os gestores devem conscientizar-se de que seu papel na escola de hoje é muito mais de um líder que de um burocrata. Espera-se dele que assuma a direção como um membro ativo da comunidade escolar". (SANTOS, 2002, p. 16), ele é o mediador do bom trabalho na instituição escolar, por isso deve agir como um líder que deve ter consciência de que sua equipe não se limita apenas a alunos, professores e demais funcionários internos da escola, ela também é composta pelos pais dos alunos e por toda a comunidade em geral que deve ser mobilizada para que juntos possam promover o principal objetivo de toda a equipe escolar que é a aprendizagem dos alunos e antes de tudo ele precisa ser "um gestor da dinâmica social, um mobilizador, um orquestrador de atores, um articulador da diversidade para dar unidade e consistência, na construção do ambiente educacional e promoção segura da formação de seus alunos (LUCK, 2000, p. 16).
Então, a participação efetiva e o compromisso de toda a equipe escolar para a construção de uma gestão escolar democrática refletirão positivamente na qualidade do trabalho da instituição de ensino diante das inovações que o mundo moderno impõe, então, permite-se pensar em gestão no sentido de uma articulação e integração consciente de ações que se realiza no cotidiano da escola, surgindo uma nova maneira de se direcionar uma escola com responsabilidades e anseios compartilhados. Sem dúvidas o gestor escolar é um elemento de grande importância para o processo de transformação educativa, exigindo a construção de instituições educacionais autônomas e com capacidade para tomar decisões, elaborar projetos, administrar adequadamente todos os recursos disponíveis e escolher estratégias que lhe permitam produzir resultados positivos.
Dessa maneira o gestor escolar é fundamental para a escola e consequentemente para o processo de ensino-aprendizagem porque é ele o responsável em garantir a qualidade de ensino da mesma, por isso antes de qualquer coisa ele precisa ser um educador, estar ligado ao cotidiano da escola, conhecer os alunos e pais, além de ter como funções manter a ordem e funcionalidade da mesma, cuidando da parte administrativa e pedagógica atuando como chefe de uma equipe que forma a escola. Assim, ele além de resolver a parte burocrática da escola é também responsável pela aprendizagem dos alunos e por desenvolver neles o saber e a pratica da cidadania.
Por isso a escolha desse tema foi feita por considerar muito importante o papel do gestor escolar para a sociedade e por considerar esse tema de grande relevância no cenário educacional, uma vez que o gestor escolar contribui significativamente para a construção da cidadania com sua ação transformadora no ambiente escolar e possui entre outras a função formadora e articuladora e mais do que aquele que dirige a escola ele precisa ser um educador e agente de criação de um ambiente participativo visando à organização da escola, com recursos para a promoção de experiências de formação de seus alunos, tornando-os cidadãos participativos na sociedade e isso significa estar ligado ao cotidiano da sala de aula, conhecer alunos, professores e pais e ajudar na construção da cidadania só assim ele se torna um líder, e não apenas alguém com autoridade burocrática.
Entretanto, o gestor não decide de forma arbitrária ou autoritária pela escola em que atua, mas convida a comunidade para a elaboração do projeto político-pedagógico, momento em que se discute, no coletivo, o dia-a-dia da escola em todos os sentidos que lhe sejam inerentes, procura criar momentos de conscientização da comunidade escolar, como um todo, para o fato de que os problemas enfrentados no cotidiano escolar não estão dissociados da realidade social em que a escola está inserida. Inclusive, pode fazer um trabalho com os professores no sentido de que revejam sua postura e atualizem-se para melhor exercerem sua função de agentes educativos e de transformação neste contexto.
Assim, o gestor escolar além de procurar a participação dos professores na divisão de tarefas e responsabilidades, deve coordenar a animação e a circulação da informação, assim como o treinamento em exercício dos professores para que a escola funcione de forma que atenda a necessidade de toda a comunidade escolar.
Então sabendo da importância do gestor escolar para o desenvolvimento de uma instituição de ensino surge a seguinte indagação: O gestor escolar está realmente contribuindo para o desenvolvimento da escola e dos alunos?
Este estudo teve como objetivos principais compreender o papel do gestor escolar em uma instituição de ensino; analisar e reconhecer o papel do gestor escolar em uma instituição de ensino; verificar como anda o processo da gestão escolar e quais são as estratégias utilizadas para melhorar o processo de ensino-aprendizagem e o trabalho dos docentes e refletir sobre papel do gestor em uma instituição de ensino.

1. O papel do gestor escolar

Os gestores escolares possuem um papel fundamental na escola, uma vez que agem como líderes pedagógicos, apoiando o estabelecimento das prioridades, avaliando os programas pedagógicos, organizando e participando dos programas de desenvolvimento de funcionários e também enfatizando a importância de resultados alcançados pelos alunos. Também agem como líderes em relações humanas porque "o gestor deve atuar como líder, ou seja, formar pessoas que o acompanhem em suas tarefas e prepara-las para serem abertas ás transformações" (TRES, 2010, p.3), enfatizando a criação e a manutenção de um clima escolar positivo e a solução de conflitos, o que inclui promover o consenso quanto aos objetivos e métodos, mantendo uma disciplina eficaz na escola porque quando se leva em conta as relações e a interação de toda a equipe escolar o trabalho se torna mais proveitoso.
Sabe-se, então que a motivação, o ânimo e a satisfação não são responsabilidades exclusivas dos gestores é necessário que haja um trabalho em equipe que professores e gestores trabalhem juntos para melhorarem a qualidade do ambiente escolar, criando as condições necessárias para o ensino e a aprendizagem mais eficaz, identificando e modificando os aspectos do processo do trabalho, considerados adversários da qualidade do desempenho.
O papel do gestor em escolas também inclui estabelecer objetivos claros, propiciar a visão do que é uma boa escola e encorajar os professores, de modo a auxiliá-los nas descobertas dos recursos necessários para que realize adequadamente o seu trabalho assim como a criação de um ambiente positivo com ações voltadas para metas claras, realizáveis e relevantes, disciplina em sala de aula garantida pelos professores, capacitação em serviço voltada para questões pedagógicas e acompanhamento contínuo das atividades escolares e "os gestores devem conscientizar de que seu papel na escola de hoje é muito mais de um líder do que de um burocrata. Espera-se dele que assuma a direção como um membro ativo da comunidade escolar" (SANTOS, 2002, P.16).
Nas escolas, onde há integração entre professores os resultados tendem ser mais eficazes do que naquelas em que os professores se mantêm profissionalmente isolados, porque "isoladamente, ainda que haja competência e comprometimento, os resultados do trabalho são quase sempre insignificantes" (BORGES, 2004, in: ANDRADE, 2004, P, 42).
A escola e os professores precisam caminhar juntos e somar os esforços para e ter maiores resultados assim agindo dessa maneira tudo rende, se multiplica e a comunidade percebe que naquele ambiente acontece a gestão participativa e há um trabalho em equipe porque o clima relacional de uma escola provém, basicamente, dos educadores que nela atuam. São eles que determinam as relações internas, através do acolhimento, da aceitação, da empatia, da real comunicação, do diálogo, do ouvir e do escutar, do partilhar interesses, preocupações e esperanças. Mas para que haja desenvolvimento e progresso "as escolas necessitam de lideres capazes de trabalhar e facilitar na resolução de problemas em grupo, capazes de trabalhar junto com professores e colegas, ajudando-os a identificar suas necessidades de capacitação e adquiria as habilidades necessárias" (LUCK et all.,2002,p,34)
Dessa maneira o gestor escolar deve agir como um mediador do trabalho e ter iniciativa em conjunto com sua equipe para promover a transformação e a quebra de paradigmas já existentes em uma sociedade em constante mudança.
O papel principal do gestor frente às inovações é saber acompanhar essas mudanças e tentar ampliar a capacidade de realização da organização escolar, levando-a a atingir seu potencial pleno e a tornar-se uma instituição que traga orgulho profissional a seus integrantes assim a função do gestor escolar é coordenar e orientar todos os esforços no sentido de que a escola, como um todo, produza os melhores resultados possíveis no sentido de atendimento às necessidades dos educandos e a promoção do seu desenvolvimento.
O gestor assume a responsabilidade quanto à consecução eficaz da política educacional do sistema e desenvolvimento pleno dos objetivos educacionais, organizando, dinamizando e coordenando todos os esforços nesse sentido e controlando todos os recursos para tal.
Devido a sua posição central na escola, o gestor, no desempenho de seu papel exerce forte influência sobre todos os setores e pessoas da escola.


2. Gestão escolar e a função do gestor


Cabe ao gestor escolar assegurar que a escola realize sua missão: ser um local de educação, entendida como elaboração do conhecimento, aquisição de habilidades e formação de valores. O gestor dever animar e articular a comunidade educativa na execução do projeto educacional, incrementando a gestão participativa da ação pedagógico-administrativa, conduzindo a gestão da escola em seus aspectos administrativos, econômicos, jurídicos e sociais. O gestor é o articulador e mediador entre escola e comunidade. Ele deve incentivar a participação, respeitando as pessoas e suas opiniões, no que chamamos de gestão democrática.
O gestor escolar tem de se conscientizar de que ele, sozinho, não pode administrar todos os problemas da escola. O caminho é a descentralização, isto é, o compartilhamento de responsabilidades com alunos, pais, professores e funcionários. O que se chama de gestão participativa onde todos os atores envolvidos no processo participam das decisões que uma vez tomadas precisam ser tratadas coletivamente, participativamente porque "o conceito de gestão participativa envolve, além dos professores e outros funcionários, os pais, os alunos e qualquer representante da comunidade que esteja interessado na escola e no processo pedagógico" (LUCK, 2002, p.15).

