O Coordenador Pedagógico e Sua Contribuição nas Atividades Pedagógicas
 
O Coordenador Pedagógico e Sua Contribuição nas Atividades Pedagógicas
 


Um trabalho baseado nas observações do cotidiano de um coordenador pedagógico em uma escola pública do Distrito Federal, mais especificamente na cidade de Santa Maria  DF, o trabalho relata a contribuição do coordenador pedagógico e demonstra a eficiência do mesmo quando PCP centraliza as conquistas do grupo de professores e assegura que as boas idéias tenham continuidade, conscientiza que o convívio e a troca de experiências são de suma importância para um ensino e aprendizagem de excelência.

Numa dinâmica de reunir uma vez por semana, onde surgem os problemas e as intervenções para amenizá-los ou elimina-los, a coordenadora proporciona um ambiente de aprendizagem, dispõe de ordem e métodos das ações que colaboram para o fortalecimento das relações entre a cultura e a escola, e também organizando a rotina pedagógica de acordo com os desejos e as necessidades de todos; desenvolvendo processos de aprendizagens de excelência.

No mês de março do ano de 2008, a coordenação da escola onde trabalho propôs o tema Alimentação ao pensar e planejar e com conversa com os pais monta-se o Projeto: Educação Infantil - Aprender brincando! Alimentarem-se com responsabilidade, os pais estavam demonstrando interesse pelo projeto por ter presença na turma de alunos com anemia, pontuados por pais desesperados, com a dificuldade dos filhos em se alimentarem. Na busca de solucionar essa dramática comecei a trabalhar com a alimentação.

O público alvo são alunos com cinco anos, integrantes da educação infantil. Com o objetivo de conscientizar e incentivar aos bons hábitos alimentares trabalhando com as preferências alimentar dos alunos mostrando a importância e os motivos pelos quais nos alimentamos; Identificar cores, textura e os diferentes sabores dos alimentos e os que fazem bem à nossa saúde; foram desenvolvidas as seguintes ações;após observar a dramática da turma que alguns não lanchavam direito, dispondo de algumas figuras na sala de aula inventei a história da Tartaruguinha Vanessa que era muito comilona essa história rendeu. Elaborei um livro com os alunos e com a participação dos pais que ao tomarem conhecimento do projeto mandaram frutas para a escola, com as quais fizemos uma exposição com o nome, em letra caixa alta, respectivo de cada fruta, contagem de frutas, cores, tamanho, Verduras confecção de carimbos com batata, explorando cores e texturas, legumes na escola foi servida uma sopa utilizando cenoura, chuchu, beterraba, batata.

O professor juntamente com os alunos rótulos de embalagens de alimentos. Utilizando as embalagens trazidas pelos alunos e ao montar um mural com informações de cada alimento, com letras em caixa alta a aluna G.T. começou a mostrar que sabia ler foi esplêndido. E voltando a salada de frutas, o professor junto com os alunos lava os alimentos e mostra os cuidados que se deve ter com os alimentos: lavar antes de comê-los, comer alimentos naturais e saudáveis.Explorar com os alunos as frutas que serão utilizadas na vitamina - banana e maçã.Trabalhar a importância do leite no desenvolvimento da criança, registramos com fotos.

Para Vygotsky (1987) a linguagem escrita é um sistema particular de símbolos e signos cuja dominação prenuncia um ponto crítico em todo o desenvolvimento cultural da criança, baseado neste teórico cada coisa ou objeto trazido pelos alunos em nossa sala viram histórias contadas e escritas, também foram trabalhadas consequentemente nos princípios, fundamentos e perspectivas do currículo de ensino para a educação infantil. E as frutas foram lavadas e picadas virando uma deliciosa salada que foi compartilhada por todos. Dando continuidade em nossos trabalhos com o início em junho das Olimpíadas os alunos empolgados com o tema futebol, que é um dos esportes mais populares no mundo, praticado em centenas de países, esse esporte desperta interesse em função de sua disputa atraente foi explorado pelos alunos que a prática de atividade física condiciona, tonifica os músculos, ajuda na manutenção do peso, favorece a saúde óssea e proporciona bem-estar mental e integração social. Nesse momento começamos a pesquisar sobre a alimentação que deve ser feita por um jogador ou esportista.

O início do período escolar já significa o aumento das atividades motoras e também a elevação da autoconfiança da criança e sua independência dos pais e com auxilio de histórias, músicas e vídeo foram trabalhados a contextualização de que a falta de atividade física é tão prejudicial à saúde quanto o excesso de exercícios. O sedentarismo pode, indiretamente, diminuir o estímulo hormonal durante o crescimento e impedir que a criança alcance todo seu potencial genético, além de causar problemas de digestão, insônia, excesso de peso, excitabilidade nervosa e até mesmo certa dificuldade no relacionamento, que alias, influencia no seu crescimento. E sempre que um (a) aluno (a) diz que não quer lanchar, faço uma ressalva, para ser um campeão temos que comer bem, a educação nutricional tem por finalidade a formação de atitudes e práticas que conduzem à melhoria da saúde. A mesma dirigida às crianças pode contribuir para a formação de hábitos alimentares adequados, uma vez que o comportamento na idade adulta depende do aprendizado recebido na infância.

Sempre incentivados pelo PCP o grupo de professores produz com sucesso muitos projetos. Conforme Vygostsky, o desenvolvimento da criança é produto de instituições sociais e sistemas educacionais, como família, escola, igreja, que ajudam a construir seu próprio pensamento e descobrir o significado da ação do outro e de sua própria ação. Os alunos colocam sua imaginação em prática e criam coisas maravilhosas, demonstrando estarem sempre empolgados nas atividades pedagógicas proposta para a turma.

A educação infantil visa oferecer a criança bemestar físico, afetivo-social e intelectual, na qual a educação física trabalhará o psicomotor, através de atividades lúdicas, criando oportunidades para que esta criança se desenvolva, provocando a curiosidade, espontaneidade e harmonia de seu corpo com o mundo. E uma alimentação saudável é um dos fatores determinantes para se conseguir qualidade de vida e ter um bom preparo físico e desempenho atlético.

Diante do entusiasmo da turma observado e comentado em toda escola, fomos indicados pela direção para participarmos da abertura da 5ª edição do JESM (Jogos Escolares de Santa Maria), os pais vendo a impolgação dos filhos também se solidarizaram, contribuíram e ajudaram na confecção das roupas para a apresentação do evento no Ginásio Poliesportivo da cidade de Santa Maria, os alunos até hoje relata o evento como o melhor de todos.

Na escola foi realizada uma mini-olimpíadas de uma semana para que fosse pontuado aos alunos regras, disciplinas e muita determinação que consiste numa relação interativa entre os componentes pedagógicos, de forma que a função de ensinar estabeleça uma relação com o aprender; a mediação do professor ocorra tendo como premissa um contexto sócio cultural real; o aluno passe a interagir com o objeto do conhecimento. Com o inicio das olimpíadas a psicomotricidade contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal e tem como objetivo principal incentivar a prática do movimento em todas as etapas da vida de uma criança. Por meio das atividades, as crianças, além de se divertirem, criam, interpretam e se relacionam com o mundo em que vivem. Por isso, cada vez mais os educadores recomendam que os jogos e as brincadeiras ocupem um lugar de destaque no programa escolar desde a Educação Infantil.

A professora elucida principalmente as relações afetivas em sala de aula e colocamos este relacionamento como um desafio para o educador pós-moderno, devendo este agir de forma que expresse o seu interesse pelo "crescimento" dos alunos, e assim respeitando suas individualidades, criando um ambiente mais agradável e propício para a aprendizagem.E hoje minha turma com 28 alunos e cada qual na sua individualidade escreve o nome completo, realizam leitura. Wallon (1986) afirma que o ser humano é organicamente social e sua estrutura orgânica supõe a intervenção da cultura para se atualizar. Na sala sempre os alunos trabalham em grupos na elaboração das atividades e como a aluna G.T. já sabia ler contagiou os outros alunos, a querer ler também.

O desenvolvimento da inteligência depende das experiências oferecidas pelo meio e do grau de apropriação que o sujeito faz delas. Os aspectos físicos do espaço, as pessoas próximas, a linguagem, bem como os conhecimentos presentes na cultura contribuem efetivamente para formar o contexto de desenvolvimento e baseada nas afirmações de Wallon digo que os alunos são críticos, preocupados com uma alimentação saudável, quando busco embasar-me no Currículo da Educação Infantil e me deparo com o tema à construção da identidade e da autonomia posso afirmar que passei os conteúdos de forma eficiente e estimulante para a criança, porque sempre explanei de forma bem clara diversos textos, reportagens e músicas e que podemos estabelecer os parâmetros educativos da criança de hoje, precisamos enxergá-la em três dimensões: a corporal, a afetiva e a cognitiva; que devem desenvolver-se simultânea e concomitantemente.

Para finalizar é necessário considerar a importância e a atualidade desse assunto e a constatação que a figura do Professor Coordenador Pedagógico é indispensável na escola, mantendo-se uma postura democrática, para efetivamente contribuir no campo da formação docente.

 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Jeane M. Barbosa
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Jeane de Morais Barbosa, graduanda em pedagogia, professora desde 1994, atuante na Secretaria de Educação de 2005 a 2010.
Membro desde novembro de 2008
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: