Gestão Escolar Participativa
 
Gestão Escolar Participativa
 


Associação de Ensino Superior da Amazônia

Faculdade de Ciências Humana Exatas e Letras de Rondônia

Síndrome de Down

Porto Velho-2008

Associação de Ensino Superior da Amazônia
Faculdade de Ciências Humana Exatas e Letras de Rondônia

GESTÃO DA UNIDADE ESCOLAR

Porto Velho-2008

INDRODUÇÃO

Nesse projeto apresentamos a participação educacional da gestão escolar propondo profundas mudanças no papel escolar. Centralizando especialmente a propostas da democratização escolar e com a realidade da possibilidade dos planejamentos da ação ampliando as discussões entre direção, alunos, professores e pais.
Procedemos à proposta desse projeto a realizar uma pesquisa da gestão escolar propondo o objetivo abordagem da construção de conhecimento que tem como objetivo o estudo da pesquisa da gestão escolar. De acordo com a escola pedagógica em busca de melhoria constatamos que a Escola Estadual Casa de Davi articula-se com a comunidade na busca de melhoria da qualidade do ensino.
Este trabalho tem a intenção de pesquisar como a gestão da escolar articula-se com a comunidade, pois a pesquisa visa não somente a melhoria da vida pessoal de cada (família), tanto da gestão escolar como um todo.
Num determinado momento as condições históricas colocadas nas escolas nos últimos anos, com avanço das políticas educacionais que postulam a descentralizarão da gestão, da unidade escolar passou a receber maior atenção ampliando-se suas responsabilidades na busca da melhoria da qualidade do ensino.
Partindo do principio que cada escola possui uma realidade com a preocupação de garantir a operacionalização do planejamento participativo.
Gestão escolar tem um objetivo de integra à comunidade como um todo para construir uma educação de qualidade, que os múltiplos objetivos e metas que demarcam os horizontes que alimenta o dia a dia do campo da educação.
Enfrentando os desafios, e integrando a comunidade a serem criativos participativos.









5

PROJETO




1. TEMA: Gestão Escolar Participativo.

1.1 SUB - TEMA: Articulação da Gestão e a Comunidade Escolar.

2. PROBLEMAS: Como a Gestão da Escola Casa de Davi, articular-se com a comunidade?

2.1 QUESTÃO A SEREM INVESTIGADA:
a) A comunidade escolar participa da elaboração do Projeto Político Pedagógico da escola.
b) Os pais dos alunos da escola participam da vida escolar dos filhos.
c) A Gestão elabora projetos para atendimento das necessidades da comunidade escolar

3. OBJETIVO GERAL:

- Averiguar os procedimentos da gestão referente aos aspectos da escola.
- Verificar como se desenvolvem a gestão administrativa da Casa de Davi.
- Pesquisar a organização da gestão pedagógica da Escola Casa de Davi.

4. REFERÊNCIAL TEORICO:


4.1 ? COMO SURGIU A ESCOLA:

Segundo Paro em outro paises (França, Inglaterra) quanto na própria América Latina, a exemplo da Argentina, a escola se expandia amplas camadas da população, as coisas no Brasil se davam de forma diferente.


6

Em relação à educação pode se dizer que no Brasil atenhou para um fator tão importante na vida do ser humano...
Pode ser afirmar também que a vista de outros paises tanto na Europa quanto na própria América Latina, a escola crescia, e o ensino fundamental eram recebidos pelas amplas camadas da população, enquanto no Brasil apenas os homens da alta sociedade tinham acesso a esse "privilegio".
Acredita-se que naquela época as mulheres serviam apenas para cuidar das suas famílias, dos deveres domésticos, entre outras coisas, por isso elas quase não era vista em cena social.
Conforme Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE) de 1996 mostram que, se até os anos 80 os homens estavam em vantagem em termos de media de anos de estudo, essa posição invertem nos anos 90. O que significa que elas deram um salto de aproximadamente um ano, enquanto eles avançaram meio ano.
Tal fato só foi possível depois de muitas lutas para que elas conseguissem os lugares na sociedade de uma forma geral.. A mulher lutou não somente para ocupar o seu lugar na sociedade, mas sim para mostrar que tem a mesma capacidade que o homem.
Se tal dado do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) nos mostra que enquanto os homens cresciam meio ano as mulheres metade a mais que eles, isso implica dizer que assim como elas deram um salto significativamente bom no passado, podem fazer melhor ainda no presente e futuro.

