Maquiavel: O Percusor Da Ciência Politica
 
Maquiavel: O Percusor Da Ciência Politica
 


Aproximadamente entre 1512 e 1513, Maquiavel foi demitido, exilado, proibido de ingressar no Palácio Ducal na Itália, foi interrogado várias vezes, foi preso, foi torturado, e não havendo nada de prova contra ele foi libertado. A partir dessa experiência, Maquiavel começa a refletir sobre a tirania, bem como resistir à tirania. Seu objeto é o estado real para a conservação da ordem vigente

No inicio da modernidade, o pensamento político sofre uma profunda revolução com o pensamento de Maquiavel. Ele rejeita toda a filosofia política anterior que estava direcionada ao modo de governar. Em sua obra O príncipe, Maquiavel procurou mostrar a verdade efetiva dos fatos, bem como se da de fato a conquista e a manutenção do poder. Para Maquiavel o poder esta distante da ética, ao menos no sentido da teoria política grega.

Maquiavel pode ser considerado o precursor da ciência política, tendo em vista vários aspectos, porem o mais relevante talvez seja o fato do mesmo ser o solo da ação dos governantes. Foi Maquiavel quem primeiro empregou o termo Estado no pensamento político. Maquiavel procurou introduzir a reflexão sobre a "liberdade", bem como a relação do governo com a liberdade do povo. Propunha uma república que considera-se a universalidade dos cidadãos, ou seja, uma ampla participação dos cidadãos no governo.

Acredita no poder da democracia, afirma que a principal arma da republica é o seu povo cuja vida e atividade, bem como sua contínua renovação, devem ser sempre preservadas, dentro de uma constituição aberta e que promova a convergência de todos os segmentos da sociedade rumo aos fins do Estado. Mas para que isso aconteça é fundamental que a republica seja alicerçada na igualdade.Nesse sentido Maquiavel pode ser considerado o precursor da ciência política, por ser uns dos primeiros a refletir sobre o papel do estado face ao pensamento político.

Tudo o que está acontecendo na política hoje tem uma forte relação com o que Maquiavel escreveu. É como se os escritos de Maquiavel servisse de regulamento para os políticos. Talvez se Maquiavel não tivesse existido o mundo seria o mesmo, porque Maquiavel não predispôs o sistema político futuro e sim analisou somente o presente, que não era muito diferente de hoje.

Maquiavel pode ser considerado o precursor da ciência política pelo fato de ter adentrado em temas nunca antes expostos na literatura, em relação à formação e as ações do agente público. Maquiavel foi ousado em dizer, de forma explícita, a maneira como deve comportar-se o homem público para manter-se no poder, ainda que a obra tenha causado espanto por ter dito tão claramente os mecanismos a serem usados pelos políticos.

A busca e a manutenção do poder foram tratadas detalhadamente por Maquiavel, a ponto de ser considerada a referida obra, a bíblia de muitos políticos ao longo da evolução da sociedade. Importante dizer que a obra apesar de escrita por volta de 1500, até os dias atuais os ensinamentos de Maquiavel são estudados por políticos, como também no meio acadêmico, sendo que nenhuma obra alcançou tamanho vulto quanto a obra em tela.

Precursor sim foi Maquiavel, pois até então a sociedade velava opiniões sobre as atitudes dos homens públicos e sequer discutia o comportamento daqueles que faziam do Estado um bem seu. Denota-se que Maquiavel também foi precursor na maneira sarcástica de evidenciar os comportamentos dos políticos que buscam o poder, de forma que tão suave e tranqüila que se quer há maiores incômodos para esses homens.

Autor do século XVI, renascentista, escreveu o livro chamado de o príncipe, onde apresenta a política como ela é, como um político deve agir para se manter no poder. Nesta obra Maquiavel aborda como se conquista o poder e como agir para se manter no poder. Ressalva que o conflito é inerente aos seres humanos. Em seus escritos Maquiavel apresenta a realidade o governante para se manter no poder. O poder gera conflitos, assim Maquiavel alerta que para governar é necessário astúcia e estratégias.

 
Avalie este artigo:
(4 de 5)
10 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Robson Stigar
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Licenciado em Ciências Religiosas; Licenciado em Filosofia; Bacharel em Teologia; Aperfeiçoamento em Sociologia Politica; Especialização em História do Brasil; Especialização em Ensino Religioso; Especialização em Psicopedagogia; Especialização em Educação, Tecnologia e Sociedade; Especialização em...
Membro desde janeiro de 2008
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: