O ENSINO DA GEOGRAFIA, NO PRIMEIRO SEGMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL.
 
O ENSINO DA GEOGRAFIA, NO PRIMEIRO SEGMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL.
 


O ENSINO DA GEOGRAFIA, NO PRIMEIRO SEGMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL.

1.PROBLEMA
De uns tempos para cá, matérias como Geografia e Historia vem sido deixada para trás. Com a implementação da LDB nº 9.394/96, a Geografia e a História, foi compactadas em uma única matéria, Estudos Sociais, a intenção seria que aos poucos essas duas matérias desaparece - sem do currículo, mas foi em vão.
A partir de 2000, elas, principalmente a Geografia, vem ganhando notória força, através de pesquisas feitas por geógrafos e estudiosos interessados no aperfeiçoamento do ensino da Geografia. Por fim o problema em questão é : "Quais métodos os educadores estão utilizando no ensino da Geografia ?" e "Se esses métodos são eficazes, afim de, propiciar ao educando o conhecimento necessário para sua ascensão pessoal ?".

2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
O ENSINO DA GEOGRAFIA NAS SÉRIES INICIAIS
A área de conhecimento "Geografia" tem um papel específico no currículo de nossas escolas: esse papel justifica - se a partir das necessidades que regem a vida do aluno como cidadão no conhecimento da realidade social. A compreensão dessa realidade passa pelos conhecimentos geográficos que possibilitam o reconhecimento de sua inserção em uma determinada organização social que dá o sentimento de pertencer e compreender os mecanismos de poder que regem e orientam uma organização, criando - se assim possibilidades de atuação nela.
O conhecimento da organização social tem uma dimensão de passado, presente e futuro. O conhecimento da realidade passa pela reflexão do conhecimento vivido e experimentado e é organizado e ampliado pela saber objetivo.
O saber objetivo, universal, é construído e modificado passo a passo pelas relações dinâmicas entre os homens, pelo trabalho. Portanto, esse conhecimento não é normativo, mas reflexivo e em constante transformação.
Assim nós nos perguntamos "Como se explicita esse conhecimento na Escola ?".
Para explicar esse conhecimento consideramos que toda criança, ao ir a escola já tem um conhecimento empírico do mundo que a rodeia, tem noções dos valores pertinentes a seu grupo. Cabe então à escola fornecer meios para o educando organizar os dados da realidade, perceber com clareza a ação dos homens através do trabalho nessa realidade e as inter-relações existentes entre meus membros. Nessa perspectiva, partindo de situações concretas vividas pelo aluno, o professor elabora uma metodologia sobre o mundo natural e social do educando.
Na busca dos conhecimentos teóricos necessários para interpretar essa situação, o professor com o aluno selecionam o que é significativo, organizam dados, elaboram textos,enfim, exercitam uma reflexão sistemática, pois assim o conhecimento será utilizado como um instrumento de transformação do seu meio e construtor de sua história.
Assim, nas primeiras séries, o professor trabalha com noções simples, poucas informações e atributos que as caracterizam até chegar, no final do 1º grau, ao campo do conhecimento objetivo, elaborado, que contenha noções universais e abstratas.
Ao começar lecionar Geografia o educador deve pensar, que está mostrando um universo vasto de informações ao educando, e o mesmo irá utilizar -la no seu dia - a - dia.
O professor ao obter a concepção de que a matéria que está apresentado ao educando, de um modo ou de outro faz parte do nosso cotidiano, irá com mais facilidade explanar a idéias que entornar o assunto. Devemos ter a consciência de que, "Vemos Geografia", ao falar do local aonde moramos, da alimentação a qual estamos ingerindo, ou falar da localização de um determinado local, etc.
De acordo com Marina Nascimento, em seu Livro didático Mundo Mágico:
"Nos primeiros anos o professor deve demonstrar conceitos básicos da Geografia, assim fazendo com que o educando vá se envolvendo aos poucos com o conteúdo, que aos poucos pode ser incrementado, com sugestões, dúvidas que irão surgir, e até mesmas informações que os alunos possam ter trazido de outros locais, desde que essas sejam verídicas.(NASCIMENTO.1999)"
Precisamos definir qual o objetivo do estudo da Geografia.De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN's - o objetivo mais relevante do ensino da Geografia é o estudo do espaço físico e as relações que o homem mantém com esse espaço: transformação, conservação, exploração e preservação.
O ensino da Geografia nas séries iniciais do Ensino Fundamental proporcionar ao aluno uma compreensão mais ampla da realidade geográfica, possibilitando dessa forma uma atuação com maior consciência em relação à natureza e ao meio ambiente.
Esse objetivo da Geografia pode ser traduzido no conhecimento e na compreensão da noção de paisagem, de território e de lugar com base na leitura do espaço geográfico, nos seus diversos aspectos: clima, relevo, hidrografia, fauna, vegetação, espaço natural e espaço construído.
PRÁTICA EDUCATIVA
Para colocar em prática as propostas demonstradas até aqui, foram selecionados alguns princípios básicos de Geografia a serem trabalhados desde a 1ª Série e que vão ao longo das séries iniciais, sendo reelaborados, ampliados, até chegarem a uma universalização. Por exemplo: nas 1ª e 2ª séries, priorizam - se as noções espaço - temporais e suas representações concretas que levam à apreensão dessas noções abstratas.
Na 3º Série, amplia - se o trabalho com a representação do espaço, introduzindo - se o estudo de mapa como forma de representação da superfície terrestre em um plano.
O Mapa, apresentando uma linguagem gráfica própria, necessita para seu entendimento de um processo de decodificação através de uma metodologia que orienta a sua leitura e interpretação, e que respeite o nível de conhecimento da criança na sua percepção de espaço e sua representação.
Para isso, pressupõe - se que o aluno já tenha algumas habilidades em estabelecer relações de ordem espacial, desenvolvidas nas séries anteriores: distância, limite, ponto de referencia.
A proposta das atividades a serem desenvolvidas implica em um trabalho feito, inicialmente, com a utilização de um mapa mural exposto na classe que possibilite a observação e manipulação pelos alunos, com a orientação do educador.
Procura - se amplia a estudo de noção de legenda, passando da noção de símbolo criado pelo aluno no ciclo anterior, ou seja, na 2º série, para o conhecimento de símbolos convencionais.
A demonstração e compreensão da divisão política - Estado e Município - levam o aluno a perceber que existe uma organização administrativa. Noções de cidade e município dever ser trabalhado, sempre procurando destacar ambiente rural e urbano. Na 3º Série também, pretende - se que o aluno passe, progressivamente, da orientação corporal para o a orientação geográfica Norte - Sul - Leste - Oeste.
Isso somente será possível quando a criança for capaz de estabelecer as relações de direção: direita - esquerda, frente - atrás, acima - abaixo, em seu próprio corpo, relacionando, posteriormente, esta orientação corporal com referências externas para chegar a uma orientação geográfica.
Identificando as relações de direção a partir do próprio corpo, o aluno compreenderá melhor a orientação do homem no espaço geográfico. Essa orientação é baseada num sistema objetivo de referência, sendo o sol o ponto de referência constante, considerando - se como direção leste, o lado em que o sol "aparece" no horizonte, e Oeste, o Lado onde o sol "se põe".
E por fim o estudo da Geografia apresentado pelo educador deve propiciar ao educando um conhecimento não só especifico mais também um conhecimento global (amplo). Tornar a aula mais atrativa e menos maçante é um dever do educador e cabe a ele buscar alternativas para atingir esses objetivos.