4.2 ? A ESCOLA NA SOCIEDADE DO CONHECIMENTO:

Paro dá referencias que ao logo da historia, a escola tem exercido uma função social básica de transmissão do saber sistematizado. As formas de transmissão variam de sociedade para sociedade e ao longo do tempo em cada uma delas. No Brasil de hoje, a função da escola básica de transmitir o saber sistematizado não e um fim em si mesmo mais o meio para atingir a finalidade de desenvolver o educando.
Neste novo milênio a educação apresenta-se numa dupla encruzilhada: de um lado o desempenho do sistema escolar não dado conta da universalização da educação básica de qualidade: de outro, as novas matrizes teórica não apresentam a consistência global necessária para indicar, caminho realmente segura numa época e profunda e rápidas transformações.

7

Que tal situação levou a ser definida hoje como prioridade nos decursos pedagógica a busca pela melhoria da qualidade do ensino. Esses decursos cobra da escola não se bons resultados de aprendizagem dos alunos como também a adequação do que ela ensina, tendo em vista as mudanças que se processam na civilização mundial e na sociedade Brasileira. De todas essas gestões estamos, nesse inicio de um novo século e milênio, com a dupla tarefa de resolver, ao mesmo tempo, problemas de ontem acesso e permanência e de hoje (qualidade de ensino) (PARO; 1999 p21).


Diante de tampo obstáculo para um bom desenvolvimento da educação tal situação levou a ser definida a busca pela melhoria da qualidade de ensino, sendo prioridade no discurso pedagógico.

Tal discurso cobra da escola não somente bons resultados de aprendizagem a que é de grande valor, mas também a adequação do que ela ensina. Não adianta uma escolar querer educar alunos com necessidades especiais se a mesma não estiver capacitada.... Devemos nos preocupar não somente com os problemas de ontem (acesso e permanência), mas também como os de hoje (qualidade de ensino).
De que adianta assistimos enumeras e profundas mudanças ocorrendo na sociedade, a partir de avanços tecnológicos e novos meio de comunicação se a maior parte privilegiada por tudo isso é apenas as pessoas "ricas" por mais que tantos recursos não estejam disponíveis em seu lugar de trabalho é necessário que o educador esteja ciente de que hoje, a educação das pessoas com o saber sistematizado passa por muita e outra alternativa e fonte de conhecimento.
Segundo Paro temos de jogar foras as roupas velha e torna a vestir a escola a partir da assencia ? sua função social - que permaneça : ensinar bem e preparar os indivíduos para exercer a cidadania e o trabalho no contexto numa sociedade complexa.
Para a escola publica, tais reflexões representam uma oportunidade de reconhecer que as mudanças necessárias no sistema educacional são urgentes e demanda esforço coletivos que fazem educação. (profissionais, governos e sindicatos), assim da sociedade como todo.





8


4.3 ESCOLA E DEMOCRACIA:


A democracia implica a educação a partir do momento em que a sociedade como um todo elegem seus presentantes políticos, pois eles são as primeiras pessoas que deviriam em se preocupar com a educação, mas não fazem pois ao invés de se preocuparam com o que merece" bem estar a população", eles se preocupam somente em satisfazerem seus caprichos.
Para Paro com certeza e mais fácil falar sobre democracia do que a vivê-las no cotidiano em nossa relação pessoal e profissional. Os processos que envolvem a participação coletiva não costumam ser simples em sua origem ou em sua execução. A democracia é um valor consensual entre os brasileiros. Ela está presente na Constituição Federal e nas diferentes leis, inclusive nas educacionais.


A democracia pressupõe a possibilidade de uma vida melhor para tidos, independentemente de condição social, econômica, raça, religião e sexos. É por isso que democracia e educação são coisa que caminham juntas. A escola é um lugar privilegiado onde ocorrem a convivência e o acesso a esses bens . Neste sentido democracia e educação são inseparáveis, voltando-se para a busca individual e social daquilo que queremos ser.
A democracia não é algo dado, mais sim um processo em permanente construção. E, sobretudo por meio da eleição que democracia se confirma como um processo (PARO 1999, p 31,32).


Cada e qualquer pessoa têm o direito de ir e vim, sendo assim não poderia haver nenhum tipo de descriminação ou preconceito, infelizmente não e essa realidade que a população brasileira vive: basta uma diferença mínima, seja ela qual for para sociedade difama uma pessoa. Mas de que adianta cometerem esses absurdos, ao invés de criticarem, deveria aceitar as pessoas como elas são. Talvez assim tenhamos uma sociedade mais unida.




9

4.4 ? DEMOCRACIA E EDUCAÇÃO:

Conforme Paro a democracia pressupõe a possibilidade de vida melhor para todos, independentemente de condição social, econômica, raça, religião e sexo, e por isso que democracia e educação são coisa que caminham juntos. Também na educação esta presente a suposição de que homem e mulheres, crianças e jovens merece viver melhor, por meio da convivências com seus semelhante(socialização) e do acesso aos bem culturais.A escola é um lugar privilegiado onde ocorrem a convivência e o acesso a esses bens. Neste sentido, democracia e educação são inseparáveis, voltando-se para busca individual e social daquilo que queremos ser.
A escola, de fato, institui a cidadania. É ela o lugar onde as crianças deixam de pertencer exclusivamente à família para integrares-se numa comunidade mais ampla em que os indivíduos estão reunidos não por vínculos de parentesco ou afinidade, mais pela obrigação em viver em comum. A escola institui, em entras palavras, a coabitação de seres diferentes sob a autoridade de uma regra (PATRICE CANIVEIS, 1998).

É sabido, também, que existe no sistema de ensino brasileiro, um "espaço" para educação do cidadão ? na maioria das vezes com mero ornamento retórico ou então, confundido com vago civismo ou "patriotismo", o qual, evidentemente, vária muito de acordo com as concepções dos principais dirigente educacionais.
A educação com formação e consolidação de tais valores torna a ser humano ao mesmo tempo mais consciente de suas dignidade e de seus semelhantes o que garante o valor da solidariedade assim como mais apto para exercer a sua soberania enquanto cidadão.
Para Maria Victoria Benevides a educação para democracia deferi, também, da simples instrução cívica, que consiste no ensino da organização do estado e dos deveres do cidadão, bem como defere da formação política gera, que visa a facilitar aos indivíduos a informação política, qualquer que seja o regime.

10

A educação, segundo Aristóteles, deveria inculcar o amor às leis ? elabora-se como a participação dos cidadão- mas a lei perderia sua função pedagógica se não ser enraíza-se na virtude e nos costumes: "a lei torna-se simples convenção, uma espécie de fiança, que garante as relações convencional de justiça entre os homens", mas e importante para torna cidadãos justo e bons. Daí, a ligação estreita entre costumes democráticos e regimes democráticos, assim como importância da educação publica para a salvaguarda da ética e do respeito as instituição. Aristóteles admite, dentro da categoria dos cidadãos ativos, a possibilidade de o gorvenando torna-se governante, "pois os mais nobres valores morais são os mesmos", para todos os indivíduos e para a coletividade. "Cabe a educação inculcá-los". Ora, se isso e razoável e desejável, a educação para a democracia é necessário também formarem governantes.

4. 5 ? GESTÃO DA UNIDADE ESCOLAR:

Conforme PARO o diretor desempenha papel fundamental, podendo fazê-lo de dois modos administrado dentro dos padrões convencionais, ou por meio de gestão. Dai à necessidade de distinguir-se da administração de gestão.
Gestão e o período durante o qual a diretoria de uma instituição exercer os atos administrativos, na orientação e maneja mento do seu trabalho e esta associada na ação partidária do processo pedagógico.
Administração refere se ao planejamento de organização, coordenação e controle de atividade que nela são exercidas.

Gestão caracteriza se pelo reconhecimento da inportancia da participação consciente e esclarecida das pessoas nas decisões sobre a orientação e maneja mento de seu trabalho (PARO 1999, p.60).

Partindo do principio que cada escola possui uma realidade propomos a discurssão de um processo de planejamento que incorpore no dia - dia da unidade escolar através da efetiva participação de pais, alunos, professores, funcionário e especialistas nas decisões sobre o rumo da escola.


11

Gestão caracteriza-se pelo conhecimento da importância da participação consciente e esclarecida das pessoas nas decisões sobre orientação e maneja mento do seu trabalho.
Identificação da qualidade do desenvolvimento profissional continua e o envolvimento e compromisso da comunidade escolar, com projeto pedagógico da escola, avaliando para o seu desempenho, direito e deveres e a valorização do trabalho escolar.
Com a preocupação de garantir a operacionalização do planejamento participativo apresentamos um método de elaboração do plano escolar, que tem na participação e na solução de problemas suas características. Esperamos de esta forma contribuir no processo de construção de uma escola verdadeiramente autônoma e democrática.
Fica claro que a gestão escolar tem a necessidade de se organiza no seus aspecto físico de acordo com sua realidade humana, material e meio de planejamento necessário para um processo de organização.
Como enfoque administrativo, que um fragmento globalização e um enfoque de gestão que faz parte de um sistema como um todo.
O gestor da unidade escolar e sua atividade têm uma responsabilidade que deve ser comprida dentro da liderança escolar, para os regimes escolares, e que isso não venha a ter falhas e compreender no andamento do sistema relacionado dos aspecto administrativo pedagógicos.
E dentro desses regimes existem propostas pedagógicas plano de gestão as lideranças da gestão, a escola busca uma linha traçada em objetivos que surgem ordens, de administração e comunicação, função e supervisão do diretor, com níveis burocráticos pedagogico.
E segue com procedimento recomendáveis de exercício da função e supervisionada com solução do processos dos problemas da escola e com os reconhecimento relacionadas dos problemas.
A participação deve ser atendida como um processo de aprendizagem que demanda espaço sociais especifica par sua concretização, tempo para que idéia seja debatida e realizada bem como, e principalmente o esforço de todos aquele ocupados com a formação de uma escola verdadeiramente democrática.


12

5. METODOLOGIA

O presente projeto de pesquisa realizado será de abordagem qualitativo, de cunho explorativo, pois será esplanada as obra publicadas como livros, artigo, monografias e internet; visando explorar as idéias e opiniões de seus autores; e de cunho quantitativo, pois também utilizará para enriquecimento, a pesquisa de campo de cunho descritivo, com entrevistas e questionário, aberto e fechado para coleta de dados sobre o assunto em voga, alem de observações na escola visando entender os valores sociais que permeiam o relacionamento da escola com as famílias.
Os procedimentos metodológicos necessários à realização da pesquisa proposta partem da abordagem qualitativa, permitindo descrever, analisar, objetivando compreender efetivamente o processo de gestão democrática na escola. A opção pela abordagem qualitativa refere-se à facilidade que ela apresenta na descrição do conhecimento a ser produzido na área educacional.
Através do auxilio de fontes bibliográficas que tratam da temática, é possível efetivar a construção do conhecimento proposto para investigação, gerando conhecimento científicos significativos que podem auxiliar outros educadores no estudo da temática.
A pesquisa proposta visa produzir conhecimentos a partir de fontes bibliográficas que expressam o modelo de gestão democrática, objeto de estudo de nossa pesquisa.




