NORMAS CONSTITUCIONAIS DE EFICÁCIA PLENA, CONTIDA E LIMITADA
 
NORMAS CONSTITUCIONAIS DE EFICÁCIA PLENA, CONTIDA E LIMITADA
 


INTRODUÇÃO

As normas constitucionais podem ser classificadas de três maneiras segundo a sua aplicabilidade: em normas de eficácia plena, contida e limitada. No entanto as normas eficazes e aplicáveis precisam de alguns pressupostos para que a mesma venha a se apresentar no ordenamento jurídico, sendo necessariamente obrigatório que a norma tenha vigência, legitimidade, exequibilidade, eficácia, aplicabilidade e efetividade.

A primeira constituição escrita nos moldes modernos foi à constituição norte americana, que era vista de duas formas; primeiro era classificada como as normas autoexecutáveis por terem aplicabilidade imediata e integral, por ultimo eram denominadas como as não autoexecutáveis pois não poderiam ser executadas sem serem regulamentadas por um legislador.

Esta constituição foi trazida para o Brasil por Rui Barbosa, José Afonso da silva as classificou e colocou as normas constitucionais em grupos as classificando segundo a sua aplicabilidade e eficácia, surgindo assim ás normas constitucionais de eficácia plena, contida, e limitada, que servem para regulamentar o uso das normas jurídicas constitucionais. 

 
Download do artigo
Avalie este artigo:
(2 de 5)
10 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Gustavo Sousa Lima
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Estudante de Direito na Faculdade de Balsas-Ma (Unibalsas)
Membro desde setembro de 2012
Facebook
Mais comentados
 
Mais lidos
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: