Froebel ? Uma Pedagogia do Brincar Para a Infância
 
Froebel ? Uma Pedagogia do Brincar Para a Infância
 


Friedrich Wilhelm August Froebel foi um discípulo de Pestalozzi, com quem estudou, em Yverdon, tomando contacto com o "Emílio" de Rousseau que tanta influência iria ter na sua pedagogia. Em 1816, fundou, em Keilhau, na Turíngia, o Instituto Alemão de Educação Universal, seguindo o modelo das escolas fundadas por Pestalozzi. O programa de estudos incluía o Alemão, a Aritmética, o Desenho, o Canto, a Religião, a Geografia, a Música, o Grego e a Ginástica. Deixou-nos uma importante obra, com destaque para "Mãe e Cantos do Berçário" (1843), a "Educação do Homem" (1826) e a "Pedagogia do Jardim de Infância (1840).
Depois de algumas experiências fracassadas, Froebel fundou uma escola, em 1837, em Blankenburg, para crianças de um a sete anos de idade, com a finalidade de experimentar com elas um ambiente mais livre e menos acadêmico. "Em 1840, Froebel descobre, como que por intuição, o nome apropriado para essa etapa no processo educativo. Será um local onde a criança pequena poderá engajar-se plenamente na atividade criativa: o jardim de infância, "kindergarten". Ali a criança pode desenvolver-se e crescer naturalmente, sem restrições". Foi Froebel o primeiro pedagogo a desenvolver jogos e materiais educativos especificamente apropriados ao jardim de infância. "Através de conferências e aulas práticas, Froebel divulga as suas idéias. Também funda e dirige dois institutos para a formação de professores para essa nova e indispensável etapa no processo educativo, um em Kilhau e outro em Bad Liebenstein, onde, em 1849, a obra desperta o entusiasmo da Baronesa Bertra Vom Marenholtz-Bulow". Será a Baronesa quem mais divulgará, no século XIX, a obra pedagógica de Froebel.
"Para Froebel, a escola deve levar o aluno à consciência da natureza essencial da realidade e de si próprio. Portanto, o magistério perde o tradicional carácter de transmissor de conhecimentos. Que estes sejam bem ou mal transmitidos é indiferente, pois a sua verdadeira função consiste em apontar e tornar inteligível a natureza espiritual interior da realidade. Quanto ao novo programa de estudos, este segue o modelo elaborado por Pestalozzi. Analisa a realidade em termos da linguagem, da forma e do número, terminologia mudada por Froebel para os nomes de natureza, matemática e linguagem. As matérias organizam-se em torno destas três categorias para facilitar a compreensão da sua natureza e do seu conteúdo".
Froebel colocou a criança no centro do processo educativo e teve em consideração a necessidade de respeitar as etapas do seu desenvolvimento. A criança foi encarada, por Froebel, como um ser único e o mestre como um facilitador que deve orientar mas não impor. Ao considerar que o professor deve respeitar o
Desenvolvimento natural da criança, Froebel deu continuidade ao pensamento pedagógico de Coménio, de Rousseau e de Pestalozzi.
 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Elen Lefort Negrin
Talvez você goste destes artigos também