13



6. CRONOGRAMA:


ATIVIDADES JAN FEV MAR ABR MAI JUN
Diagnostico inicial X
Levantamento Bibliográfico X
Digitação do Pré-Projeto X
Apresentação do Projeto X


7. REFERÊNCIAL TEÓRICO:


PARO Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública, 3ª edição, São Paulo, Editora Ática, 2002.

FURASTÉ. Pedro Augusto. Normas Técnicas para o Trabalho Científico: Elaboração e Formatação, Explicação das Normas da ABNT. 14ª ed. Porto Alegre. Editora Brasil. 2006.

Unidade escolar WWW. Educação. Al.gov. BR 30/04/2008.








QUESTIONÁRIO COM GESTOR

1. Existe o Projeto Político Pedagogico na escola?
( ) Sim ( ) Não

2. O Projeto Político Pedagogico esta atualizado?
( ) Sim ( ) Não

3. O Projeto Político Pedagogico foi elaborado com a participação da comunidade escolar?
( ) Sim ( ) Não

4. O Projeto Político Pedagogico encontra-se atualizado conforme a legislação vigente?

( ) Sim ( ) Não

5. Os pais são informados sobre os rendimentos escolares dos filhos?

( ) Sim ( ) Não

6. A escola oferece atendimento aos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem?
( ) Sim ( ) Não ( ) As vezes

7. Os pais são informados sobre o rendimento escolares dos filhos?
( ) Sim ( ) Não

8. A comunidade escolar participa das decisões pedagógica da gestão escolar?
( ) Sim ( ) Não
9. A escola oferece eventos educativos ou culturais para comunidade escolar?

( ) Sim ( ) Não

QUESTIONÁRIO COM SUPERVISOR

1. Existe o Projeto Político Pedagogico na escola?
( ) Sim ( ) Não

2. O Projeto Político Pedagogico esta atualizado?
( ) Sim ( ) Não

3. O Projeto Político Pedagogico foi elaborado com a participação da comunidade escolar?
( ) Sim ( ) Não

4. O Projeto Político Pedagogico encontra-se atualizado conforme a legislação vigente?

( ) Sim ( ) Não

5. Os pais são informados sobre os rendimentos escolares dos filhos?

( ) Sim ( ) Não

6. A escola oferece atendimento aos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem?
( ) Sim ( ) Não ( ) As vezes

7. Os pais são informados sobre o rendimento escolares dos filhos?
( ) Sim ( )Não

8. A comunidade escolar participa das decisões pedagógica da gestão escolar?
( ) Sim ( )Não
9. A escola oferece eventos educativos ou culturais para comunidade escolar?

( ) Sim ( ) Não

QUESTIONÁRIO COM PAIS

1. Você participa das atividades realizadas pela escolas?
( ) Sim ( ) Não ( ) As vezes

2. O Professor lhe convida para informar do rendimento de seu filho (a)?
( ) Sim ( ) Não ( ) As vezes

3. O que você mudaria na escola do seu filho?
R_________________________________________________________________________________________________________________________________________

4. Você acompanha seu filho nas atividade escolar?

( ) Sim ( ) Não

5. Você acha que seu filho (a) esta desenvolvendo um aprendizado de qualidade?

( ) Sim ( ) Não

6. Porque você matriculou seu filho ( a ) nesta escola?
R__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

7. O que você acha da educação?

R_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

8. O que você mudaria na escola do seu filho?

R_________________________________________________________________________
 
Avalie este artigo:
3 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Maria Nilce S. Monteiro
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Motivo que estou, enviando este artigo,para que venha despertar em nosos governantes , pra questão tão presentes no dia a dia das escolas.
Membro desde maio de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: