ANDRÉ CRISTIANO COSTA SILVA

GEOVANIO VICENTE DE LIMA

JHONATAN RODRIGUES SANTOS

KAROLINE DE MELO BORGES

HISTÓRIA DO JIU-JITSU E SUA PRÁTICA

RESUMO

O jiu-jitsu é uma arte marcial que foi desenvolvida à milhões de anos trazendo consigo sua evolução e a eficiências dos golpes e suas técnicas, proporcionando eficiência em termos de competição para atletas e todo tipo de pessoa que a pratica. Aprática do jiu-jitsu é considerado um esporte, hoje em dia ajudando em diversos campos da vida, tanto no aspecto social, psicológico, adquirindo uma melhor saúde e vida profissional do indivíduo etc. Neste estudo a temática apresentada procurará responder a problemática embasada em conferir como os exercícios físicos podem contribuir para pessoas de diversos tipos de gênero? Além de verificar como os exercícios físicos contribuem para qualidade de vida para pessoas que praticam jiu-jitsu, averiguar os exercícios físicos indicados para pessoas que praticam jiu-jitsu, assim como identificar os benefícios dos exercícios físicos advindos do jiu-jitsu de seus praticantes, obtendo respostas para estas indagações. Este trabalho de pesquisa busca apresentar o resultado de sua investigação sobre a temática escolhida, exercícios físicos do jiu-jitsu, realizando a mesma por meio de uma pesquisa bibliográfica, utilizando como fonte de pesquisa, artigos científicos, revista cientifica, revista brasileira de prescrição e fisiologia, Efdeportes, Redfoco, Lilacs, biblioteca virtual em saúde (BVS). Sendo a análise de dados de forma descritiva. Após a avaliação e estudos dos autores e averiguadas as propostas, pode ser constatado que o jiu-jitsu pode trazer prejuízos acentuados à saúde geral do indivíduo. Os exercícios físicos ocasionam uma melhora na saúde, diminuição da ansiedade e depressão, maior convívio social, melhora da autoconfiança, autoestima, aptidão física, etc. Pessoas que buscam os exercícios físicos para melhorar a saúde, conseguem ter uma harmonia em relação à vida familiar e profissional, fazendo com que haja uma melhora na qualidade de vida. Assim nesta direção de estudo, sobre a temática em questão, pode se colocar que os objetivos foram atingidos, informando o que é o jiu-jitsu e quais são suas práticas, e como os exercícios físicos auxiliam em uma melhora da saúde, tanto físico, social e principalmente no psicológico do indivíduo, procurando beneficiar a toda a sociedade para um entendimento sobre os exercícios físicos em casos da prática do jiu-jitsu.

PALAVRAS-CHAVES: Técnicas, Jiu-Jitsu, Saúde.

INTRODUÇÃO

De acordo com (GURGEL, 2002), o jiu-jitsu teve seu princípio associado ao Budismo, onde pessoas religiosas eram responsáveis por sua propagação, mal sabiam que desenvolveria uma grande Arte Marcial por monges Budistas, considerados homens de grande doutrina que propunham a libertação dos sofrimentos da mente e do corpode extrema sabedoria, e coração gentilpor coisas vivas da natureza. Esses monges realizavam suas peregrinações em longos caminhos às cidades mais próximas e pelo interior da Índia propagando sua religiosidade por onde passavam, no intuito de aumentar o número de pessoas interessadas na sua religião Budista e mostrando também seus conhecimentos do seu modo de viverpara algo voltado a uma boa saúde, e mostrando assim seus conhecimentos de medicina em sua época.

Ainda relata o autor exposto a cima que,os monges não faziam o uso de armas por sua rigorosa doutrina Budista, eram frequentemente abordados por ladrões das tribos Mongóis e saqueados constantemente e roubavam tudo o que tinham, com essa frequênciadesses problemas que ocorriam de roubos no caminho até a cidades, incomodado com essas situação começaram a pensa em uma forma de isso acabar.

Segundo (SOUZA E SOUZA, 2005), com os conhecimentos baseados do corpo humano e da física os budistas começaram a surgir ideias como, a de luta como defesa por suas facilidades de conhecer alguns movimentos do corpo como: flexão, torções, mobilização, força, equilíbrio, centro da gravidade e defesa pessoal, e não precisavam fazer o uso de quaisquer tipo de arma usavam só a técnica da luta que foi desenvolvida para e mobilizar os ladrõesusando como legítima defesa os métodos budistas.

De acordo com o autor exposto acima para considerar e comparar sem dúvidaso seu desenvolvimento de sua Arte Marcial mais completa e eficiente onde não agredia, só os dominavam e imobilizavam, com o nome de Jiu-Jitsu que significa “Arte Suave”.

Com tempo começaram a espalhar e expandir pela Ásia surgindo diversos tipos de lutas como o Sumô, totalmente o oposto do jiu-jitsu, onde usa todo o seu peso corporal e força para derrotar os seus oponentes com vários estilos reais de luta consagrado no combate, (SOUZA E SOUZA, 2005).

Para (ROBBE, 2006), o jiu-jitsu do século XXI não só deu uma alavancada como também se enraizou no Brasil pelo grande mestre Matsuyo Maeda estabelecendo uma grande amizade com Gastão Gracie, homem muito importante no meio político ensinar as técnicas do jiu-jitsu japonês e judô que dominava perfeitamente à um dos seuscinco filhos de Gastão Gracie o Carlos Gracie que absorveu todas as técnicas ensinadas, com passar do tempo já começava a ministrar aulas de jiu-jitsu para alguns alunos,

De acordo com os autores exposto a cima, Hélio Gracie como sofria de vertigens e frequentes desmaios na escola em sala de aula, motivos onde levou à retira-lo da escola, tento mais tempo de acompanhar as aulas ministrada de seu irmão Carlos Gracie, após alguns anos Hélio Gracie já sabia repetir todos os movimentos da técnica que Carlos passava para seus alunos.

Carlos Gracie se atrasou para ministrar às aulas para os alunos, em forma de desculpas do atraso de seu irmão Hélio Gracie deu aula em seu lugar, os alunos gostaram tanto que continuaram a fazer aulas só com ele, modificando as técnicas, à metodologia e suas estratégias do jiu-jitsu japonês e judô, aprimorando ainda mais às técnicas de jiu-jitsu favorecendo seu biótipo fraco e franzino e baixa estatura, onde que a técnica possibilita vencer seus oponentes mesmo sento mais fortes e pesados Surgindo então o Brazilian jiu-jitsu com técnicas adaptadas ao seu estilos e reconhecido ao ponto que Hélio Gracie desenvolveria Federações Brasileira de jiu-jitsu, e oficializando regras para futuros campeonatos.

Segundo(BERG, KRISTIAN,  2012), antes o jiu-jitsuera praticado somente  por pessoas de alta sociedade, ao longo do tempo teve um crescimento ainda maior em sua arte marcial passando ser como esporte profissional e de forma educativa, com diversos fatores benéficos para manter boa saúde, logo após expandindo e chegando em academias de musculação como um tipo a mais de modalidade, se tornando uma profissão e quebrando grandes barreiras de preconceito podendo ser praticado por todos os tipos de pessoas, de modo que o professor de jiu-jitsu sabe separar aqueles que querem praticar a arte-suave, aqueles que querem praticar no intuído de ser um lutador de jiu-jitsu competitivo profissional.

Os autores acima citado ainda relata os benefícios físicos e psicológicos que o jiu-jitsu proporciona, podendo-se citar: alongamentos - eliminando a dor e as lesões, aptidão física, músculos mais fortes, coordenação motora, equilíbrio, agilidade, destreza, disciplina e adquirindo aprendizado dentro do tatame como forma de ensinamentos da liderança e compreensão, da lealdade, autocontrole, foco, e sua melhora da autoestima e confiança levando para sua vida.

Ainda de acordo com (GOMES DA SILVA, 2012), aprender a técnica do jiu-jitsu não somente ajudará como motivo de defesa pessoal, mas melhorando o seu modo de vida, incluindo grande melhoria em diversos motivos sabendo viver em aspetos de ambiente diferentes, e adquirindo sua melhora de memorizar às técnicas passada nos dias de treinos, motivo que o cérebro não ficará apenas com as tarefas normais do dia a dia do ser humano, mas terá que trabalhar bem para que corresponda às atividades físicas como à do jiu-jitsu.

A presente pesquisa procurará responder a seguinte problemática: de que maneira o Jiu-Jitsu pode contribuir para a melhora da qualidade de vida de seus praticantes?

O objetivo geral do trabalho é apresentar de que maneira o jiu-jitsu pode contribuir para a melhora da qualidade de vida de seus praticantes. Já os objetivos específicos são: Identificar os benefícios e malefícios advindos do jiu-jitsu junto aos seus praticantes; averiguar os aspectos psicológicos afetados pela prática do jiu-jitsu; verificar qual o perfil dos praticantes de jiu-jitsu.

Como relevância do ponto de vista social, apresenta-se a importância da prática de atividade física, dentre elas o jiu-jitsu, observar que é um esporte praticado em todas as faixas etárias, que proporciona bem estar, confiança, concentração, alivio do stress e da ansiedade, competitividade, sociabilidade.

Já no que se refere à relevância científica, este estudo proporcionará aos profissionais da área da Educação Física, além de um maior conhecimento sobre a temática em questão, poderá abrir caminhos para novas pesquisas, incentivar os profissionais a conhecer melhor o esporte, ampliar seu conhecimento sobre a fisiologia do exercício, cinesiologia e biomecânica.

Tendo como hipótese deste presente trabalho, que o jiu-jitsu pode desenvolver no indivíduo uma autoestima melhor, procurando se relacionar melhor com as outras pessoas, buscando ainda com a prática de uma arte marcial o desenvolvimento de corpo, mente saudáveis e com melhor aproveitamento das potencialidades que o esporte proporciona.

O presente trabalho foi desenvolvido com o intuito de apresentar a temática pautada a respeito das considerações sobre a prática regular e atividade do jiu-jitsu.

Revisado por Editor do Webartigos.com