Inglês - Sons e Escrita
 
Inglês - Sons e Escrita
 


SONS E ESCRITA

Sons e EscritaÉ importante noter que a escrita de uma palavra não é sempre uma expressão exata de como ela é pronunciada. Similarmente a pronúncia de uma palavra também não é sempre muito útil quando tentamos escrever a palavra.Existem 26 letras no alfabeto Inglês, mas existem muito mais sons na língua inglesa. Isso significa que o número de sons em uma palavra não é exatamente o número de letras.Por exemplo a palavra 'CAT' tem três letras e três sons, mas a palavra 'CATCH' tem cinco letras mas o mesmo número de sons de 'CAT', ou seja, três sons.Se escrevermos as palavras usando os símbolos sonoros, nós poderemos ver exatamente quantos sons diferentes elas possuem.CAT is written /k æ t/CATCH is written /k æ §/Em 'CATCH' as três letras TCH são um son representado por um símbolo fonético /§/DIFERENÇAS DE PRONÚNCIA ENTRE PORTUGUÊS E INGLÊS:Diferentes línguas podem ser dois códigos de comunicação totalmente diferentes; ou, em alguns casos, até mesmo concepções diferentes de interação humana como resultado de profundas diferenças culturais. Este é, por exemplo, o caso do idioma japonês, quando comparado a qualquer uma das línguas européias. É necessário ter uma mente japonesa, dizem, para se poder falar japonês corretamente - o que sem dúvida é verdade.Felizmente as diferenças entre português e inglês não são tão profundas. Devido a origens comuns - a cultura grega, o Império Romano e seu idioma, a religião Cristã, etc. - todas as culturas européias e suas línguas podem ser consideradas muito próximas no contexto amplo das línguas do mundo. Poderíamos, por exemplo, dizer que a língua espanhola é quase irmã gêmea do português; a língua italiana, sua meia-irmã; o francês, seu primo; e o inglês, talvez um primo de segundo grau.Além das origens comuns que diminuem diferenças culturais, semelhanças lingüísticas entre inglês e português ocorrem predominantemente apenas no plano de vocabulário, quando na forma escrita. Estruturação de frases e, especialmente pronúncia, apresentam profundos contrastes. Numa análise superficial das diferenças no plano da pronúncia, podemos relacionar as seguintes diferenças:CORRELAÇÃO PRONÚNCIA x ORTOGRAFIA: A primeira grande dificuldade que logo salta aos olhos (e aos ouvidos) do aluno principiante, é a difícil interpretação oral das palavras escritas em inglês. No português, a interpretação oral de cada letra é relativamente clara e constante e, no espanhol, é quase perfeita esta correlação. No inglês, entretanto, não apenas é pouco clara e às vezes até muda, como altamente irregular. Ex: literature [lItrYtshuwr], circuit [sYrkYt].RELAÇÃO VOGAIS x CONSOANTES: O inglês faz um uso do sistema articulatório e exige um esforço muscular e uma movimentação de seus órgãos, especialmente da língua, significativamente diferentes, quando comparado à fonética do português. A articulação de muitos sons do inglês bem como de outras línguas de origem germânica, pode ser facilmente classificada como sendo de natureza difícil. Isto está provavelmente relacionado ao fato de que o inglês é rico na ocorrência de consoantes enquanto que o português é abundante na ocorrência de vogais e combinações de vogais (ditongos e tritongos). Ex: December is the twelfth month of the year. / Eu vou ao Uruguai e o Áureo ao Piauí. / Eu sou europeu.SINALIZAÇÃO FONÉTICA: O inglês é uma língua mais econômica em sílabas do que o português. O número de palavras monossilábicas é muito superior quando comparado ao português. Ex:beer / cer-ve-jabook / li-vrocar / car-rodream / so-nho head / ca-be-çahouse / ca-samilk / lei-tespeak / fa-lar trip / vi-a-gemwhite / bran-cowife / es-po-sawrite / es-cre-verAlém disso, a média geral de sílabas por palavra é inferior, pois mesmo palavras polissilábicas e de origem comum, quando comparadas entre os dois idiomas, mostram uma clara tendência a redução em inglês. Ex:gram-mar / gra-má-ti-camo-dern / mo-der-nona-ture / na-tu-re-zate-le-phone / te-le-fo-ne com-pu-ter / com-pu-ta-dorprin-ter / im-pres-so-raair-plane / a-vi-ãopsy-cho-lo-gy / psi-co-lo-gi-aEm frases, este fenômeno tende a aumentar. Ex:Let's-work (2 sílabas)I-like-be-er (4 sílabas)How-old-are you? (4 sílabas)I-want-cof-fee-with-milk (6 sílabas)Did-you-watch-that-mo-vie? (6 sílabas) Va-mos-tra-ba-lhar (5 sílabas)Eu-gos-to-de-cer-ve-ja (7 sílabas)Quan-tos-a-nos-vo-cê-tem? (7sílabas)Eu-que-ro-ca-fé-com-lei-te (8 sílabas)Vo-cê-as-sis-tiu-à-que-le-fil-me? (10 sílabas)Estudos de fonoaudiologia demonstram que a baixa média de sílabas por palavra do inglês se traduz numa dificuldade maior de percepção por oferecer uma menor sinalização fonética bem como menos tempo para decodificar a informação. Isto se traduz também num grau de tolerância inferior para com desvios de pronúncia.NÚMERO DE FONEMAS: Outra diferença fundamental é encontrada no número de fonemas vogais. Devido à economia no uso de sílabas, o inglês precisa de um número maior de sons vogais para diferenciar as inúmeras palavras monossilábicas. Enquanto que português apresenta um inventário de 7 vogais (não incluindo as variações nasais), no inglês norte-americano identifica-se facilmente a existência de 11 fonemas vogais. Logicamente a percepção e a produção de um número maior de vogais do que aquelas com que estamos acostumados em português, representará uma grande dificuldade. Encontra-se também diferenças no plano dos sons consoantes. Além de rico na ocorrência de consoantes, o inglês possui um número maior de fonemas consoantes. Estudos fonológicos normalmente classificam 24 consoantes em inglês contra 19 no português. Além disso, consoantes em inglês podem ocorrer em posições que não ocorreriam em português.ACENTUAÇÃO TÔNICA: Acentuação tônica de palavras é outro aspecto que representa um contraste importante entre português e inglês. A forma predominante de acentuação tônica de uma língua influi significativamente na sua característica sonora. Enquanto que em português encontramos apenas 3 tipos de acentuação tônica - oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas, - sendo que a acentuação paroxítona é a predominante, em inglês encontramos pelo menos 5 tipos de acentuação tônica e nenhuma predominante. Ou seja, a pronúncia é muito mais aleatória e imprevisível. Somente o listening pode prover instrumentos para o desenvolvimento adequado da fonologia da língua.RITMO: O ritmo da fala também é uma característica importante da língua. Enquanto que o português é uma língua syllable-timed, onde cada sílaba é pronunciada com certa clareza, o inglês é stress-timed, resultando numa compactação de sílabas, produzindo contrações e exibindo um fenômeno de redução de vogais como conseqüência. www.inglesagora.com
 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
7 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Raphael Silveira
Talvez você goste destes artigos também