3.METODOLOGIA
Por acreditar na importância de que ,o educando, constrói o conhecimento de forma gradativa, executarei a pesquisa com um referencial teórico, por meio de coleta qualitativa dos dados, num conjunto de ações em que o problema em questão será analisado e discutido para atingir meus objetivos. Essas ações serão realizadas nas seguintes fases: Na primeira fase será feita uma pesquisa bibliográfica como intuito de obter informações suficientes para dar embasamento na parte teórica de projeto, essas informações terá como principio a obtenção de informações pertinentes ao assunto em questão. Na segunda fase haverá uma revisão dos conteúdos bibliográficos "captados" e selecionados das informações obtidas nas diversas fontes que serão consultadas, dentre elas, podemos destacar livros, leis, documentos, e arquivos obtidos na internet. Na terceira fase envolverá pesquisa de campo, aonde pretendo ir a uma determinada escola, "observar" o modo como o professor aborda a Geografia em sala de aula. Depois de feito esse primeiro contato, pretendo elaborar um questionário, que será aplicado aos professores e também aos alunos, esse questionário será elaborado após uma prévia pesquisa teórica. Na quarta e última fase os dados coletados tanto na pesquisa teórica, como na pesquisa de campo, serão analisados e selecionados. Todas as ações descritas até agora serão documentadas e editoradas nesta fase da pesquisa. O projeto de pesquisa e a monografia que resultará de todas as atividades obedecerão às normas da ABNT.

4.OBJETIVOS
Este projeto procura demonstrar e conseqüentemente analisar os métodos utilizados no ensino da Geografia nas séries inicias.
Atualmente os professores e as escolas estão deixando de "lado", fatos e fatores importantes na construção do saber, quanto ao ensino da Geografia. Após a implantação de uma nova visão de educação, o construtivismo, o método tradicional de ensino no qual forçava o aluno à "decorar", foi deixando para trás dando assim mais autonomia ao aluno, dentro do campo da Geografia não foi diferente, o que antigamente era considerada uma matéria totalmente teórica, agora já está mais participativa e estimulativa ao aluno.
Devemos hoje apresentar ao aluno e assim estimular uma nova Geografia. Uma Geografia mais atrativa, ex: proporcionando-lhe um maior contato com o mundo em que vive, através de demonstrações que estimule a curiosidade do educando. A demonstração de mapas e gráficos ainda é essencial no aprendizado do aluno já que a Geografia é ciência que estuda o espaço geográfico.Devemos mostrar uma gama de informações na qual o aluno se sinta parte deste "espaço". O estudo dos climas, dos solos, das vegetações, são assuntos que devem ter um enfoque no ensino da Geografia.
Por fim este projeto tem o intuito de demonstrar, analisar, refletir e questionar as inovações, os métodos, e as dificuldades que o educador pode enfrentar ao lecionar Geografia a uma sala de série inicial.

5.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
LIVROS
ALESSANDRI, Ana Fani Carlos (org.), Vários autores.A Geografia em Sala de Aula. - São Paulo. Ed. Contexto. 1999.
STRAFORINI, Rafael. Ensinar Geografia: o Desafio da Totalidade - Mundo nas Séries Iniciais. São Paulo. Ed Anna Blume. 2004.
NASCIMENTO, Marina. Livro didático Mundo Mágico - Estudos Sociais. São Paulo. Ed. Ática 1999. SÃO PAULO.
Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. São Paulo. Ed. Brasil S/A. 1996.
REVISTAS REVISTA NOVA ESCOLA. Artigo: Escola Rural. Construindo a qualidade.São Paulo. Ed Abril.Pg. 42. Ano XX Edição nº175. Dezembro de 2005.

 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Marcos Vinicius Nascimento De Melo
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Marcos Vinicius Nascimento De Melo Brasileiro, 28 anos Cabo Frio ? RJ E-mail: [email protected] FORMAÇÃO . ? Licenciado em Geografia, na FERLAGOS fundação educacional da região dos lagos, conclusão em 2010.
Membro desde maio de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: