Mix do Marketing
 
Mix do Marketing
 


RESUMO
As constantes mudanças ocorridas no mundo empresarial têm impulsionado as empresas a buscarem cada vez mais um aperfeiçoamento no intuito de manterem-se atuando no mercado. Este trabalho de conclusão de curso teve como objetivo principal a aplicabilidade do mix do marketing na empresa Ag Frutas. Esta pesquisa constitui uma forma de estruturação de conceitos para um melhor entendimento do marketing e mix do marketing. Aborda de forma precisa o que é o produto, preço, praça e promoção de forma detalhada e também qual a importância e os benefícios que o mesmo trouxe para a Ag Frutas. O Mix do Marketing após ser implantado na empresa em estudo, trouxe grandes melhorias em todos os aspectos, sobretudo o aumento da demanda de clientes.



Palavras-chave: Marketing. Mix Do Marketing. Ag Frutas.





SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ..................................................................................................... 7

2 OBJETIVOS ....................................................................................................... 9

3 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA ......................................................................... 10

4 METODOLOGIA................................................................................. 20

5 CARACTERIZAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO EM ESTUDO ................................. 23

6 PROPOSTA DE INTERVENÇÃO ...................................................................... 26

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS................................................................................ 28

REFERÊNCIAS ..................................................................................................... 29

ANEXOS







1 INTRODUÇÃO


A sociedade de consumo atual tem atenuado cada vez mais o limite entre o mercado e as pessoas. Fazendo com que as organizações encontrem uma forma de unificar o cliente e as empresas, para terem sempre um elo de profundo conhecimento entre gestores e compradores. Frente a esta realidade, as organizações perceberam que o marketing é fundamental para as empresas, e verificam ainda que somente as empresas que fazem sucessos são aquelas que conhecem de forma clara todo o funcionamento dos ambientes da empresa, e este conhecimento só são possíveis por meio do marketing.
Segundo Kotler (1996), o marketing "é a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades de desejos, através dos processos de trocas". Já Las Casas (2006, p. 26) segue o mesmo pensamento de Kotler definindo o marketing da seguinte forma:

Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações de troca, orientadas para a satisfação dos desejos e necessidades dos consumidores, visando alcançar determinados objetivos de empresas e indivíduos e considerando sempre o meio ambiente de atuação e impacto que estas relações causam no bem estar da sociedade.

Como bem vimos pelos autores, o marketing deve está intrínseco nas organizações no geral. Este marketing não está limitado a apenas uma característica, mais em várias ferramentas. Uma das ferramentas do marketing mais utilizada é o composto do marketing, conhecido também como mix do marketing ou composto mercadológico, que é o conjunto de elementos controláveis pelo gerente de marketing, que por meio dele pode obter uma melhor adequação entre mercado e a demanda vivente. O mix do marketing é formado por quatro subconjuntos de variáveis, costumeiramente chamado ?os quatro Ps". São eles: preço; praça; promoção e produto.
Este trabalho apresentará detalhadamente o mix do marketing. Movido pelo estudo a promover uma melhoria da realidade atual da empresa AG FRUTAS, este trabalho fará com que se tenham caminhos viáveis para o desenvolvimento da empresa em estudo. Com isto, apresenta-se a pergunta inicial pra este trabalho: Como viabilizar a implantação do estudo do mix do Marketing na empresa Ag Frutas?
A fim de obtermos esta resposta, tracemos o seguinte objetivo geral: Identificar a viabilidade da aplicação do Mix de Marketing na empresa Ag Frutas. E pelos seguintes objetivos específicos: Realizar um levantamento da situação atual do preço, praça, produto e promoção da AG FRUTAS; analisar e demonstrar os dados obtidos; apresentar um plano de melhoria para os problemas detectados; aplicar o Mix do marketing na empresa AG FRUTAS. Levando em consideração a seguinte hipótese: é viável a implantação do mix do marketing na empresa AG FRUTAS.
Para que o trabalho tivesse um resultado positivo, fizemos um estudo de caso na empresa AG FRUTAS, procuramos perceber a realidade da empresa, e a partir dela traçarmos metas e possivelmente o mix do marketing, ou seja, realizamos a técnica de observação. O trabalho tem a seguinte estrutura: definição e administração do marketing; a importância do marketing; mix do marketing, desenvolvimento do mix do marketing e definições detalhadas de preço, praça, produto e promoção. O interesse de realização deste trabalho sobre mix do marketing advêm por meio de uma grande necessidade de melhoria no andamento dos negócios em geral da empresa AG FRUTAS.






.







2 OBJETIVOS


2.1 Objetivo Geral
? Identificar a viabilidade de aplicação do Mix do Marketing na empresa Ag Frutas.


2.2 Objetivos Específicos
? Realizar um levantamento da situação atual do preço, praça, produto e promoção da Ag Frutas;
? Analisar e dos dados obtidos;
? Apresentar um plano de melhoria para os problemas detectados.




3 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA


Neste capítulo veremos as bases teóricas sobre as quais esse trabalho se baseia: conceitos de marketing; tipos de marketing; mix do marketing, a saber, produto, preço, praça e promoção.

3.1 Conceitos de Marketing

O marketing só veio aparecer no Brasil em meados do século XIV, mais precisamente por volta do ano 1954, ficou conhecido aqui no país como mercadologia e posteriormente foi traduzido por Las Casas (2006) como "ação no mercado". Baseado em Richers (1981, p. 14) o termo marketing:
Começou a ser empregado entre nós a partir do exato momento em que uma missão norte-americana, chefiada pelo professor Karl A. Boedecker começou a organizar os primeiros cursos de administração na recém-criada Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas.

Las casas (2006, p. 26) utiliza a seguinte definição do marketing:
Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações de troca, orientadas para a satisfação dos desejos e necessidades dos consumidores, visando alcançar determinados objetivos de empresas e indivíduos e considerando sempre o meio ambiente de atuação e impacto que estas relações causam no bem estar da sociedade.

Já Kotler (1996) direciona a definição do marketing para a necessidade humana: "é a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades de desejos, através dos processos de trocas". Neste sentido, percebemos que a função primeira do marketing é lidar com clientes, liderança essa que estende o conhecer, entender, criar valores e, sobretudo, proporcionar-lhe satisfação. Esta satisfação é o ponto fundamental do marketing na atualidade, sua essência está em atrair novos clientes, prometendo-lhes novos valores bem superiores e manter os atuais.
Mais tarde Kotler (1998, p. 03) comenta que marketing pode ser definido como "o processo gerencial através do quais indivíduos e grupos obtêm aquilo que desejam e de que necessitam, criando e trocando produtos e valores uns com os outros". Para o autor o marketing além de está voltado para as necessidades do consumidor, é também uma forma venda.
Para Richers (1981, p. 23):

O marketing é um muito mais amplo do que vendas, especialmente no que se refere às responsabilidades do profissional da área, que além das transações de bens ou serviços, deve realizar pesquisas de mercado, formular e executar uma política de produtos, escolher um sistema de distribuição, divulgar e promover os produtos e ainda mensurar os resultados.

Diante de tantas definições de marketing, podemos afirmar que ele é uma estratégia empresarial que se apresenta de modo dinâmico, onde esforços são planejados vislumbrando a mudança e os preparados para enfrentá-la. Acredita-se que ela seja a atividade mais importante para o futuro e a sobrevivência de qualquer organização, o marketing está diretamente ligado á necessidade, desejo e demanda dos clientes. Kotler (1998) que é considerado o pai do marketing, os define como:
? Necessidade Humana: é um estado de privação de alguma satisfação básica. As pessoas exigem alimento, roupa, abrigo, segurança, sentimento de posse e autoestima. Essas necessidades não são criadas pela sociedade ou empresas. Existem na delicada textura biológica e são inerentes à condição humana.
? Desejos: são carências por satisfações específicas para atender às necessidades. Embora as necessidades das pessoas sejam poucas, seus desejos são muitos. Os desejos humanos são continuamente moldados e remodelados por forças e instituições sociais, incluindo igrejas, escolas, famílias e empresas.
? Demandas: são desejos por produtos específicos, respaldados pela habilidade e disposição de comprá-los. Desejos se tornam demandas quando apoiados por poder de compra.
Conforme o autor, percebemos que esses três itens que compõe o marketing devem ser supridos por uma empresa, ou seja, tudo que uma empresa criar ou fizer deve está voltado para os clientes que ao contrario do passado hoje eles são os protagonistas da empresa, ou seja, os clientes são o centro das atenções. Com esta mudança presente nas organizações, onde o protagonista não é mais o chefe presidente e sim os clientes, a AMA (American Marketing Association), define o marketing justamente dando ênfase e uma valorização ao cliente ou consumidor:

Marketing é uma função organizacional e um conjunto de processos para criação, comunicação e entrega de valor para os clientes e para gerenciar os relacionamentos com os clientes de forma a beneficiar a organização e todos os envolvidos no processo (AMA, 2005).

Portanto, sendo o cliente o foco do marketing, a sua responsabilidade aumenta ainda mais nos dias atuais.
Podemos afirmar que o marketing é uma ferramenta administrativa, que tem a função ou responsabilidade de estudar todo o produto e levar ao cliente proporcionando sempre a sua retenção. É a qualidade do produto que vai fazer com que os clientes permaneçam na empresa.
Kotler (2007, p. 89) corrobora conosco afirmando que:

A função do marketing, mais do que qualquer outra nos negócios, é lidar com os clientes. Talvez a mais simples definição de marketing seja administrar relacionamentos lucrativos com o cliente. Os dois principais objetivos do marketing são atrair novos clientes, prometendo-lhes valor superior e manter e cultivar os clientes atuais, proporcionando-lhes satisfação.

O marketing se configura dentro das organizações como uma ferramenta valiosíssima e essencial para o sucesso das empresas. Kotler (1998, p. 161) ainda vem nos dizer:

O propósito de marketing é atender e satisfazer às necessidades e desejos dos clientes. A área do comportamento do consumidor estuda como indivíduos, grupos e organizações selecionam, compram, usam e dispõem de bens, serviços, ideias ou experiências para satisfazer as suas necessidades e desejos.

Neste sentido, compreende-se que o marketing deve ter seus objetivos direcionados para conquistar o cliente. pode-se perceber que os conceitos de marketing associam o relacionamento da organização com seus clientes, e o reflexo destas melhorias nos resultados para as organizações.

3.2 Tipos de Marketing

O marketing desde a sua chegada no Brasil tem adentrado cada vez mais nas organizações, ele busca, sobretudo aproximar o cliente à organização, para que esse elo entre empresa e cliente seja cada vez maior. Empresas de sucesso perceberam e percebem que o marketing é indispensável para a organização. O marketing desde o seu surgimento sofre alterações, conseqüentemente surgindo assim, diversos tipos de marketing, cada um vocacionado para uma determinada área específica do mercado:
? Webmarketing: O web marketing é o nome dado ao conjunto de instrumentos que realça a presença ou a existência de uma empresa, profissional, pessoa, ou mesmo uma ideia em uma área pré definida ou em toda rede mundial de computadores interligados com a utilização da internet;
? Telemarketing: designa a promoção de vendas e serviços via telefônica, ou seja, marketing por telefone. Atualmente, o termo foge deste escopo, ao abranger também a telecobrança (cobrança via telefone), atendimento ao consumidor e o suporte técnico. Pode-se dizer que o telemarketing é um "atendimento telefônico comercial ou não padronizado" que segue certos roteiros de atendimento;
? E-mail Marketing: é a utilização do e-mail como ferramenta de marketing direto. Diferentemente do spam (mensagens indesejadas), é essencial ao e-mail marketing o consentimento do cliente, que pode ser explícito, quando ele mesmo opta por receber, ou implícito, caracterizado por uma relação evidente entre as partes.
No geral, existem outros inúmeros tipos de marketing como: Marketing Industrial, Marketing Social, Marketing Institucional, Marketing político, Mix do Marketing e etc. o Mix do Marketing é nossa ferramenta de estudo, em seguida veremos de forma detalhada o que é e o que compõe o Mix do Marketing, a fim de ao conhecê-lo avaliemos sua viabilidade de implantação na empresa AG FRUTAS.
3.3 Mix do Marketing

Conhecido também como composto de marketing, esse termo foi usado ou formulado em primeiro lugar por Jerome McCarthy, professor de marketing da Universidade Estadual de Michigan e autor do livro Marketing Básico (1960), sendo seu conceito trazido ao publico ou popularizado por Philip Kotler. O mix do marketing também é conhecido ainda como 4P?s, onde é um conjunto de variáveis controláveis de marketing que a empresa usa para atingir seus objetivos. São eles: preço, praça, produto e promoção.

O mix de marketing é constituído por várias atividades, sendo de difícil distinção. Com o objetivo de distinguí-las, estudiosos formularam um programa chamado 4P?s, que seriam o preço, o produto, a praça e a promoção. Este mix de marketing procura demonstrar que cada P abrange varias atividades (KOTLER, 1998, p. 34).

Essa ferramenta de marketing é essencial para as organizações, pois ela possui as características principais que faz com que a empresa permaneça atuando no mercado. Para confirmar isso Urdan e Urdan (2006, p. 29) afirmam que:

O composto de marketing deriva das decisões estratégicas. É o que chama de consistência vertical, correspondendo ao alinhamento entre os elementos estratégicos (mercado-alvo, posicionamento e estratégias competitivas) e os táticos (os quatro P?s). Depois das táticas vem o nível operacional. Este fica mais próximo do dia-a-dia do trabalho, exemplificado pelos procedimentos e rotinas de menor complexidade e mais estáveis. Quando a consistência vertical é atingida, o marketing mix é concebido em função das características do mercado-alvo, das propostas de posicionamento da empresa e das estratégias competitivas [...]

Já Kotler e Armstrong (2006, p. 47), definem o Mix do Marketing como:

[...] um conjunto de ferramentas de marketing táticas e controláveis que a empresa utiliza para produzir a resposta que deseja no mercado alvo. Consiste em tudo que a empresa pode fazer para influenciar a demanda de seu produto [...].

O Mix do Marketing tem como objetivo principal proporcionar o produto certo ao cliente, viabilizando o melhor local de acesso, com o valor adequado e comunicação correta. A seguir veremos o significado de cada ferramenta do Mix do Marketing.

3.3.1 Produto

O produto é o primeiro P do mix do marketing, ele assume uma grande importância no mercado, pois é através dele que surgem todos os outros itens, ele deve atrair os clientes e provocar o desejo de compra. Produto é algo que é oferecido ao mercado que satisfaça uma necessidade ou um desejo. São considerados produtos bens físicos, serviços, eventos, pessoas, lugares, organizações ou uma mistura desses itens (KOTLER e ARMSTRONG, 2003).
Neste sentido, Kotler (1998, p. 85), comenta que:

As empresas tendem a produzir e oferecer serviços cada vez melhor, esta é a base em meio à concorrência acirrada que nos deparamos nos dias de hoje em todos os setores e todos os cantos do globo. Na inclusão do produto como uma importante ferramenta do mix de marketing, podemos citar que a variedade dos produtos, a qualidade, o design, a característica, o nome da marca, a embalagem, o tamanho, os serviços, a garantia e as devoluções, é a totalidade que envolve o produto, sendo necessária sua observação e estudo profundo a fim de formular as melhores estratégias de marketing baseadas nesses critérios para que a empresa prevaleça em primeiro lugar.

O produto é o alvo dos consumidores, por isso que toda empresa deve prezar pela qualidade, características, opções, estilos, nome de marca, embalagens, tamanhos, serviços, garantias e retornos, pois tudo isso influência diretamente na compra com os clientes.
Kotler (1998) diz que o produto é muito mais que o objetivo físico que ele representa, ele transmite uma mensagem que é repassada pelo consumidor.
O consumidor espera, sobretudo se satisfazer pelo produto, por isso que ele deve ter uma qualidade e um bom funcionamento para não decepcionar os clientes. Conforme Kotler e Armstrong (2003), os produtos são classificados como de consumo (quando destinados ao consumidor final) e produtos empresariais (quando destinados à produção de outros ou para uso na gestão do negócio). Os produtos de consumo dividem-se em produtos de conveniência, compra comprada, de especialidades e não procurados.

3.3.2 Preço

O preço "significa a soma do dinheiro que os clientes devem pagar para obter o produto" (KOTLER, 1998, p. 31). Neste item são analisados: lista de preços, descontos, subsídios, período de pagamento e termos de Crédito.
Preço é um item de muita relevância no mercado, e deve ser trabalhado com muitas estratégias pelas empresas, pois são exatamente elas que vão definir as margens de lucro da empresa.
Preço é a soma de todos os valores que os consumidores estão dispostos a pagar em troca dos benefícios do produto. É o elemento mais flexível do mix de marketing (KOTLER e ARMSTRONG, 2003). Três itens principais devem ser analisados para a determinação do preço de uma empresa. Em primeiro lugar, verificar os custos, ou seja, deve-se verificar e levar em consideração todos os seus componentes, como pesquisa, desenvolvimento, matéria-prima, Mao de obra, embalagens, propagandas, promoção de vendas, distribuição, impostos, juros, taxas, desperdícios e etc.
Em seguida analisa a concorrência, as empresas na maioria das vezes são forcadas a determinar seus preços, baseados na realidade do mercado, com preços mais elevados conforme a realidade do produto, isto faz com que geralmente diminua os resultados, pois compromete as margens. Algumas empresas também decidem seus preços olhando sempre para a concorrência, sobretudo quando ela percebe que dessa forma não diminui as vendas. Outras ainda trabalham muito com promoções, estas táticas faz com que os clientes sintam-se atraídos a fazer compras e faz com que a empresa aumente suas vendas. Por último, o gestor tem que observar o consumidor, esses estão cada vez mais exigentes, define também o produto como caro ou barato. Neste sentido, os preços devem ser minuciosamente analisados, caso contrário será afetado as vendas planejadas.

