ESTIMATIVA DE DEMANDA E DISPONIBILIDADE HÍDRICA EM TABULEIRO DO NORTE E ITAIÇABA
 
ESTIMATIVA DE DEMANDA E DISPONIBILIDADE HÍDRICA EM TABULEIRO DO NORTE E ITAIÇABA
 


IFCE ? INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS LIMOEIRO DO NORTE CURSO SUPERIOR TECNOLOGIA EM SANEAMENTO AMBIENTAL ESTIMATIVA DE DEMANDA E DISPONIBILIDADE HÍDRICA EM TABULEIRO DO NORTE E ITAIÇABA Aquiles Oliveira de Freitas Jesus Vinícius Moreira Holanda LIMOEIRO DO NORTE ? CEARÁ MARÇO DE 2011 Aquiles Oliveira de Freitas Jesus Vinícius Moreira Holanda ESTIMATIVA DE DEMANDA E DISPONIBILIDADE HÍDRICA EM TABULEIRO DO NORTE E ITAIÇABA Trabalho apresentado ao Instituto de Educação Ciência e Tecnologia, Campus Limoeiro do Norte, como requisito para avaliação na disciplina de Reuso de Água, sob a avaliação do Prof. Heraldo Antunes. LIMOEIRO DO NORTE ? CEARÁ MARÇO DE 2011 Sumário RESUMO INTRODUÇÃO .......................................................................................................... 05 OBJETIVOS ................................................................................................................ 06 Objetivos Gerais .................................................................................................... 06 Objetivos Específicos ............................................................................................ 06 JUSTIFICATIVA ....................................................................................................... 07 REFERENCIAL TEÓRICO ....................................................................................... 08 Tabuleiro do Norte ................................................................................................ 08 Sistema de Tratamento de Água (ETA) ..................................................... 08 Sistema de Tratamento de Esgoto (ETE) .................................................... 08 Itaiçaba .................................................................................................................. 09 Sistema de Tratamento de Água (ETA) ...................................................... 09 MATERIAIS E MÉTODOS ....................................................................................... 10 RESULTADOS E DISCUSSÃO ................................................................................ 11 CONCLUSÃO ............................................................................................................ 15 REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO .......................................................................... 16 Resumo Sabe-se que a água é um dos líquidos mais utilizados pelo homem, tanto para sua sobrevivência, quanto para manter sua saúde. Também se torna um produto indispensável para as indústrias de um modo geral e agricultura. Os métodos utilizados foram a partir de pesquisas exploratórias e bibliográficas. Este estudo teve como objetivo conhecer a situação hídrica, bem como sua disponibilidade nos municípios de Tabuleiro do Norte e Itaiçaba, localizados na Sub-Bacia do Baixo Jaguaribe no Ceará, seja em relação à quantidade ou qualidade, já que está ligada diretamente ao consumo e também a forma de como as águas residuárias estão sendo devolvidas ao meio ambiente. A partir do levantamento dos dados populacionais, de consumo e do crescimento populacional, haverá uma avaliação da situação das fontes hídricas de ambos os municípios nos dias atuais e também uma possível previsão de como estará sua disponibilidade. Portanto para que essa pesquisa tenha uma maior eficiência, é indispensável que todo o público, seja dos municípios em estudo ou pertençam a outros lugares, tenha acesso a este documento, já que é de cultura humana buscar os conhecimentos a partir de problemas já existentes, deixando de lado então a prevenção de possíveis acontecimentos já que é o mais comum entre os seres humanos. Palavras-Chave: Fontes Hídricas, Itaiçaba e Tabuleiro do Norte. INTRODUÇÃO A água é um dos líquidos mais utilizados pelo homem, tanto para sua sobrevivência, quanto para manter sua saúde. Também se torna um produto indispensável para as indústrias de um modo geral e agricultura. No decorrer das últimas décadas, houve um crescimento excessivo do consumo de água em todo o mundo. As águas superficiais (rios e lagos) são as fontes naturais de captação mais utilizadas, e normalmente, contém impurezas que as tornam inadequadas para o consumo, sem o tratamento prévio. Para amenizar esse problema, pensaram então em realizar um Tratamento na Água, que trata de um conjunto de procedimentos físicos e químicos que são aplicados na água para que esta fique em condições adequadas para o consumo, ou seja, para que a água se torne potável e atenda a sua demanda de consumo. O processo de tratamento de água a livra de qualquer tipo de contaminação, evitando a transmissão de doenças mantendo assim a saúde do homem. Com o aumento do consumo de água, cresceu também o volume de águas residuárias (esgotos), pensando nisso foi que desenvolveram então uma estação que pudesse tratar esse esgoto, tornando-se assim uma ferramenta essencial para a manutenção da qualidade das águas dos rios e praias, bem como a preservação da vida dos organismos desses ambientes. OBJETIVOS Objetivos Gerais Conhecer e avaliar a demanda hídrica bem como a situação dos municípios para os próximos anos. Objetivos Específicos Conhecer as situações dos municípios de Tabuleiro do Norte e Itaiçaba, pertencentes à sub-bacia do baixo Jaguaribe no estado do Ceará, no que diz respeito à estimativa de demanda e disponibilidade hídrica. JUSTIFICATIVA O tema se expõe pela necessidade de conhecer, além de expor e informar a população sobre a estimativa de demanda e disponibilidade hídrica dos municípios de Tabuleiro do Norte e Itaiçaba. Evidenciando o uso excessivo e uma possível falta de água potável em ambos os municípios, quando usado de maneira indevida, colocando em risco a saúde dos consumidores, ressaltando também possíveis problemas que o ecossistema enfrentará se as águas resultantes de atividades sejam domésticas ou industriais, não passarem por um tratamento antes de serem descarregados nos corpos d?água. REFERENCIAL TEÓRICO Tabuleiro do Norte O município de Tabuleiro do Norte está situado na Sub-Bacia do Baixo Jaguaribe, Tabuleiro do Norte é uma cidade composta por 29.210 habitantes (Ano 2010), sua maior renda de economia vêm da prestação de serviços, pois é conheçido por cidade dos caminhoneiros, apelido dado por ter uma grande frota de caminhões. É composta por dois grandes Distritos: Olho D?água da Bica e Peixe Gordo. Sua pluviometria média anual é de 266 mm/ano (Ano 2010)em sua capacidade de recuros hídricos, possui diversos açudes, dentre os principais estão: Olho dágua e Gangorrinha, além de ter um grande número de poços, lagoas e riachos, mas vale ressaltar que nenhum dos açudes e poços recebem um gerenciamento da COGERH ou qualquer outro órgão. Ainda possui duas fontes naturais de água (Olho D?água dos Currais e Olho D?água da Bica), além de um Parque Ecológico em uma Área de Proteção Ambiental (APA). Sistema de Tratamento de Água (ETA) Para a fonte de abastecimendo na sede do município a CAGECE utiliza-se do Rio Jaguaribe, que é um rio brasileiro que banha o estado do Ceará. A captação é de modo superficial com flutuante no Rio. O sistema é composto por dois conjuntos de bombas com vazões de 180 m3/h. Sendo que o abastecimento do Distrito Olho D?água da Bica é feito por poços amazonas, que tem como características distintas por se situarem em terrenos arenosos e muito instáveis por excesso de água no solo, tendo assim um lençol raso.O tratamento da água consiste em coagulação, floculação, decantação seguida de filtração direta de fluxo ascendente. Possui 04 (quatro) filtros, com capacidade máxima de tratamento de 200m³/h. É utilizado PAC-18 (cloreto de poli-alumínio) como coagulante e polímero catiônico líquido como auxiliar de coagulação, para desinfecção é aplicado o cloro gasoso. O sistema possui ainda fluoretação na água distribuída. Sistema de Tratamento de Esgoto (ETE) O município possui como sistema de tratamento de esgoto uma lagoa de estabilização anaeróbica, que atualmente atende a somente 8,1 % da sede da cidade que corresponde a 907 domicílios, sua localização hoje é bem próxima de residências, mas vale ressaltar que em sua data de instalação (2001) a ETE localizava-se a uma distância considerável das residências (2 km), suas dimensões construtivas são de 50.000 m² por 2,10 m de profundidade, atendendo assim a um volume de 10.500 m³. A ETE atende a todas as normas da SEMACE (Superintendência Estadual de Meio Ambiente). O sistema de esgotamento atende a 8 (oito) grandes ruas, compostas por residências, comércios e somente uma grande indústria (Tabuleiro Aço Ind. E Com Ltda) Itaiçaba Itaiçaba é um pequeno município da Sub-bacia do Baixo Jaguaribe que fica próximo do litoral, já que pertencia a cidade de Aracati. Sua população é de 7.321 habitantes (Ano 2010), esse pequeno município se destaca por dois grandes fatores, que são: O turismo - Possuindo um grande pólo de lazer (Pólo de Lazer Beira Rio), que é composto por diversas piscinas naturais, campo de areia para práticas esportivas , diversos coqueiros, piscinas artificiais com tobogã e se destacando com os quiosques, oferecendo comidas típicas diariamente aos banhistas. E a peca ? Que possui um grande número de pescadores, além de possuírem diversos viveiros de camarões, gerando assim uma grande produção na carcinicultura. O município não possui sistema de esgotamento sanitário, ocorrendo assim um sistema individual. Seu índice de pluviometria é de 260,6 mm/ano (Ano 2010), mas devido a sua topografia o município sofre constantemente com inundações, e tendo um sistema individual de esgotamento, é comum o número de casos de doenças relacionadas. Sistema de Tratamento de Água (ETA) A CAGECE utiliza-se do Rio Jaguaribe para sua fonte de abastecimento de água. A captação é de modo superficial com flutuante no Rio. O sistema é composto por dois conjuntos de bombas com vazões de 90 m3/h. Sendo que o abastecimento dos Distritos Tabuleiro do Luna, Alto Brito e Cidade Nova, é feito por poços amazonas, já que se situam em terrenos arenosos e muito instáveis por excesso de água no solo, tendo assim um lençol raso. O tratamento da água consiste em coagulação, floculação, decantação seguida de filtração direta de fluxo ascendente. Possui 02 (quatro) filtros, com capacidade máxima de tratamento de 150m³/h. É usado coagulante e polímero catiônico líquido como auxiliar de coagulação, para desinfecção é aplicado o cloro gasoso. O sistema possui ainda fluoretação na água distribuída. MATERIAIS E MÉTODOS Para o desenvolvimento do estudo, foi necessária uma pesquisa profunda na internet, onde se obteve publicações periódicas que serviram como base de informações para o estudo. Tornou-se necessário também uma busca de campo, onde os órgãos competentes colaboraram para o fornecimento de dados através de relatórios, gráficos e tabelas. Além da pesquisa foi-se necessária a utilização de um método matemática (projeção aritmética), afim de estimar as populações para datas futuras, e também uma fórmula matemática para se calcular o consumo per capto. Fórmulas