O desenvolvimento do cérebro e da aprendizagem
 
O desenvolvimento do cérebro e da aprendizagem
 


Neste segundo ano do curso de Pedagogia, abordamos os aspectos neurológicos da aprendizagem e como se desenvolve o cérebro, na disciplina Criança e Desenvolvimento, com o Orientador Gilberto.

Foram estimulados nossos conhecimentos em aulas dinâmicas: com slides, vídeos, imagens e documentários. Descobrimos que a ciência que estuda o cérebro é denominada Neurociência e em sua função, estuda também as relações do cérebro com o ambiente, tendo como ponto principal o Sistema Nervoso. Com a compreensão dos aspectos básicos da Neurociência, sabemos que o cérebro se modifica para atender cada fase do desenvolvimento a partir dos estímulos.

Nos primeiros dias de fecundação o Sistema Nervoso é o primeiro a se desenvolver e é o último a ter o desenvolvimento completo, tendo como função controlar e coordenar as funções de todos os organismos de estímulos.

O cérebro é o organismo que possibilita o exercício do pensamento e do raciocínio, até o controle de todas as atividades de nosso corpo. Inicia seu desenvolvimento na quinta semana de gestação e as experiências iniciais afetam o seu desenvolvimento que é o resultado da interação de genes e experiências.

Para isso, a Neurofisiologia ajuda a nos conhecermos por dentro, dividindo o cérebro conforme a gente aprende: percebe -> seleciona-> integra-> grava. Nessa fase a memória é fundamental, sendo o processo de retenção dos conhecimentos a curto e longo prazo, permitindo ao indivíduo a situar-se no tempo.

O cérebro atinge seu desenvolvimento completo aos dezessete anos, dos quais 70% são de responsabilidade da aprendizagem.

Segundo Maria Edmir a inteligência inclui fatores emocionais. Estudos recentes afirmam que o “cérebro jovem tende a ser mais inovador, mais revolucionário”, sendo que para amadurecer é necessário tempo e estimulação.

O processo de aquisição de aprendizagem implica em modificações no Sistema Nervoso e está relacionado à memória. Uma criança em um ambiente enriquecedor tende a se desenvolver mais do que uma criança em um ambiente pobre de interação.

O cérebro está sempre em conexão com o meio, para tanto devemos desenvolver a memorização e o armazenamento respeitando cada etapa de maturação e segundo suas dificuldades.

 

CARDOSO, Silvia Helena; SABBATINI, Renato M.e.. Aprendizagem e Mudanças no Cérebro. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2012.

[CEREBRO]. [Uberaba: s.n., 200-]. 34 diapositivos, color.

GARCIA JUNIOR, Célio de Almeida; PINHEIRO, Wagner Santos. Fatores no Cérebro Que Contribuem na Aprendizagem. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2012.

MARANHÃO, Maria Edmir. A Aprendizagem e o Cérebro. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2012.

OLIVEIRA, Gilberto Gonçalves de. Aspectos neurológicos do processo ensino-aprendizagem na infância. Uberaba, 200-, 54 diapositivos, color.

SISTEMA Nervoso Central. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2012.

 
Avalie este artigo:
2 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Marcela
Talvez você goste destes artigos também