Para isso, a escola deve estar bem coordenada e administrada. Não se quer dizer com isso que o sucesso da escola reside unicamente na pessoa do gestor ou em uma estrutura administrativa autocrática na qual ele centraliza todas as decisões. Ao contrário, trata-se de entender o papel do gestor como líder cooperativo, o de alguém que consegue aglutinar as aspirações, os desejos, as expectativas da comunidade escolar e articular a adesão e a participação de todos os segmentos da escola na gestão em um projeto comum. O diretor não pode ater-se apenas às questões administrativas. Como dirigente, cabe-lhe ter uma visão de conjunto e uma atuação que apreenda a escola em seus aspectos pedagógicos, administrativos, financeiros e culturais.
O gestor educacional que promove o crescimento da educação na instituição onde atua, certamente estará contribuindo para a formação de pessoas que buscam o sucesso.



3. O perfil do bom gestor escolar

Um bom gestor escolar deve ser aquele que tenha determinação, força, responsabilidade e compromisso com o seu trabalho esse deve ser o perfil de um gestor frente aos novos desafios que o mundo moderno impõe porque a sua competência e a qualidade estão na capacidade e na agilidade em tomar as decisões certas na hora certa, e na capacidade de conseguir com muitos esforços atender as necessidades da comunidade.
E, com advento das novas tecnologias e a rapidez na circulação das informações o gestor precisa estar atento para não para não se prender a vícios e cometer os mesmos erros do passado, ele acima de tudo precisa estar preparado para enfrentar as mudanças de forma a obter êxitos em seu trabalho e carreira.
O gestor escolar antes de qualquer coisa precisa estar aberto para o trabalho em equipe, o trabalho coletivo, deve ser ma pessoa que possibilite o dialogo com os diferentes grupos existentes tanto dentro da escola quanto fora dela buscando maior interação desses grupos em favor do desenvolvimento de sua escola, ou seja, ele precisa abrir as portas da sua escola para as idéias e opiniões da comunidade em que ela está inserida, precisa ter iniciativa e firmeza, precisa ser uma pessoa sempre disposta a estimular e incentivar as ações positivas de seu estabelecimento e acima de tudo precisa transmitir segurança a comunidade.
Então o gestor escolar tem que ser um líder e democrático, na medida em que tem a responsabilidade de coordenar as ações pedagógicas, ser capaz de socializar as decisões, descentralizar as ações delegando responsabilidades. E além de procurar a participação dos professores na divisão de tarefas e responsabilidades, assim como na elaboração do processo de decisão, o gestor deve coordenar a equipe.
Para Luck (2002, p.35) a liderança é "a dedicação, a visão, os valores, e a integridade que inspiram os outros a trabalharem conjuntamente para atingir metas coletivas".
Contudo o gestor tem que ter um compromisso claro com a educação, evidenciando-se este compromisso, nas propostas que tenha para garantir a permanência do aluno na escola, não condicionada unicamente no aspecto relacionado à merenda escolar e bolsa escola, mas as ações que propiciem a necessidade e a satisfação de estar na escola. s seu estabelecimento,

METODOLOGIA

1. Tipo de pesquisa

Tendo em vista o fato de que a pesquisa discutiu o papel do gestor escolar-diretor - ela foi do tipo bibliográfica, pois foi desenvolvida a partir do material estudado e elaborado; de estudo de caso que é caracterizado pelo estudo profundo que permite o seu detalhado conhecimento; de campo com aspectos qualitativos descritivos

2. Técnicas de coleta de dados

As técnicas neste estudo foi uma entrevista a um diretor, um professor e um pai de aluno como também uma observação. Foram também coletadas informações em livros, revistas e artigos para um conhecimento maior do assunto.

3. Procedimentos

A entrevista foi aplicada mediante perguntas abertas com objetivo de obter informações a respeito da importância e papel do gestor escolar em uma instituição de ensino e observação onde foi observada durante alguns dias a ação do gestor dentro da escola e o trabalho de toda a equipe escolar.

4. Participante e local

Este estudo teve como participantes o diretor, professores, alunos e pais de alunos e foi realizado na Escola Marquês de Paranaguá em Corrente PI.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Sabe-se então que o gestor escolar possui um papel de suma importância na escola é fundamental para o bom funcionamento da mesma atuando de maneira consciente no contexto no qual se encontra inserido, mantendo-se informado ao buscar dados necessários para fundamentar e possibilitar o progresso de toda a escola em conjunto com toda a equipe escolar uma vez que um bom gestor precisa empenhar e estar atento para descobrir as necessidades de toda a comunidade escolar de forma que possa propor mudanças e alternativas para o desenvolvimento e melhoria na qualidade de ensino na mesma.
De acordo com as bibliografias estudadas percebe-se que para que a escola desenvolva de forma que seja capaz de atuar conscientemente na sociedade é necessário trabalho coletivo que possibilite a articulação entre os diversos segmentos da comunidade escolar e é fundamental para sustentar a ação da escola. Assim, o trabalho em equipe é condição indispensável para que as atividades sejam devidamente planejadas e avaliadas, tendo em vista a direção comum que se pretende imprimir ao processo ensino aprendizagem.
Portanto, não é apenas a função do gestor de promover o desenvolvimento da escola cabe também aos professores e a toda a equipe escolar trabalhar e somar esforços para se obter maiores rendimentos.
Assim esse estudo foi válido uma vez que serviu para esclarecer dúvidas a respeito do papel do gestor escolar e trazer muitas informações e conhecimentos sobre ele e sobre sua atuação na escola.
E com a realização desse estudo constatou-se que o gestor escolar é marcante e deverá conduzir processos de mudanças com flexibilidade, compreensão e responsabilidade, respeitando sempre as idéias e opiniões dos outros, pois ele é na verdade o responsável para encorajar e dar suporte para que a educação tenha grandes progressos. Ele é um líder que deve estar atento a todas as necessidades e dificuldades que a instituição tem e deve atuar como um elo, gerindo e avaliando o dia-a-dia da escola, podendo contar com sua equipe. As decisões coletivas e a abertura à participação da sociedade dentro da escola possibilitam o acesso e a permanência da população à necessária base cultural e à formação, exigidas pelas condições das sociedades atuais.
Constatou-se também que uma boa gestão escolar influencia de forma indiscutível na realização de objetivos e metas do processo escolar, proporcionando soluções, identificando as necessidades e propondo metas e objetivos para melhoria da qualidade de ensino. Mas uma boa gestão não se promove apenas mediante decretos, ordens, reuniões e trabalhos a serem cumpridos, ela vai muito mais além, é na verdade atitude, dedicação e acima de tudo um ato de amor a proporia educação.





























REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BORDIGNON, Genuíno. Gestão Democrática do Sistema Municipal de Educação. In GADOTTI, Moacir e ROMANO, José Eustáquio. Município e educação. São Paulo: Cortez, 1993.

CHIAVENATO, Idalberto Gerenciando pessoas: o passo decisivo para a administração participativa. São Paulo: Makron Books do Brasil, 1994.

FERREIRA, N.S.C. (ORG). Gestão democrática da educação: atuais tendências, novos desafios. São Paulo: Cortez, 1998.

FERREIRA, Naura Syria Carapeto e AGUIAR, Márcia Ângela da S. (orgs). Gestão da Educação: impasses, perspectivas e compromisso. 4.ed.São Paulo:Cortez,2004.

GADOTTI, Dirce (org). Organização do trabalho na escola. 2.ed.São Paulo:Ática,1994.

LÜCK, Heloisa. Perspectiva da gestão escolar e implicação quanto a formação de seus gestores. Em aberto. Brasília, nº. 72.p 1-3, junho 2000.

LOURENÇO, M.B.Organização e administração escolar: um curso básico.6.ed.São Paulo: Melhoramentos,1963.

OLIVEIRA, Dalila Andrade (org). Gestão Democrática da Educação: desafios contemporâneos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

PARO Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública. 3.ed.São Paulo:Ática,2005.

VALERIEN, Jean. Gestão da escola fundamental: subsidio para analise e sugestões de aperfeiçoamento. 2.ed.São Paulo:Cortez,1993.















 
Avalie este artigo:
3 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Pedagoga,formada pela Universidade Estadual do Piauí-Campus Jesualdo Cavalcante,Corrente-PI,pós-graduada em Gestão, Supervisão e Orientação Escolar pela Especialização e Estudos Avançados (ESEA),acadêmica do curso de Filosofia da Universidade Aberta do Piauí,possui curso de Inglês Avançado pela Wiz...
Membro desde abril de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: