O homem não vive sozinho, pois, como ser humano, coexiste com seus hábitos, costumes, tradições, sonhos, trabalhos, dentro de uma ordem moral, onde os seus atos, desde que visem o bem, são tidos como éticos.

Logo, todos os seus atos devem se alicerçar em atos éticos, com princípios que a fundamente para que possa exteriorizar o seu comportamento moral (moral efetiva) em um comportamento moral ético (moral reflexiva), que é absolutamente necessário para que a ética se sustente e melhore a convivência social.

Ë assim que a ética acaba se dando através de tantos pequenos e firmes costumes que são as vigas mestras internas para melhoria da educação, sem esquecermos a ética e a moral, ou seja, os hábitos e as leis que governam nosso dia-a-dia em todos os sentidos e campo de atuação do homem.

Mas, atualmente, a palavra moral é considerada normalmente sinônimo de ética. Todavia, analisando com mais atenção, podemos fazer uma distinção muito útil, sobretudo, para tempos críticos como este que estamos passando, onde a ética é a moral reflexiva e em forma de ação.

Contudo, á ética não é um movimento apenas intelectual, mas um impulso quase intuitivo e profundamente orientado por questões de sobrevivência a longo prazo, já que diante das novas realidades, o ser humano encontra a ética não mais como uma realidade ideal, em que ele tem desafios e obstáculos nas relações que mantém, passando aagir eticamente nas situações comuns da vida para uma melhor socialização.

Falar de ética sempre nos vem à reflexão sobre a educação que é, também, uma possibilidade e um impulso à transformação e desenvolvimento das potencialidades dos educandos e educadores, já que a educação é uma ação interativa e se faz mediante informações, comunicação e diálogo entre seres humanos.

Em toda educação há um outro em relação que precisa de atos que vise o bem, implicando, assim, a ética.

Uma educação pode ser eficiente enquanto processo formativo e, ao mesmo tempo, eticamente má, como foi a educação nazista e terrorista, por exemplo. Pode ser boa do ponto de vista da moral vigente e má do ponto de vista ético (agir).

Desta forma, a educação ética acontece quando os valores no conteúdo e no exercício do ato de educar são valores humanos e humanizadores, em que a igualdade, a justiça, a dignidade da pessoa, a democracia, a solidariedade, o desenvolvimento integral de cada um e de todos é respeitado e garantido de forma plena e eficaz para a formação de uma sociedade mais equilibrada e justa.

Revisado por Editor do Webartigos.com