LIMITAÇÃO DE VELOCIDADE DOS VEÍCULOS 

            Como entender um país cuja legislação prevê limitação de velocidade de veículos nas vias das cidades, de 60 a 100 km/h em média, nas estradas de 80 a 120 km/h, e ao mesmo tempo montadoras fabricando carros com potência de motor no mínimo 1,5 vez superior ao permitido.

O carro com motor 1.0 fabricado no Brasil, na média, alcança pelo menos 140 km/h. Só estou falando dos veículos menos potentes do mercado, nesse sentido, o Brasil poderia dar um exemplo para o mundo e instituir no país, através de lei, a limitação de velocidade dos motores veiculares, de forma que todos os veículos fossem produzidos para que não ultrapassassem 120 km/h. Isso contribuiria e muito para a diminuição no número de acidentes envolvendo veículos automotivos, pois é sabido e notório que na maioria das vezes as mortes e os graves acidentes ocorrem devido ao excesso de velocidade, corroborados pelas montadoras.

            Obviamente que eu mesmo considero essa possibilidade uma utopia, haja vista que, primeiramente a esmagadora maioria da população não aprovaria essa proposta, segundo, as montadoras de automóveis, são a meu ver uma das forças ocultas que determina a política da República, junto com os grandes grupos de comunicação, os Bancos e as Construtoras.

Esses grupos poderosos têm o poder de financiar campanha política dos detentores do poder emanados pelo povo. Posteriormente, eleitos sendo, fazem lobby para que seus interesses sejam observados. É por essas e outras, que a proposta supramencionada faz parte do rol de projetos dos homens de boa-fé, que estão no imaginário de um mundo quase perfeito, mas que jamais sairão do papel.

Revisado por Editor do Webartigos.com