O ENSINO DE MATEMÁTICA NA EJA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E A POSTURA ETNOMATEMÁTICA
 
O ENSINO DE MATEMÁTICA NA EJA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E A POSTURA ETNOMATEMÁTICA
 


INTRODUÇÃO:

O presente trabalho é fruto da pesquisa realizada para a monografia de conclusão do Curso de Especialização em Matemática para Professores do Ensino Médio e Fundamental da UFF sob orientação da Professora Dr. Maria Cecília Fantinato (UFF) e tem como enfoque principal o ensino de matemática na Educação de Jovens e Adultos (EJA) utilizando como recurso a metodologia de resolução de problemas sob uma perspectiva etnomatemática.
A pesquisa foi realizada em uma turma de fase III do Ensino Médio da EJA, turma que corresponde ao 3o Ano do Ensino Médio Regular, em uma Escola Municipal da periferia do município de Cabo Frio, município do interior do Estado do Rio de Janeiro.
O principal aspecto motivador para a realização desse trabalho surgiu do fato de o autor do mesmo lecionar, desde 1999, em turmas de EJA, principalmente em classes de Fase III do Ensino Médio e, deste mesmo autor ter uma preocupação constante em buscar, sempre, aumentar a motivação dos alunos nas aulas e, paralelamente a isto, melhorar o aproveitamento dos mesmos na disciplina matemática.
Todo educador comprometido efetivamente com o aprendizado do aluno está sempre preocupado com sua postura pedagógica, dessa maneira procura encontrar novas técnicas que melhorem sua metodologia de ensino, procurando sempre uma evolução constante no que diz respeito ao processo ensino-aprendizagem, na forma de ensino na qual está lecionando, ou seja, procura estar preparado da melhor maneira possível para ensinar sua disciplina ao corpo discente que se apresenta em suas classes, buscando obter os melhores resultados possíveis.
A pesquisa apresentada está estruturada em duas etapas: a primeira etapa teórica, a segunda etapa prática. Foi realizado um estudo teórico seguido de uma investigação empírica, com objetivo de confrontar a teoria e a prática.
A etapa teórica está dividida em duas partes. A primeira parte tem como objetivo entender o que é a EJA, sua estrutura legal, quais são seus objetivos e quem são os alunos dessa forma de ensino, evidenciando suas potencialidades e mostrando as diferenças desse alunado em relação aos do ensino regular, perpassando pelos estudos de Freire (1979) e as Leis de diretrizes e Bases da Educação Nacional.
A segunda parte da etapa teórica faz um breve apanhado histórico da evolução do ensino da matemática e coloca em evidência a proposta de um ensino diferenciado, à luz da resolução de problemas, mostrando as vantagens de se ensinar matemática sob o enfoque de resolução de problemas pesquisada por George Polya, sendo complementada por uma perspectiva Etnomatemática, quando aproximamos este mesmo ensino aos problemas do dia a dia do aluno e à matemática por eles usada em seus cotidianos.
A segunda etapa desse trabalho é dedicada à prática da resolução de problemas pelos alunos de uma turma da Fase III do Ensino Médio da EJA, e, tem como prioridade mostrar que é possível motivar uma classe da EJA nas aulas de matemática, bem como verificar como os alunos resolvem problemas matemáticos que recorram a seus conhecimentos prévios, além de procurar analisar os resultados encontrados por esses alunos, suas estratégias e metodologias utilizadas para superar as dificuldades que porventura possam surgir ao resolver cada um dos problemas apresentados.
Este estudo tem por finalidade contribuir para um repensar do educador atuante nas classes de EJA, fazendo o mesmo refletir sobre sua prática pedagógica e, especialmente como formador de cidadãos cônscios de seu papel na sociedade e não um mero reprodutor da forma tradicional de ensino que ainda hoje se perpetua em muitas escolas.
 
Avalie este artigo:
3 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Alexis Silveira
Talvez você goste destes artigos também