3.3.3 Praça

Praça está relacionada aos canais de distribuição dos produtos, ou seja, onde ele estará disponível para que os clientes realizem a compra. Praça ou distribuição "envolve as atividades da empresa que tornam o produto disponível para os consumidores-alvo" afirma Kotler (1998, p. 31).
Segundo Lasnogrodski apud Bruno (1991), em seu livro "Marketing", para realizar a distribuição dos produtos a empresa tem várias alternativas, ou melhor, vários canais de distribuição como nos mostra a seguir:

















Com todas essas opções de distribuição é preciso levar em consideração alguns fatores, como custos, área geográfica, concorrência e a tradição de cada lugar. Portanto, a praça deve ser o local mais conveniente possível para que os clientes sintam-se bem.

3.3.4 Promoção

Promoção é a ferramenta que envolve as atividades que comunicam os pontos fortes do produto ou serviço, e convencem os clientes-alvos a comprá-lo. Segundo Kotler (1998, p. 31), promoção significa "as atividades que comunicam os atributos do produto e persuadem os consumidores-alvo a adquiri-lo". Conforme Las Casas (1997), promoção significa comunicação. O administrador de marketing deve se preocupar com as várias formas, que sejam eficientes, para informar aos consumidores a respeito dos seus produtos, serviços ou formação da própria imagem da empresa.
A promoção deve ser feita de forma muito criativa para atrair novos clientes sempre. Não adianta investir bem nos produtos, ele ter um bom preço se este produto não tiver uma boa propaganda, pois é ela que vai fazer com que o consumidor conheça o produto.
Existem muitas formas de divulgar o produto: rádios, televisão, outdoor, revista, mala direta, internet, panfletos, cartazes, etc., porém nem sempre todos funcionam de forma correta, portanto a empresa deve fazer uma boa análise para verificar qual propaganda traz mais sucesso para a empresa. A promoção também é chamada de mix de promoção, que é formado por vários instrumentos. Segundo Certo e Peter (1993) e Kotler e Armstrong (1998), são eles:
? Propaganda: esta é a forma essencial para a venda em massa, esta propaganda inclui outdoor, divulgação em impressos, mídia eletrônica, etc.;
? Venda pessoal: esta é a forma em que o vendedor tem uma comunicação direta com o comprador, no intuito de realizar a venda. Esta é a melhor forma de se comunicar;
? Promoção de vendas: ela trata de motivar os clientes a realizar compras por meio de curto prazo, por meio de várias ferramentas como, catálogos, brindes e promoções do produto, sorteios, etc.;
? Publicidade: é um instrumento de promoção utilizado de forma gratuita (preço relativamente baixo a outros instrumentos de comunicação), de apresentação impessoal de bens e serviços;
? Relações públicas: consistem em atividades que desenvolvem relações com os públicos diversos da organização com o intuito de construir uma boa imagem da empresa e impedir qualquer boato, histórias desfavoráveis a mesma (KOTLER e ARMSTRONG, 2003).
Quando o gestor compreende a importância e coloca em prática todas as técnicas e informações contidas no mix do marketing, é evidente obter uma valorização do produto, colocá-lo em evidência, atrair o consumidor, fixar a marca, obter lucro e conseguir muitas outras vantagens.
O autor Cobra (1992), nos apresenta em seu gráfico de forma resumida e clara os elementos principais que envolvem o mix do marketing:





Figura 1: Composto de marketing
Fonte: Cobra (1992, p. 43).




4 METODOLOGIA


Os procedimentos de pesquisa que foram utilizados para a realização deste trabalho de conclusão de curso, que tem como finalidade a viabilidade de implantação do mix do marketing na AG FRUTAS, tendo em vista um melhor serviço na empresa e, sobretudo para seus clientes, buscou desenvolvê-lo por meio de conceitos e definições do marketing e mix do marketing, identificando a forma com o qual são tratados esses serviços atualmente na empresa e definindo então, um novo caminho para a mesma.
Como bem sabemos, a metodologia está ligada a forma, ou melhor, aos meios utilizados para a obtenção do saber científico. Como diz Vergara (2007), metodologia significa, no termo original da palavra, estudo dos caminhos, dos instrumentos usados para se fazer ciência.
Em seguida, veremos delimitação do estudo e caracterização da pesquisa, coleta de dados e a análise e interpretação dos dados.