Aplicadas: Projeção Aritmética K_a=(P_2- P_0)/T_(2- T_0 ) P_t= P_0+Ka(T_2-T_0) Consumo Médio Diário CMD=(Consumo Mensal ×1000)/(Número de Dias no Mês) Consumo Per Capto CPC= (Consumo Médio Diário )/População RESULTADOS E DISCUSSÃO Neste capítulo serão discutidos os resultados da análise do estudo, orientada a partir das informações obtidas pelos colaborados. Inicialmente são apresentados dois gráficos sobre a evolução populacional dos municípios de Tabuleiro do Norte e Itaiçaba, respectivamente: Gráfico 01 ? Representação da Evolução Populacional de Tabuleiro do Norte. Este gráfico foi construído a partir de dados coletados do IBGE, dados dos anos 2000, 2007 e 2010, e por fim para se obter a população estimada em 2020 fez-se necessária a aplicação da fórmula da projeção aritmética, pois foi a que melhor simulou a população futura. Pois para ter certeza dessa afirmação anterior, foi calculada a população do ano de 2007 e 2010, a partir de dados dos anos de 1996 e 2000. Gráfico 02 ? Representação da Evolução Populacional de Itaiçaba. Já que é uma atividade conjunta, para a construção do gráfico 02 foi usada a mesma metodologia do gráfico 01. A tabela apresentada a seguir possui dados altamente significantes pois é à base de todo o estudo. De acordo com a tabela, podem-se observar diferenças grandes em municípios localizados em uma mesma sub-bacia hidrográficos. Ambas possuem a mesma fonte hídrica, as mesmas concessionárias operacionais, mas ao mesmo tempo, observamos uma desigualdade no que diz respeito ao atendimento a população, pois apesar de Itaiçaba ser um município em menor quantidade de população e território do que Tabuleiro do Norte, é esta cidade que possui uma maior deficiência no seu atendimento, a exemplo dos seguintes fatores: Número de domicílios atendidos com abastecimento de água; Número de domicílios atendidos com esgotamento sanitário; Atuação da COGERH no município; Sistema de Tratamento de Esgotos. Tabela 01 ? Representação de um balanço geral dos municípios estudados. Dados Municípios Tabuleiro do Norte Itaiçaba População em 2010 (Hab) 29.210 7.321 População em 2020 (Hab) 31.322 8.063 Demanda Humana (Média Mensal em m³) 119.346 14.377 Consumo Per Capto (Litros/Hab.dia) 136,2 65,5 Demanda Humana (Média Mensal em m³) para Consumo Per Capto 100 L/Hab.dia 87.630 21.963 Número de Domicílios no município 11.183 2.940 Número de Domicílios Atendidos com Abastecimento de Água 6.119 (54,72%) 1.157 (39,36%) Tarifa de Água e Esgoto Ver Tabela Abaixo Ver Tabela Abaixo Número de Domicílios Atendidos com Esgotamento Sanitário 907 (8,1%) Não Possui Demanda Industrial (Média Mensal em m³) 452 (CAGECE) 480 (COGERH)* Não Possui Principais Indústrias Cachoeira das Águas Ind. E Com. De Águas Tabuleiro Aço Ind. E Com Ltda Cerâmica Itaiçaba Ltda Lair Carcinicultura Ltda Itaueira Agropecuária Ind. De Produtos Alimentícios Ltda. Demanda Agrícola (Média Mensal em m³) 127.867 (COGERH)* Não Possui Registros Principais Consumidores Agrícolas Fazenda Flor do Vale Não Possui Registros Fonte Hídrica Rio Jaguaribe / P.A - Poço Amazonas Rio Jaguaribe P.A - Poço Amazonas Sistema de Tratamento de Esgotos Lagoa de Estabilização Não Possui Destino do Efluente Tratado na ETE Lagoa da Salina Não se aplica Concessionária CAGECE CAGECE Sub-Bacia Hidrográfica Baixo Jaguaribe Baixo Jaguaribe *Distribuição de Água através de outorgas. Sobre o sistema de tratamento de esgoto, a Prefeitura de Tabuleiro do Norte, possui um projeto de ampliação da ETE e da rede coletora de esgotos, com recursos da FUNASA. De acordo com a tabela também é possível observar que o município de Itaiçaba possui grande indústrias e um grande número de consumidores agrícola, no que diz respeito à água. Pois segundo a COGERH nesta cidade não nenhum registro de outorga liberando o direito de uso da água bruta. Notamos ainda que em Itaiçaba não há sistema de tratamento de esgoto, o "tratamento" ocorre no ponto de geração, através de fossas negras. Sendo que seu lençol freático é muito raso, há então uma grande possibilidade de contaminação do lençol freático, já que não há uma fiscalização por parte da CAGECE ou outro órgão do município. Categoria Faixa de Consumo (m³) Tarifa Água ou esgoto (R$/m³) Residencial Social - Demanda Máxima de 10 m³ 0 a 10 0,65 Residencial Social c/ Subsídios (Demanda Mínima 10 m³) 0 a 10 1,28 11 a 15 2,17 16 a 20 2,33 21 a 50 4,00 > 50 7,03 Residencial Social s/ Subsídios (Demanda Mínima 10 m³) 0 a 10 1,39 11 a 15 2,17 16 a 20 2,33 21 a 50 4,00 > 50 7,03 Comercial Popular - Demanda Mínima de 7 m³ 0 a 13 2,07 Comercial II - Demanda Mínima de 10 m³ 0 a 50 7,31 > 50 6,59 Industrial - Demanda Mínima de 15 m³ 0 a 15 4,00 16 a 50 4,63 > 50 7,03 Pública - Demanda Mínima de 15 m³ 0 a 15 2,47 16 a 50 3,63 > 50 5,75 Entidades Filantrópicas - Demanda Mínima de 10 m³ 0 a 10 1,28 11 a 15 2,17 16 a 20 2,33 21 a 50 4,00 > 50 7,03 Tabela 02 ? Representação dos valores das tarifas de água e esgoto. CONCLUSÃO No que diz respeito à situação hídrica dos municípios em termos de disponibilidade para o ano de 2020 e superiores, é possível concluir que, a cidade de Itaiçaba mesmo tendo um baixo consumo per capto, poderá haver uma redução da qualidade da sua fonte hídrica, pois os seus Distritos são abastecidos por poços amazonas (P.A), sendo que o município não possui sistema de esgotamento e tratamento nos próximos anos seu lençol freático estará com um alto nível de poluição, comprometendo assim o abastecimento. Outro ponto que foi observado é que não se tem um controle sobre as demandas de consumidores de água na agricultura, mas sabe-se que se não houver um tratamento na água usada na carcinicultura, poderá ser então mais uma forma de poluição, sendo que são vários viveiros essa situação de gravidade poderá ser altíssima. Tendo em vista que não se sabe a qualidade dos efluentes dos municípios a montante da captação feita por Itaiçaba, poderá então cada vez mais agravar sua situação, mesmo tendo um nível de pluviometria considerável. Sobre o município de Tabuleiro do Norte, é possível concluir que seu consumo per capto está um pouco acima do desejado, mas já que há um projeto de ampliação do sistema de esgotamento sanitário e também do sistema de tratamento de esgoto, em uma situação de uma possível escassez, dependendo da eficiência do tratamento de esgotos, poderá haver então uma situação de reuso indireto planejado, já que haveria um bom tratamento, a ETE poderia então descarregar seus efluentes em águas superficiais ou até mesmo subterrâneas e utilizarem à jusante de forma diluída e controlada. REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO ESTADO DO CEARÁ ? CAGECE; COMPANHIA DE GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS ? COGERH; DEPARTAMENTO NACIONAL DE OBRAS CONTRA AS SECAS ? DNOCS; FUNDAÇÃO CEARENSE DE METEOROLOGIA E RECURSOS HÍDRICOS ? FUNCEME Disponível em:.Acesso em 16 de Março de 2011. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICAS ? IBGE Disponível em: . Acesso em 13 de Março de 2011. PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAIÇABA. Secretaria de Meio Ambiente; PREFEITURA MUNICIPAL DE TABULEIRO DO NORTE. Secretaria de Meio Ambiente.
 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Vinícius Moreira
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Estudante do Curso Superior de Tecnologia em Saneamento Ambiental IFCE - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Campus Limoeiro do Norte
Membro desde abril de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: