Novas Tecnologias
 
Novas Tecnologias
 


FACULDADES JORGE AMADO

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO

CURSO DE LICENCIATURA EM GEOGRAFIA

LUCIANA SOUZA DE BRITO

NOVAS TECNOLOGIAS: APLICAÇÃO NO ENSINO DA GEOGRAFIA NA ESCOLA ESTADUAL EDVALDO BRANDÃO CORREIA.

Salvador

2007

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Licenciatura em Geografia, Instituto Superior de Educação, Faculdades Jorge Amado como requisito parcial para obtenção do grau de Licenciado em Geografia.

Orientador: Prof. Me. Wilton da Silva Oliveira

Salvador

2007

RESUMO

Este artigo trata sobre a importância do uso das novas tecnologias da informação e comunicação no ensino da Geografia na Escola Estadual Edvaldo Brandão Correia no bairro de Cajazeiras IV, na cidade de Salvador no Estado da Bahia, analisando como as novas tecnologias estão sendo utilizadas na sala de aula de Geografia da escola publica, destacando que o uso desse recurso tecnológico na sala de aula garante a interação nos processos curriculares e promove uma transformação qualitativa na pratica pedagógica, provocando nos alunos a vontade de aprender Geografia. O procedimento metodológico aplicado consistiu em levantamento bibliográfico, busca de dados in loco com aplicação de questionários, em visitas realizadas em órgãos públicos estaduais e municipais e a compilação de dados para sua confecção e ainda como metodologia apresenta a importância dos programas de capacitação de professores da rede publica para a utilização das novas tecnologias na sala de aula. A pesquisa leva a conclusão deque as novas tecnologias são de extrema importância para se utilizar na sala de aula, pois elas contribuem para que os alunos adquiram mais interesses sobre todos os conteúdos, principalmente no ensino da Geografia que a disciplina abordada nesse trabalho.

Palavras-chave: Novas tecnologias- pratica pedagógica- recurso tecnológico e processos curriculares.

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO5

2PROCEDIMENTOS APLICADOS A OBSERVAÇÃO NA ESCOLA6

3RESULTADO DA OBSERVAÇÃO DA ESCOLA7

4PROGRAMAS DE CAPACITAÇÃO PARA PROFESSORES DA REDE PUBLICA PARA A UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS8

5PROINFO8

6PONTO DE ENCONTRO: LISTA DE DISCURSSÃO11

7AS NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DA GEOGRAFIA12

8CONSIDERAÇÕES FINAIS13

9REFÊNCIAS15

NOVAS TECNOLOGIAS: APLICAÇÃO NO ENSINO DA GEOGRAFIA NA ESCOLA ESTADUAL EDVALDO BRANDÃO CORREIA.

1-INTRODUÇÃO

Este trabalho consiste em apresentar a importância da utilização dos recursos tecnológicos no ensino da Geografia na escola pública, o local escolhido para realizar o estudo de caso foi a Escola Estadual Edvaldo Brandão Correia no bairro de Cajazeiras IV na cidade de Salvador no estado da Bahia pelo fato de o estágio supervisionado ter sido realizado no 2ª ano do ensino médio dessa instituição.

A palavra tecnologia teve a sua origem através das palavras gregas téchné, que é arte, arte no sentido de "produzir algo, buscando conhecer-se no que se produz" e logos, que quer dizer escrita ou falada - o verbo. Numa visão geral a tecnologia é o encontro da ciência com a técnica, e as chamadas novas tecnologias são métodos e aparelhos inovadores que surgiram no século XX na Terceira Revolução Industrial, desenvolvidas gradativamente desde a segunda metade da década de 1970 e, principalmente, nos anos 1990. A imensa maioria delas se caracteriza por agilizar e tornar menos palpável (fisicamente manipulável) o conteúdo da comunicação, por meio da digitalização e da comunicação em redes (mediada ou não por computadores) para a captação, transmissão e distribuição das informações (texto, imagem estática, vídeo e som). Considera-se que o advento destas novas tecnologias (e a forma como foram utilizadas por governos, empresas, indivíduos e setores sociais) possibilitou o surgimento da "sociedade da informação".Possuem comoobjetivo de facilitar o cotidiano das pessoas e conecta-las a todos os lugares em tempo real, por isso é importante utilizar os recursos tecnológicos na educação, principalmente no ensino da Geografia.

A tecnologia na escola pública não só deve garantir a presença dos recursos tecnológicos na sala de aula e sim interagir nos processos curriculares, promovendo um novo encantamento da escola contribuindo para acontecer transformações qualitativas na pratica pedagógica e provocar a vontade dos alunos a gostar de estudar Geografia.

Como referencial teórico, o trabalho partiu de estudos e pesquisas realizadas no âmbito do ensino, por autores como por exemplo: Luis Carlos Pais, Skinner. Esse autor teorizou e mostrou que a utilização dos recursos tecnológicos na sala de aula garante uma transformação qualitativa na pratica pedagógica. Uma outra fonte de pesquisa e inspiração se iniciou a partir da leitura de escritores que foram audaciosos em profetizar sobre o futuro da tecnologia na educação, entre eles: Celso João Ferroti, Dagmar M. L. Zibas, Felícia R. Madeira, Maria Laura P. B. Franco dentre outros.

O objetivo principal desse trabalho é analisar como as novas tecnologias estão sendo utilizadas e mostrar como esses recursos podem ser aplicados nas aulas de Geografia da escola publica. Os objetivos específicos são: fazer um levantamento de informações baseadas em pesquisas realizadas no MEC e na Secretaria de Educação, observações na escola escolhida para a verificação de disponibilidade dos recursos tecnológicos aplicáveis ao ensino da Geografia, avaliando a forma como os professores de Geografia utilizam esses recursos em aula, discutir de que forma a utilização desses recursos podem contribuir para o ensino da Geografia e apresentar uma proposta que contribua para o melhor aproveitamento das novas tecnologias nas aulas de Geografia.

Esta analise contempla as formas de inserção dos recursos tecnológicos contribuem para o ensino da Geografia, observando as dificuldades enfrentadas pelos professores e descobrir por que existe essa dificuldade.

Como procedimento metodológico o trabalho foi feito com base em levantamentos de dados colhidos na escola através de observações, por pesquisas realizadas através de visitas no MEC, na secretaria de educação, e na internet e na seleção de bibliografias.

2-PROCEDIMENTOS APLICADOS PARA A OBSERVAÇÃO NA ESCOLA

A visita a Escola Estadual Edvaldo Brandão Correia foi com a finalidade de entrevistar os professores de Geografia do ensino médio, o coordenador e o diretor e também para observar alguns aspectos da escola, a ida a essa unidade escolar foi baseada em um questionário com os seguintes questionamentos:

1-Você sabe utilizar as novas tecnologias e se sabe aplica-las na sala de aula?

2-Você foi capacitado por algum programa do governo ou por conta propia?

3- A escola possui laboratório de informática com internet banda larga?

4-O laboratório é utilizado frequentemente pelos professores e alunos?

5-Qual o numero total de computadores na unidade e se todos estão em funcionamento?

6-A escola tem o conhecimento de quantos professores estão capacitados ou não a utilizarem as novas tecnologias?

7- A escola motiva os professores a utilizarem nas suas aulas as novas tecnologias?

8-A escola conhece programas oferecidos pelo governo para treinar professores a manusear as novas tecnologias?

9- Você se preocupa com a sua educação continuada e para aprimorá-la participa de alguma comunidade virtual oferecida pelo MEC?

2.1- RESULTADO DA OBSERVAÇÃO NA ESCOLA

Na visita a escola observou-se que existe um laboratório de informática com internet banda larga, porem é pouco utilizado pelos alunos em função dos atos de vandalismo, devido a isso o laboratório só é utilizado com a presença do professor, o numero total de microcomputadores são de vinte e nove, sendo que dez estão sobre uso dos setores administrativos e dezenove no laboratório de informática que foram doados pelo PROINFO (Programa Nacional de Informática na Educação), porem só estão funcionando dez, pois nove foram destruídos pelos alunos, ou seja, de vinte e nove computadores que a escola possui estão funcionando vinte.

Segundo o diretor ele nos relatou que já existe conhecimento sobre o PROINFO, já que alguns dos professores dessa unidade escolar já foram capacitados por esse programa e que a escola já recebeu alguns computadores doados através do PROINFO.

Grandes partes dos professores dessa instituição estão capacitados para utilizarem as novas tecnologias, afirma o coordenador e complementa dizendo que a escola influencia que sejam aplicadas na sala de aula, principalmente no ensino da Geografia, pois essa ciência possui alguns conteúdos que podem ser aplicados o uso do computador.

Foram entrevistados quatro professores de Geografia e 50% deles informaram que foram capacitados pelo PROINFO, enquanto que 50% fizeram um curso pago por conta própria. Já o segundo professor entrevistado foi capacitado pelo PROINFO.

O primeiro professor entrevistado relatou que sempre que o laboratório esta disponível ele utilizada para lecionar suas aulas e que para aprimorar seus conhecimentos sobre a informática participada de uma site sobre educação continuada para a tecnologia.

O terceiro professor afirmou que pelo menos uma vez no mês vai à sala de computadores para dar aulas, mesmo que seja para que os alunos digitem algum texto, mas sempre influencia os educandos a utilizarem as novas tecnologias e que sempre que tem um tempo entra em um site chamado PROINFO-L que é uma comunidade virtual para esclarecer algumas duvidas sobre como aplicar as novas tecnologias em suas aulas.

O quarto e ultimo professor entrevistado informou que utiliza o laboratório de informática sazonalmente para dar aulas de Geografia.

3-PROGRAMAS DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA PARA A UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS

Ate os dias atuais não existe uma política tecnológica ou lei que regulamente que os profissionais da educação no ensino publico sejam capacitados para utilizar as novas tecnologias na sala de aula, mas o MEC ao se preocupar com a formação e capacitação dos professores em serviço e continuada, formulou um grande programa: O PROINFO que é o Programa Nacional de Informática na Educação, com o objetivo de auxiliar os professores da rede publica a dominar as novas tecnologias, auxiliando-osno processo de planejamento tecnológico vinculado a um projeto pedagógico, capacitando os professores para usar o computador na sua prática docente tornando-os preparados para ajudarem os alunos a participar de transformações na sociedade que levam as pessoas a uma vida de desenvolvimento auto-sustentável, baseada na inserção da informática na educação.

3.1-PROINFO

O PROINFO foi criado em abril de 1997 sob a autorização do ministro da educação Paulo de Tarso na portaria n° 522 de Nove de abril de 1997. Fica criado o Programa Nacional de Informática na Educação-Proinfo, com a finalidade de disseminar o uso pedagógico das tecnologias de informação e telecomunicações nas escolas publicas de ensino fundamental e médio pertencentes às redes estadual e municipal, o governo planejou gastar quase US$ 500 milhões nesse programa para mais de 100 computadores para as escolas.

As ações do PROINFO serão desenvolvidas sob responsabilidade da Secretaria de Educação a Distância (SEED) deste Ministério, peloConselho Nacional dos Secretários Estaduais de Educação (CONSED),por meio do Departamento de Infra-estrutura Tecnológica (DITEC), em articulação com as secretarias de educação do Distrito Federal, dos Estados e dos Municípios teve seu início com duas ações importantes:

Distribuir computadores para montagem de Núcleos de tecnologia educacional (NTE) e Laboratórios de informática educacional (LIED), nas escolas públicas brasileiras e formar especialistas em Informática na educação. Estes especialistas, denominados de Multiplicadores, por serem responsáveis pela disseminação do uso das tecnologias digitais nas escolas, passaram então a oferecer formações, apoio e subsídios técnicos e teóricos, aos professores das escolas contempladas com LIED, para o uso destas tecnologias. Estes especialistas foram formados não só por diferentes universidades brasileiras, que desenvolviam nos cursos modelos pedagógicos embasados em diferentes pressupostos teóricos, mas, principalmente, em diferentes momentos da evolução destas tecnologias.

