Injustiça Social
 
Injustiça Social
 


A concentração de renda é a principal causa da injustiça social existente no Brasil. Enquanto uma minoria da população tem acesso a todos os bens que desejam, sejam eles necessários para sua sobrevivência ou não, a outra parte da população mal tem condições para se alimentar decentemente.
Cristovam Buarque, em seu livro ?Os Instrangeiros?, dá um exemplo de como a injustiça social o afetou quando criança. Em seu artigo ?Presente de Natal?, o autor nos mostra a realidade da desigualdade vista com outros olhos. A questão abordada é que enquanto ele, que pertencia a uma família de classe média, ganhava bons presentes no natal, seus amigos que eram de classes menos favorecidas não recebiam nada. Desde cedo percebeu, como cita em seu livro, a injustiça na generosidade do Papai Noel para os ricos e sua insensibilidade diante da escassez da alegria das crianças pobres. O autor nos faz abrir os olhos para o mundo, para o egoísmo não só do governo, mas de nós mesmos, nos mostra que a mudança deve começar pela percepção da injustiça e que a culpa pela desigualdade dos presentes não é do Papai Noel e sim, de quem fez o mundo desigual, ou seja, os adultos, e conclui: ?É também para melhorar a vida de cada criança rica do Brasil que precisamos garantir que não haja pobreza para nenhuma criança brasileira.? (Cristovam Buarque, Os Instrangeiros, pág. 17)
A gravidade do caso se atenua quando constatamos que o caso dos presentes de natal é apenas uma forma que o autor encontrou de amenizar o impacto que a injustiça social exerce no nosso cotidiano. A pior forma de injustiça social não está nos presentes, mas sim, na fome e na miséria que assola sem piedade nosso país. É de se espantar o fato de que em uma sociedade civilizada ainda há pessoas morrendo de fome. O ato de alimentar-se que é uma rotina que passa batida pra uns, para outros é uma luta diária e ininterrupta que só terá fim quando a população conseguir enxergar a desigualdade, primeiramente, nos presentes de natal e mais adiante da sociedade como um todo.
 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
12 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Cursando Ciências Econômicas na UFPE.
Membro desde maio de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: