Literatura Infantil
 
Literatura Infantil
 


UNIDERP INTERATIVACURSO DE PEDAGOGIA  2º SEMESTRE

LABORATÓRIO INTEGRADO DE ATIVIDADES PRÁTICAS II

LITERATURA INFANTIL

Roberta Killer                                                                                           RESUMO

O conceito de literatura infantil é bastante discutido entre os estudiosos do assunto, vários autores. A literatura infantil é destinada especialmente às crianças entre dois a dez anos de idade. O conteúdo de uma obra infantil precisa ser de fácil entendimento pela criança que a lê, seja por si mesma, ou com a ajuda de uma pessoa mais velha. Além disso, precisa ser interessante e, acima de tudo, estimular a criança. As obras literárias apresentam um significado educativo, ou seja, pedagógico e político. Pois ela pode acabar se tornando simplesmente um meio de transmitir valores e conseqüentemente perdendo suas características de literatura. Para tanto devemos estudar os vários autores e seus pontos de vista para entender o papel da literatura infantil junto à atuação docente e entender seus conceitos.PALAVRAS CHAVE-Literatura Infantil. Crianças. Conceito. Docência

INTRODUÇÃO

A literatura infantil e seus conceitos, a literatura infantil no Brasil e a literatura infantil e a escola.É destinada especialmente às crianças entre dois a dez anos de idade. O conteúdo de uma obra infantil precisa ser de fácil entendimento pela criança que a lê, seja por si mesma, ou com a ajuda de uma pessoa mais velha. Além disso, precisa ser interessante e, acima de tudo, estimular a criança. Os primeiros livros direcionados as crianças foram feitos por professores e pedagogos no final do século XVII, com o objetivo de passar valores e criar hábitos. Atualmente a literatura infantil não tem só este objetivo, hoje também é usada para propiciar uma nova visão da realidade, diversão e lazer.SIGNIFICADO DA LITERATURAA palavra Literatura vem do latim "litterae" que significa "letras", e possivelmente uma tradução do grego "grammatikee". Em latim, literatura significa uma instrução ou um conjunto de saberes ou habilidades de escrever e ler bem, e se relaciona com as artes da gramática, da retórica e da poética. Por extensão, se refere especificamente à arte ou ofício de escrever de forma artística. O termo Literatura também é usado como referência a um corpo ou um conjunto escolhido de textos como, por exemplo, a literatura médica, a literatura inglesa, literatura portuguesa, etc."A literatura, e em especial a infantil, tem uma tarefa fundamental a cumprir nesta sociedade em transformação: a de servir como agente de formação, seja no espontâneo convívio leitor/livro, seja no diálogo leitor/texto estimulado pela escola" (Nelly Novaes Coelho).SOBRE A LITERATURA

A obra literária tem significado pedagógico e político? O romance também se constitui em objeto da análise e reflexão política?A prática docente indica respostas positivas às questões formuladas. Nas disciplinas em que atuamos, utilizamos obras literárias enquanto objeto de apoio para análise ou contextualização política e sociológica. Enquanto recurso didático-pedagógico, os resultados têm sido animadores. Contudo, a adoção da literatura neste contexto deve-se muito mais à intuição e iniciativas influenciadas por educadores críticos e libertários.Partimos do pressuposto de que a obra literária possui significado político-pedagógico e contribui para elucidar a realidade social na qual tanto educadores quanto educando se encontram inseridos. Adotamos a hipótese de que a prática docente é algo que se encontra em construção permanente, tanto no que diz respeito ao aprofundamento dos conteúdos quanto aos aspectos relacionados à atuação direta com os discentes.A literatura pode se constituir em fator de aperfeiçoamento educativo. Trata-se de saber quais as obras que melhor cumprem este papel e permitem um vínculo direto entre literatura e a atuação docente. Isto pressupõe a leitura e a análise política-sociológica das obras literárias, permitindo ao docente orientar e dialogar com os discentes sobre as mesmas e o seu significado para as disciplinas, a formação acadêmica e a vida. Dessa forma, nos propomos a identificar, ler e refletir sobre as obras literárias capazes de cumprir este objetivo, e também a bibliografia sobre as mesmas. É este o nosso foco."Literatura Infantil são os livros que têm a capacidade de provocar a emoção, o prazer, o entretenimento, a fantasia, a identificação e o interesse da criançada.(Léu Cunha).LITERATURA INFANTIL

A literatura infantil é destinada especialmente às crianças entre dois a dez anos de idade. O conteúdo de uma obra infantil precisa ser de fácil entendimento pela criança que a lê, seja por si mesma, ou com a ajuda de uma pessoa mais velha. Além disso, precisa ser interessante e, acima de tudo, estimular a criança. Os primeiros livros direcionados as crianças foram feitos por professores e pedagogos no final do século XVII, com o objetivo de passar valores e criar hábitos. Atualmente a literatura infantil não tem só este objetivo, hoje também é usada para propiciar uma nova visão da realidade, diversão e lazer.Obras literárias destinadas às crianças com dois a quatro anos de idade possuem apenas grupos de palavras e/ou poucas e simples frases. Aqui, livros são coloridos e/ou possuem muitas imagens e/ou fotos, tanto porque criança está apenas começando a aprender a ler, bem como estimula a criança por mais livros/histórias.Livros dedicados a leitores entre quatro a seis anos apresentam maiores grupos de palavras organizados em um texto, sem abrir mão de estímulos visuais mencionados acima. Aqui podem ser incluídos algumas histórias em quadrinhos, como a Turma da Mônica, por exemplo.Já obras literárias feitas para crianças entre sete a dez anos começam a possuir cada vez menos cores e imagens, e apresentando textos cada vez maiores e fatos cada vez mais complicados e explicativos, uma vez que o jovem leitor, agora já em fase escolar, é estimulado a encontrar respostas por ele mesmo - o começo da racionalização.Quase toda obra literária infantil possui algumas características em comum, embora exceções existam:*Ausência de temas adultos e/ou não apropriados a crianças. Isto inclui guerras, crimes hediondos e drogas, por exemplo.*São relativamente curtos - não possuem mais do que 80 a 100 páginas.*Presença de estímulos visuais (cores, imagens, fotos, etc).*Escrito em uma linguagem simples, apresentando um fato ou uma história de maneira clara.*São de caráter didático, ensinando ao jovem leitor regras da sociedade e/ou comportamentos sociais.No caso de obras fictícias (novelas, histórias)*Possuem mais diálogos e diferentes acontecimentos, com poucas descrições.*Crianças são os principais personagens da história*Possuem um final feliz.

SIGNIFICADO POLÍTICO - PEDAGÓGICO DA LITERATURA

As obras literárias apresentam um significado educativo, ou seja, pedagógico e político. Os estudos universitários sobre os fenômenos educativos não necessariamente devem incidir sobre as concepções científicas e filosóficas ou mesmo sobre a prática pedagógica. Um significado educativo pode estar presente em uma obra de arte como uma pintura, uma poesia, uma música, uma peça teatral ou um romance. Como manifestação artística, o romance compõe o espaço público no mundo moderno e ao lado de inúmeras outras modalidades de comunicação intersubjetiva contribui também para a reflexão e para a formação de opinião. Como gênero literário um significado que pode ser-lhe atribuído é o de meio de elucidação pedagógica para a tematização pública das representações e das práticas, presentes ou pretéritas, que bloqueiam ou viabilizam a emancipação humana.

A LITERATURA INFANTIL E A ESCOLAComo já foi dito, os primeiros livros infantis foram escritos por pedagogos e professores com o objetivo de estabelecer padrões comportamentais exigidos pela sociedade burguesia que se estabelecia. A relação entre literatura e a escola é forte desde o início até hoje. Diversos estudiosos defendem o uso do livro em sala de aula, mas atualmente o objetivo não é transmitir os valores da sociedade e sim propiciar uma nova visão da realidade. "... a escola é, hoje, o espaço privilegiado, em que deverão ser lançadas as bases para a formação do indivíduo. E, nesse espaço, privilegiamos os estudos literários, pois, de maneira mais abrangente do que quaisquer outros, eles estimulam o exercício da mente; a percepção do real em suas múltiplas significações; a consciência do eu em relação ao outro; a leitura do mundo em seus vários níveis e, principalmente, dinamizam o estudo e conhecimento da língua, da expressão verbal significativa e consciente - condição sine qua non para a plena realidade do ser." 1 "A literatura infantil torna-se, deste modo, imprescindível. Os professores dos primeiros anos da escola fundamental devem trabalhar diariamente com a literatura pois esta se constitui em material indispensável, que aflora a criatividade infantil e desperta as veias artísticas da criança. Nessa faixa etária, os livros de literatura devem ser oferecidos às crianças, através de uma espécie de caleidoscópio de sentimentos e emoções que favoreçam a proliferação do gosto pela literatura, enquanto forma de lazer e diversão" 2Ainda assim podemos ver o sentido pedagógico atribuído à literatura infantil (estimular o exercício da mente, despertar a criatividade...). O que importa, entretanto, é ver que o livro pode ser um objeto para que a criança reflita sua própria condição pessoal (e a imagem projetada nela pelo adulto) e a sociedade em que vive. LITERATURA INFANTO  JUVENIL

A literatura infanto-juvenil é um ramo da literatura, dedicada especialmente às crianças e jovens adolescentes. Isto incluem histórias fictícias infantis e juvenis, biografias, novelas, poemas, obras folclóricas e/ou culturais ou simplesmente obras contendo/explicando fatos da vida real (ex: artes, ciências, matemática, etc).Naturalmente, o conteúdo dentro de uma obra infanto-juvenil depende da idade do leitor; enquanto obras literárias destinadas a crianças de dois a quatro anos de idade são quase sempre constituídas de poucas palavras e são muito coloridas e/ou possuem muitas imagens e fotos, obras literárias destinadas ao jovem adolescente muitas vezes contêm apenas texto.LITERATURA JUVENILA literatura juvenil é um ramo da literatura dedicada a leitores entre dez a quinze anos de idade. Fatos comuns a obras literárias juvenis em geral incluem:" Geralmente, apresentam temas de interesse ao jovem adolescente, muitas vezes controversos, como sexo, violência, drogas, relacionamentos amorosos, etc. " Personagens, especialmente protagonistas, da mesma faixa etária dos leitores " Podem possuir imagens e fotos, mas não necessariamente; são basicamente constituídas de texto. " Obras literárias juvenis geralmente apresentam um número maior de páginas, podendo alcançar 200 a 300 páginas em vários casos. OBRAS INFANTO  JUVENIS FAMOSAS" A Bela e a Fera " Harry Potter " O Jardim Secreto " O Mágico de Oz " Pinóquio " Senhor dos Anéis " Nárnia " Fronteiras do Universo " Alice no País das Maravilhas CONCLUSÃO

Mais produtivo do que tentar definir Literatura talvez seja encontrar um caminho para decidir o que torna um texto, em sentido lato, literário. A definição de literatura está comumente associada à idéia de estética, ou melhor, da ocorrência de algum procedimento estético. Um texto é literário, portanto, quando consegue produzir um efeito estético e quando proporciona uma sensação de prazer e emoção no receptor. A própria natureza do caráter estético, contudo, reconduz à dificuldade de elaborar alguma definição verdadeiramente estável para o texto literário. Para simplificar, pode-se exemplificar através de uma comparação por oposição. Vamos opor o texto científico ao texto artístico: o texto científico emprega as palavras sem preocupação com a beleza, o efeito emocional. No texto artístico,ao contrário, essa será a preocupação maior do artista. É óbvio que também o escritor busca instruir, e perpassar ao leitor uma determinada idéia; mas, diferentemente do texto científico, o texto literário une essa instrução à necessidade estética que toda obra de arte exige. O texto científico emprega as palavras no seu sentido dicionarizado, denotativamente, enquanto o texto artístico busca empregar as palavras com liberdade, preferindo o seu sentido conotativo, figurado. O texto literário é, portanto, aquele que pretende emocionar e que, para isso, emprega a língua com liberdade e beleza, utilizando-se, muitas vezes, do sentido metafórico das palavras.REFERÊNCIASBONNICI, Thomas e ZOLIN, Lúcia Osana (Orgs.) (2003). Teoria literária: abordagens históricas e tendências contemporâneas. Maringá: Eduem. CANDIDO, Antonio (1986). Direitos Humanos e Literatura. In: Direitos Humanos e.... São Paulo: Brasiliense, pp. 107-126. CANDIDO, Antonio (2000). Literatura e Sociedade. São Paulo: T. A. Quieroz; Publifolha. CHARTIER, Roger (1999). A ordem dos livros: leitores, autores e bibliotecas na Europa entre os séculos XIV e XVIII. Brasília: Editora da UnB, 1999. CHARTIER, Roger. Práticas de leitura. (1985) São Paulo: Estação Liberdade. COELHO, Nelly Navaes. Literatura Infantil: teoria, análise, didática. São Paulo: Moderna, 2000. (páginas 16 e 58).CUNHA, Leo. Literatura Infantil e Juvenil. In: Formas e Expressões do Conhecimento. Minas Gerais: Ed. UFMG, 1998.GOLDMANN, Lucien (1967). Sociologia do romance. Rio de Janeiro: Paz e Terra. DINORAH, Maria. O livro infantil e a formação do leitor. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.PALO, Maria José e OLIVEIRA, Maria Rosa D. Literatura Infantil  Voz de Criança. São Paulo: Ática, 1986.PIRES, Diléia Helena de Oliveira. Livro...Eterno Livro... In: Releitura. Belo Horizonte: março de 2000, vol. 14.

 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também