No início do programa, a maioria dos laboratórios das escolas e vários NTEs possuíam computadores, mas não conexão com a internet, o que tornava a interação praticamente nula. O próximo movimento do PROINFO foi ampliar o número de escolas e núcleos conectados à internet. Esse novo cenário evidenciou de modo mais contundente ser necessária uma ação que garantisse a formação continuada dos multiplicadores, para apoiá-los não só no uso da recém chegada telemática e dos novos recursos que a rede diuturnamente oferece, mas, principalmente, para refletir sobre as práticas desenvolvidas, com o intuito de avançar na proposta. Assim, entre 1998 e 1999, foi criada uma lista de discussão, aberta aos multiplicadores de todo o Brasil, da qual participavam, também, professores e especialistas de algumas universidades, que assessoravam o Programa Nacional de Informática naEducação.

O MEC divulga esse programa para as escolas através de revistas ou de informes que podem ser enviados por correspondência ou via e-mail para a direção de todas as escolas da rede publica estadual e municipal. Então para ser beneficiada pelo PROINFO é preciso que a escola entre em contato com o MEC ou com a secretaria de educação de seu Estado.

Os dados estatísticos necessários para planejamento e alocação de recursos do PROINFO, inclusive as estimativas de matrículas, terão como base o censo escolar realizado anualmente pelo Ministério da Educação e do Desporto e publicado no Diário Oficial da União. O Secretário de Educação a Distância expedirá normas e diretrizes, fixará critérios e operacionalização e adotará as demais providências necessárias à execução do programa de que trata esta Portaria.

Esse programa representa o inicio de acesso às novas tecnologias, na sua primeira etapa serão instalados 105 mil microcomputadores em escolas e núcleos de tecnologias educacionais-NTE que são centros de excelência em capacitar professores e fornecer suporte técnico-pedagógico as escolas, o programa funciona descentralizada, sua coordenação é de extrema responsabilidade federal e a parte operacional quem ficou responsável foram os estados e os municípios.

Abaixo segue a estrutura do PROINFO:

FONTE: http://www.proinfo.mec.gov.br.

O PROINFO possui como parceiros as Universidades, as secretarias municipais de educação, as secretarias de educação superior, as secretarias de educação infantil e fundamental e secretaria de educação especial.

Os Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE) são locais pertencentes ao PROINFO que possuem infra-estrutura de informática e comunicação reunindo educadores e especialistas em tecnologias. As pessoas que atuam nos NTEs são capacitadas pelo PROINFO para servirem desuporte técnico as escolas em todas as fases do processo de inserção das novas tecnologias, o NTE é o parceiro mais próximo da escola no processo de inclusão digital, orientando os diretores, professores e alunos, quanto ao uso das novas tecnologias, bem como na manutenção desses aparelhos, os NTEs estãolocalizado em todas as unidades da Federação, cada Núcleo atende escolas situadas em uma mesma região. O número de escolas a serem atendidas  bem como o número de NTE em cada Estado  é estabelecido de maneira proporcional ao número de alunos e escolas de cada rede de ensino público estadual.É também de responsabilidade do PROINFO coordenar a adesão das escolas e a logística de aquisição de 100 mil computadores via processo de licitação internacional e a sua instalação em aproximadamente seis mil escolas. Todas as escolas públicas poderão participar do Programa e, valendo-se da sua experiência ou do apoio dos NTE, elaborarão um projeto tecnológico representando o compromisso da escola (e da comunidade) de disponibilizar instalações físicas e liberar professores para o processo de capacitação, em função do uso pedagógico que será feito dos computadores.

A capacitação dos professores é feito a partir desses núcleos os agentes multiplicadores dispõem de uma boa estrutura para treinar educadores a utilizar a internet no processo educacional.

O laboratório de informática é um patrimônio que beneficia a comunidade, e o NTE é um agente que colabora, sua função é ensinar como utilizar adequadamente esses instrumentos tecnológicos que promove o desenvolvimento humano, preparando as pessoas para a demanda da sociedade.

O Centro de Experimentação em Tecnologia Educacional (CETE) foi criado para viabilizar e apoiar as ações do PROINFO e está situado na sede do MEC, em Brasília.

As Principais contribuições do CETE são:

" Estabelecimento de redes de comunicação.

" Divulgação de produtos.

" Disseminação de informações.

" Promoção do uso de novas tecnologias através de atividades nas áreas de Telemática e infra-estrutura de informações.

3.2-PONTO DE ENCONTRO: LISTA DE DISCUSSÃO

É uma comunidade virtual criada pelo MEC para consolidar o papel do multiplicar para possibilitar trocas de informações, discussões e análises de vários aspectos ligados a este novo fazer pedagógico para formar uma rede de apoio coletivo, na qual todos se descobriram como aprendizes que têm algo a dizer e algo a aprender, buscando a formação continuada no uso inovador das tecnologias da comunicação e informação, em sala de aula. Esta comunidade, formada, principalmente, por Multiplicadores de todos os estados brasileiros, pesquisadores de diferentes Universidades e professores, constituiu-se na lista de discussão a comunidade,

PROINFO-L.

A lista comunidade PROINFO-L tem como característica a diversidade, representada por pessoas de diferentes áreas do conhecimento, espaços geográficos, culturais e graus de instrução. Assim, é papel do mediador acolher, interpretar e potencializar os interesses que emergem nas trocas; desafiar a comunidade a socializar e discutir experiências; problematizar as trocas; propor o uso de novos recursos para desenvolver projetos conjuntos que possibilitem experiências cooperativas e colaborativas e, desta forma, auxiliar o grupo a manter um fluxo e foco que favoreça a reflexão sobre novas práticas pedagógicas.

Atualmente esta comunidade apresenta uma série de características que propiciam o trabalho de formação continuada a distância, muitos materiais que estão neste espaço foram sugeridos, elaborados e socializados na  lista de discussão e, posteriormente, reunidos,  organizados,  sistematizados,  ampliados e publicados,  aqui,  por vários autores.

Nesse portal estão armazenados exemplos de ações desenvolvidas em sala de aula, materiais produzidos pelos participantes da lista comunidade PROINFO-L, links interessantes para a educação e uma gama de elementos que se constituem em material de apoio para o trabalho dos multiplicadores e professores das escolas públicas, que já possuem ambientes informatizadose ainda oferecem uma série de ferramentas interativas com as quais os participantes da comunidade têm chance de desenvolver, de diferentes formas, trocas sócio-cognitivas que aperfeiçoam o processo pedagógico de cada um.

4-AS NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DA GEOGRAFIA

A aplicação das novas tecnologias na sala de aula contribui para que o aluno aumente o interesse sobre os conteúdos de todas as disciplinas, no caso especifico da Geografia esses recursos digitais irão facilitar o entendimento sobre os conteúdos dessa disciplina contribuindo para o processo de ensino-aprendizagem, permitindo dinamismo e poder de comunicação, como por exemplo, na cartografia, na climatologia e na hidrografia pode ser utilizado o Excel que é um programa que constrói tabelas e gráficos.

A tecnologia na escola pública não só deve garantir a presença dos recursos tecnológicos na sala de aula e sim interagir nos processos curriculares, promovendo um novo encantamento da escola contribuindo para acontecer transformações qualitativas na pratica pedagógica e provocar a vontade dos alunos a gostar da Geografia.

5-CONSIDERAÇOES FINAIS

Diante dos fatos acima mencionados concluímos que as novas tecnologias são de extrema importância para se utilizar na sala de aula, pois eles promovem interesses dos alunos sobre todos os conteúdos, principalmente no ensino da Geografia que é a disciplina abordada nesse trabalho. A Geografia possui uma gama de assuntos que podem ser utilizadas as novas tecnologias como recurso em sala de aula e em especial na escola publica. As novas tecnologias como sendo de extrema importância na educação com suas diversas aplicabilidades, deverão ser utilizados nas atividades de ensino com bastante êxito.

O uso da tecnologia deverá ser possível diversificar os tipos de representação, multiplicar as diferentes linguagens na educação, melhorar as condições de acesso as informações, à proporção que se alcança essa diversificação aumenta a possibilidade de ocorrer uma aprendizagem significativa.( PAIS, 2005).

É importante que o professor de Geografia, como de qualquer que seja a disciplina, saiba ao menos os fundamentos básicos de toda a tecnologia hoje disponibilizada por esse meio. É importante também que o uso desse recurso se dê de forma racional, para que sejam oferecidas oportunidades de inserção social tanto para aluno quanto para professor e que, no caso de mau uso pode acarretar vários efeitos negativos para os sujeitos envolvidos, por isso que o MEC ao se preocupar com a capacitação e a educação continuada dos professores criou um programa em parceria com os governos estaduais e municipais, chamado PROINFO (Programa Nacional de Informática na Educação) que é um programa que se destina a capacitar os professores, a instalar laboratórios nas escolas da rede publica, a disponibilizar um profissional para dar suporte técnico nessas escolas e criou uma comunidade virtual chamada PROINFO-L para facilitar trocas de informações, discussões e análises de vários aspectos ligados a este novo fazer pedagógico para formar uma grande rede de apoio em conjunto, na qual todos se vêem como aprendizes que têm algo a aprender, buscando a formação continuada na utilização inovadora das tecnologias da comunicação e informação, em sala de aula.

Para verificar como este programa funciona na pratica foi feito uma visita a Escola Estadual Edvaldo Brandão Correia e verificou que, nessa instituição o PROINFO instalou um laboratório, disponibilizou uma profissional para dar suporte técnico e capacitou 50% dos professores de Geografia.Verificou-se que todos os professores de Geografias dessa unidade escolar são capacitados para utilizar as novas tecnologias em sala de aula, e que os que foram capacitados pelo PROINFO se preocupam em participam da comunidade virtual para aprimorar seus conhecimentos e tirar duvidas.

Por fim é de extrema importância aplicação desses recursos na sala de aula, pois eles irão contribuir para que os discentes se interessem pelos conteúdos que todas as matérias oferecem e no caso especifico da Geografia esses aparelhos digitais irão facilitar o entendimento sobre os assuntos dessa disciplina contribuindo para o processo de ensino-aprendizagem, que irá garantir uma sala de aula dinâmica e com poder de comunicação. A tecnologia na educação publica não só irá permitir a presença dos recursos tecnológicos na sala de aula interagindo nos processos curriculares, e sim promover um novo encantamento da escola contribuindo para acontecer mudanças positivas na pratica pedagógica estimulando os alunos a gostar da disciplina de Geografia.

REFERÊNCIAS

FERRETI, Celso João... I et al.I. Novas Tecnologias, Trabalho e Educação; um debate multidisciplinar. Petrópolis RJ. 6ª edição 1994.

LITWIN, Edith. Tecnologia educacional: políticos, histórias e propostas. Porto Alegre: Artes Médicas, 2ª reimpressão 1997.

LYNN, Rosalina... I et al I. Educação e Cibercultura. Salvador. Editora UFBA. 2001.

PAIS, Luis Carlos. Educação escolar e as Tecnologias da informática. Belo Horizonte. Editora autentica 1ª edição. 2005.

Apresentação, disponível no site: http://www.proinfo.mec.gov.br, acessado dia 24/10/07.

Educação profissional e tecnológica, disponível no site: http:// www.mec.gov.br, acessado dia 25/10/07.

Novas tecnologias de informação e comunicação, disponível no site:http://pt.wikipedia.org acessado dia 27/10/07.

Quem somos, disponível no site: http://mecsrv70.mec.gov.br/pontodeencontro/acessado dia 01/11/07

 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também