4.1 DELIMITAÇÃO DO ESTUDO E CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA

Esta pesquisa foi realizada na empresa AG FRUTAS na cidade de João Pessoa-PB. Ela levou aproximadamente dois meses para a sua realização, ou seja, foi feito nos meses de março e abril.
O método que foi utilizado ao longo da pesquisa foi o indutivo. A indução é realizada através de três fazes: observar os fatos, fenômenos e os analisar, compará-los e aproximar os fatos para descobrir uma relação entre eles, generalizando a relação entre os fatos, ou seja, este método busca informações que convergem para um mesmo objetivo ou situação, estabelecendo uma relação entre eles e em cima destes dados fazer uma generalização.

Indução é um processo mental por intermédio do qual, partindo de dados particulares, suficientemente constatados, infere-se uma verdade geral ou universal, não contida nas partes examinadas. Portanto, o objetivo dos argumentos é levar a conclusões cujo conteúdo é muito mais amplo do que o das premissas nas quais se basearam (MARCONI e LAKATOS, 2004, p. 53).


Ao utilizarmos este método, tivemos um conhecimento geral da empresa, e a partir da situação atual fizemos algumas comparações e conclusões.
O método utilizado foi a descritiva e exploratória, pois por meio do método descritivo podemos envolver toda a empresa com opiniões diferentes e a pesquisa exploratória fez com que o pesquisador tivesse um maior e aprofundado conhecimento do estudo em foco.
Vergara (2007, p. 47), define a pesquisa exploratória da seguinte forma:

A investigação exploratória, que não deve ser confundida com leitura exploratória, é realizada em área na qual há pouco conhecimento acumulado e sistematizado. Por sua natureza de sondagem, não comporta hipóteses que, todavia, poderão surgir durante ou ao final da pesquisa.


Esta pesquisa requer um planejamento e por meio dele desempenhar algo preciso da situação da empresa e obter formas diversas de como enfrentar os problemas.

4.2 COLETA DE DADOS

Os instrumentos de coleta de dados utilizados para observar a viabilidade de implantação do mix do marketing na empresa AG FRUTAS se consolidarão através da pesquisa bibliográfica, por meio da observação.

A pesquisa bibliográfica é o estudo sistematizado desenvolvido com base em material publico em livros, revistas, jornais, redes eletrônicas, isto é, material acessível ao publico em geral. Fornece instrumental analítico para qualquer outro tipo de pesquisa, mas também pode esgotar-se em si mesma (VERGARA, 2007, p. 48),

A observação foi feita in loco na própria empresa através do estágio supervisionado. Ao observar, o pesquisador anotou tudo que se percebeu, posteriormente produziu o relatório de estágio.





4.3 ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS

O tipo de abordagem definida é a qualitativa, pois é o método próprio para a pesquisa exploratória.
Segundo relata Roesch (1990, p. 155), a pesquisa qualitativa é própria para este tipo de estudo, sobretudo, quando se trata em observar um fato e logo após realizar uma proposta de intervenção. Esta pesquisa tem o poder de mostrar com mais detalhes os assuntos em estudo.


























5 CARACTERIZAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO EM ESTUDO


O objeto de estudo desta pesquisa é a empresa AG FRUTAS, que está localizada na Rua Presidente Ranieri Mazzilli, s/n Ceasa, lojas 1 e 2, bairro Cristo Redentor João Pessoa/PB, fone: (83) 3231-2525. Cadastrado sob CNPJ: 01750510-000149.
A empresa AG FRUTAS tem como sócia a Srª Josenilça Batista de Paula (Presidência); Antonio Guedes da Silva (Dir. Comercial e de Produção); Lucas da Silva Neto (Dir. Administrativa); Anderson Batista da Silva (Dir. Financeira).
A referida empresa tem como ramo de atividade o varejo e atacado de hortifrutigranjeiros, que é a venda dos mais variados artigos de origem vegetal ou animal, como: hortaliças; legumes; frutas das mais variadas espécies como laranja, limão, banana, abacaxi etc. e ainda verduras, ovos e legumes frescos.
A AG FRUTAS esta no mercado a pouco mais de 5 anos, a mesma foi criada por recursos próprios. É uma empresa onde a maioria dos funcionários são da mesma família. A proprietária Josenilça Batista de Paula, sempre demonstrou a vocação para este ramo de atividade, sendo assim uma empreendedora nata, ela sempre procurou formas positivas para que sua empresa se destacasse no mercado e atraísse cada vez mais um número maior de clientes.
A empresa em estudo não possui um setor específico de Recursos Humanos, todo o processo de seleção e recrutamento acontece por meio de análise de currículo e entrevista, a partir daí dependendo do perfil do candidato o mesmo é selecionado e convocado a trabalhar na empresa, os treinamentos aos colaboradores que chegam se dá periodicamente conforme as necessidades. Hoje a empresa tem um número de aproximadamente 15 funcionários e é considerada uma empresa de pequeno porte. Ela possui os seguintes departamentos: Presidência; Dir. Comercial; Dir. Produção; Dir. Administrativa; Dir. Financeira. Para cada departamento existe um responsável como foi citado acima. Os demais funcionários apesar de terem seus ofícios próprios na empresa desempenham também outras funções conforme a demanda ou necessidade da empresa.
A empresa efetua alguns trabalhos que ajuda na preservação do meio ambiente, a mesma recicla todo seu material que está em condições de reciclagem, também efetua o aterramento de seus produtos que não estão em condições de vendas. A empresa desempenha também alguns projetos de ação social, a mesma ajuda hospitais e creches com dificuldades.

5.1 Apresentação dos Dados Coletados no Estágio Supervisionado

Neste item veremos as principais informações que foram coletadas durante o estágio supervisionado para realizar esta pesquisa de forma mais precisa. A seguir veremos como a empresa Ag Frutas trata cada item do mix do marketing:
Produto: a empresa preza pela qualidade do produto, e por uma grande variedade conforme a demanda e as necessidades dos clientes. O produto quando é lançado (desenvolvimento) não demora muito a se expandir (crescimento), pelo fato de a empresa possuir uma clientela confiável e fiel a empresa. O declínio do produto se dá quando a demanda exige outro mais sofisticado, ou melhor, conforme a necessidade de cada período do ano. O único problema que encontramos neste item foi em relação à embalagem do produto. Não existe uma embalagem de qualidade para o produto, fazendo com que o mesmo ao ser entregue aos clientes, não continua com a mesma qualidade que o cliente escolheu.
Preço: a Ag Frutas não estabelece muitos critérios para decidir os preços dos produtos, geralmente é feito apartir da concorrência, e também apartir dos custos que a empresa tem em adquirir os produtos para revenderem. Esta não definição clara de critérios para a determinação dos preços dos produtos faz com que os clientes muitas vezes procurem outras empresas com o mesmo ramo de atividade, ou melhor, procuram preços melhores, afinal todos os clientes querem o melhor para si.
Praça: a empresa distribui seus produtos por meio de atacadistas e distribuidores. Porém, a maioria dos clientes vem na própria empresa efetuar suas compras e levam seus produtos, isso vem aumentando a cada dia, pelo fato de os atacadistas e distribuidores não terem um cuidado devido com os produtos, entregando assim aos clientes muitas vezes danificados ou mesmo produtos trocados.
Promoção: a empresa AG Frutas considera um custo desnecessário investir em propagandas. Esta acontece na maioria das vezes pelos próprios clientes que fazem a propaganda boca-a-boca. Este pensamento da empresa já fez com que muitos produtos ficassem estragados ou perdidos, por não ter uma divulgação precisa, ou melhor, uma informação para a demanda.
Em linhas gerais, observamos que a empresa em estudo precisa melhoras em vários aspectos para que ela possa continuar se destacando e se desenvolvendo no mercado. Ela deve, sobretudo, está antenada nas mudanças ocorridas no mercado para não ficar para "traz".




























6. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO


Após verificarmos a situação real de cada item do mix do marketing utilizado pela AG FRUTAS, e detectado alguns problemas, faz-se necessário abordar algumas medidas de intervenção para o melhoramento do funcionamento da empresa.
A começar pelo produto, sabemos que o seu valor maior está em satisfazer os desejos dos clientes. Para que ele faça sucesso no mercado deve ter: qualidade, variedade, características, tamanho, garantias, devoluções e embalagens. Como foi verificado que a embalagem não é boa, ou melhor, não tem agradado os clientes, a empresa deve melhorar nas embalagens, mesmo tendo que ter um custo maior, porém é melhor ter um custo maior hoje e investir numa boa embalagem do que no futuro vir a perder os clientes.
Quanto ao preço, bem sabemos que o preço de venda é uma questão fundamental para a sobrevivência da empresa, por isso é exigido dos gestores uma boa política de preço e estabelecimento de excelentes estratégias. Neste sentido a empresa deve atentar-se para os seguintes itens:
? Os níveis de preços necessários para a obtenção do seu equilíbrio operacional;
? As margens de contribuição medias resultantes das suas condições comerciais;
? O capital de giro originado pelo produto comercializado;
? Retorno sobre o patrimônio liquido objetivado.
. Após verificar essas estratégias a empresa Ag Frutas, precisa também definir os objetivos de sua política de preços, como: permitir a maximização lucrativa da sua participação de mercado, maximizar a capacidade produtiva, evitando ociosidade e desperdícios operacionais etc.
Será necessário também, a empresa avaliar todos os fatores que possam influenciar na decisão de preços como os fatores externos e internos. Portanto deve usar as seguintes metodologias de preços: preço a partir da concorrência, preço a partir dos custos e preços a partir do valor percebido pelo consumidor.
Em relação à praça ou distribuição dos produtos, a empresa deve tomar cuidado com seus fornecedores, dando-lhes formações ou capacitações precisas, para que não ocorra mais o fenômeno de machucar os produtos e causar insatisfação aos clientes.
A distribuição também deve ser feita por meio de uma avaliação dos clientes, ou seja, os clientes mais antigos e fiéis devem ter prioridade para a entrega dos produtos, assim como também a empresa deve olhar para os clientes que estão chegando, ou seja, os novos clientes para que eles tenham uma boa visão da imagem da empresa. Portanto, a empresa deve levar em conta alguns fatores de distribuição, como: frequência de compra, preferências dos consumidores, características dos produtos. O maior objetivo da empresa deve ser agradar seus clientes e maximizar seu capital, ou seja, aumentar os lucros.
Por fim, temos a promoção, que é o elo de comunicação entre vendedores e consumidores. A empresa não deve jamais ver as propagandas como um custo desnecessário, pois todo produto só terá sucesso se tiver uma boa divulgação. A divulgação boca-a-boca é válida, porém, a empresa precisa investir muito mais em propagandas como em jornais, TV, rádios e etc.
Toda promoção devem ser avaliadas as seguintes características: tempo de duração, repetição de uma mesma ação e verba para sua realização. A promoção deve está inclusa na estratégia de vendas da empresa.















7 CONSIDERAÇÕES FINAIS


As mudanças empresariais fazem com que as organizações se aperfeiçoem cada vez mais com o intuito da diferenciação.
O presente trabalho teve como objetivo principal identificar a viabilidade do Mix do Marketing na empresa Ag Frutas, e quais os benefícios que ele trará para a empresa. Por meio do estágio supervisionado in loco, foi possível perceber a realidade da empresa e como ela trata cada item do mix do marketing que é o produto, preço, praça e promoção. Com a percepção dos problemas, foi feito uma proposta de intervenção, ou seja, ideias de melhorias para que a empresa possa tomar e melhorar ou solucionar os possíveis problemas.
O Mix do Marketing tem a função de entender para atender, fidelizar e reter o cliente ao negócio da empresa, antes dos concorrentes e de maneira mais eficientes que eles. Para aplicar o mix do marketing na Ag Frutas, foi preciso conhecer toda a empresa de forma que a partir deste conhecimento foi traçado medidas de melhoria tanto para a empresa como para os clientes.
Com uma boa revisão bibliográfica e o estágio, foi possível atingir todos os objetivos propostos por esta pesquisa. A empresa AG Frutas precisa está atenta as ameaças e oportunidades que o mercado oferece, as mudanças ocorridas deve ser vista sempre como um fator positivo onde a empresa melhora a cada dia seus serviços. Nesta pesquisa foi apresentado de forma detalhada a importância do mix do marketing, e apresentado para a empresa que o composto mercadológico é a base de qualquer estratégia de mercado rumo ao sucesso.







 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Rozil Da Silva Gomes
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Rozil da Silva Gomes é Matemático, Bacharel em Filosofia, Tecnólogo em Processos Gerenciais, Especialista em Gestao de Pessoas e em Docencia superior. é professor do INTEPPB e CEESTNE. Terapeuta Heikiano nível I.
Membro desde junho de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: