O Chamado de Deus na vida de Gideão Jz. 6.
 
O Chamado de Deus na vida de Gideão Jz. 6.
 


O Chamado de Deus na vida de Gideão Jz. 6.

O chamado de Gideão está inserido no livro de Juizes que mostra um período difícil da história do povo de Israel. A bíblia diz que após a morte de Josué e de toda a nação que conquistou a terra prometida, nasceu outra geração que não conhecia a Deus nem mesmo as obras que Ele havia feito à seus antepassados. O livro marca um tempo dominado pelo pecado e pela anarquia, o povo se distanciava do Deus verdadeiro e voltava-se a adoração à outros deuses quebrando assim a aliança que tinham com Javé.
Nesse contexto caótico, estando o povo de israel oprimidos pelos seus inimigos é que Deus mostra sua graça e misericórdia e levanta juizes ou "libertadores" para livrá-los dos seus opressores, e Gideão foi um desses que Deus levantou.
Os inimigos que Deus escolheu para ele vencer foram os midianitas que eram descendentes de Abraão e Quetura (Gênesis 25:1, 2), já haviam sido vencidos por josué dois séculos antes (Josué 13:21, 22), mas agora juntaram se aos amalequitas e ficaram muito mais poderosos, eram como gafanhotos que destruiam as suas plantações, apossando-se do seu gado e ovelhas. E para se defenderrem os israelitas escondiam suas colheitas em cavernas e fortificações.
Nesse momento da história, após os isralitas clamarem ao senhor, há uma intervenção divina no sofrimento daquele povo que já se estendia por sete anos. Deus envia o "seu Anjo" para falar com Gideão, que estava malhando trigo no lagar para esconder dos midianitas (Juizes 6:11). Após algum questionamentos ele decide adender ao chamado de Deus, seguindo todas as diretrizes que lhes é ordenado, livrando o povo de Israel das maõs dos midianitas.

É desse homem (Gideão) que observa-se três qualidades indispensáveis para que o chamado de Deus seja concretizado em nossa vida.

Coragem: Gideão tinha coragem, o próprio Deus por meio de seu Anjo dá testemunho dele, "o Senhor é contigo homem valente", embora estivesse malhando trigo no lugar de espremer uvas para despistar os midianitas, porém ele era o unico de sua familia a estar buscando comida. Sua coragem foi observada em sua totalidade após Deus falar com ele. A primeira tarefa de Gideão como libertador escolhido por Deus foi remover a causa da idolatria de israel , isto é, derrubar o altar de Baal e cortar o bosque, um objeto de culto que representava a deusa cananita Aserá.
Deus precisa de homens e mulheres com coragem que acreditem o poder está em Deus e não neles.
Nos momentos que somos atacados pelo inimigo questionando: Como você diz que serve a Deus e está sofrendo tanto, se Deus está contigo porque você está desempregado, porque essa luta em sua vida, porque esse problema em seu casamento, porque essas crises em seu ministério? É nesse momento que devemos mostrar que temos coragem o suficiente para dar a volta por cima das crises e provar por meio de nossas atitudes que Deus está conosco.
Ex: Davi foi ungido por Samuel e voltou ao campo para sua vida tranqüila. Até o gigante Golias entrar na sua vida e provar sua coragem. Era necessário o gigante entrar em sua vida para o chamado de rei se concretizar em sua vida, pois dali em diante ele não descansou mais e foi reconhecido pela nação de Israel e foi direto ao palácio.
Josué após ter andado 40 anos no deserto em busca da terra prometida com certeza ele nem imaginava que haveria um rio de mais de 1 km de largura para atravessar mas era Deus provando sua coragem.

Os traumas do passado não impedem a realização do chamado de Deus em sua vida: V. 13, 15.
O primeiro trauma que Gideão leva consigo é expresso na pergunta: O que é feito das maravilhas que contaram nossos pais?
Gideão conhecia a história de seus pais e os milagres que Deus operava no meio deles e lembra-se da forma que Deus tirou os israelitas do Egito e logo após atravessando o mar vermelho em seco. Porém Gideão acreditava que sua geração era esquecida por Deus, os privilégios de serem guiados por Deus eram das gerações passadas. Ele havia perdido a fé no Deus de seus pais. Apenas eles eram amados por Deus, "quanto a nós o Senhor nos desamparou".

O segundo trauma de Gideão é demonstrado no verso 15: "Minha família é a mais pobre e eu o menor da casa de meu pai".
Como se já não bastasse a família dele era a mais pobre, os alimentos das outras famílias ricas já estavam bem guardados em fortificações e não precisavam estar malhando trigo no lagar. E ainda ele era o menor, sendo assim era escolhido para a realização dos piores serviços.

No entanto quando Gideão houve a frase: "Portanto Eu hei de ser contigo", percebe que era o Senhor dizendo que sabia de tudo isso, que conhecia sua história, seu sofrimento, suas limitações, seus traumas, porém, Eu hei de ser contigo. Gideão encontra nessa crise uma oportunidade de mudança. Se Deus estava acreditando nele bastava apenas ele Acreditar em Deus.
A confiança que Deus está conosco falta nos nossos dias, escondemos atrás de nossos traumas de nossas imperfeições dizendo: Não posso, não consigo, tem gente melhor que Eu, meu passado me condena, sou pobre, casei com a pessoa errada. Porém Deus diz que está disposto a nos renovar todas as manhãs, fazer de nós uma nova criatura, a lançar no mar do esquecimento todos nossos pecados e dizer Eu hei de ser contigo, vai nesta tua força.

O espírito do Senhor estava com Gideão:

Após Gideão ter demonstrado sua ousadia derrubando o altar de Baal de seu pai, observa Deus que já era hora de expulsar os midianitas de Israel, porém ainda faltava uma coisa: "Antes de tocar a buzina o espírito veio sobre Gideão". V. 34.
Na vida de Jesus não foi diferente antes dEle começar seu ministério público foi preciso ser revestido do espírito santo. Lc 4. E a ordem a seus discípulos foi: Ficai porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder. Lc 24: 49.
Para todo trabalho a ser realizado para o Senhor, é necessário estar revestido do espírito santo. Esse trabalho abrange todas as áreas seja no ensino, pregação, intercessão etc. Temos a falsa impressão que o espírito santo nos ajuda apenas nos cargos dentro da casa do Senhor. Contudo Ele está pronto a nos atender toda hora que precisamos, ele está dentro de nós e se manifesta quando tem liberdade.
O espírito santo é descrito como ajudador (Boethos), significando em seu sentido original "Um grito por ajuda", é alguém que vem correndo quando gritamos por ajuda, alguém que está preparado e pronto para correr em direção ao alívio de seus oprimidos quando eles gritam por seu auxilio.
Deus precisa de pessoas que tenham coragem, que vençam seus traumas pelo poder de Deus e que acima de tudo, sejam cheios do espírito santo.

Autor: Elço Pereira
 
Avalie este artigo:
4 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Elço Pereira
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Elço Pereira Lider de jovens e professor da EBD AD Jardim iririú - Joinville - SC
Membro desde setembro de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: