Ensino aprendizagem de química: relato das principais dificuldades
 
Ensino aprendizagem de química: relato das principais dificuldades
 


1 INTRODUÇÃO

O conhecimento científico se encontra organizado e dividido em diversas formas. Dentre elas, podem-se destacar as disciplinas lecionadas em sala de aula que apresentam relação entre si. A Química é um ramo desse conhecimento responsável por estudar a matéria, sua composição e estrutura, as transformações que ela sofre, bem como a energia envolvida nesses processos.
A aplicabilidade dos conceitos abordados em Química é de extrema importância para a vida dos cidadãos. Ela está presente na fabricação de fogos de artifício, produção de energia, confecção de fármacos e perfumaria, indústria de bens alimentícios, remediação ambiental, entre outros.
Enquanto disciplina, incorpora a matriz curricular do ensino fundamental e médio e sua aprendizagem deve proporcionar o entendimento dos fenômenos e transformações a fim de que o educando, de maneira fundamentada, possa utilizar esse conhecimento em sua tomada de decisão e interação com o meio social. A Química é uma ciência que constantemente passa por mudanças devido à descoberta de novos conceitos. Por conseguinte, tentativas de diagnosticar os possíveis problemas de ensino aprendizagem dessa matéria tem ganhado espaço ultimamente.
O ensino da Química deve ocorrer de forma que facilite o aprendizado.
Entretanto, as temáticas têm sido trabalhadas de maneira distante e sem ligações diretas com os conteúdos vistos anteriormente, o que possivelmente causa desmotivação nos alunos, pois dessa forma, a aprendizagem não se torna significativa, que no dizer de Moreira (1999, p. 14) é "um processo pelo qual uma nova informação se relaciona, de maneira substantiva (não literal) e não arbitrária, a um aspecto relevante da estrutura cognitiva do individuo".
Percebe-se que não há uma preocupação em desenvolver o raciocínio lógico, em consonância com a problematização dos conteúdos. O estudante, portanto, 3 responde a exercícios e questionamentos, utilizando o senso comum. Não há mudanças ou reflexões em sua forma de compreensão.
Esse processo pode ser decorrente de alguns fatores, tais como: desmotivação do professor, infra-estrutura inadequada para a realização de atividades que envolvam os mais diversos recursos didáticos, ausência de laboratório para efetivação de atividades práticas, entre outros.
Diante disto, o processo educativo contemporâneo tem exigido cada vez mais qualificação e mudança de postura do professor, a fim de que, gradativamente, abandone as abordagens tradicionais e possa desenvolver seu trabalho, de forma tal, que os educandos sejam inseridos no contexto social. Além disso, deve possuir a habilidade de realizar análises e reflexões sobre sua prática educativa, para não se tornar um mero transmissor de conhecimentos e entender o contexto daquilo que estuda, analisando criticamente o que é veiculado pela mídia e agindo com cidadania, efetivando a educação química.
O docente necessita ter clareza sobre os principais problemas de ensino aprendizagem que possam estar se tornando obstáculos para a compreensão dos conteúdos abordados por ele. A simples compreensão de um conceito científico por parte do professor, não garante que este será assimilado da melhor forma por seus alunos, que necessitam realizar conexões com temas abordados em outras disciplinas, enxergar sua utilização e agir de forma crítica frente aos problemas do cotidiano.
Entretanto, grande parte dos estudantes não consegue realizar as abstrações necessárias para a compreensão do conteúdo, não efetiva as conexões mencionadas anteriormente, pois, na maioria das vezes, os temas estudados são ministrados de forma que valorizam, tão somente, a memorização dos conceitos, símbolos e fórmulas sem significação ou preocupação com a análise reflexiva do que está sendo estudado.
O que tem sido observado, atualmente, é que os discentes, frequentemente, levantam questionamentos acerca da importância do estudo da Química. Percebe-4 se, com isso, que existe uma dificuldade em relacionar a Química abordada no contexto escolar, com aquela vivenciada em seu cotidiano.
Diante da percepção apontada anteriormente, faz-se relevante realizar um estudo que seja capaz de diagnosticar os principais problemas no processo de ensino aprendizagem da Química. Isso pode ser de grande valia para o docente interessado em fazer de sua prática pedagógica um meio eficaz no auxílio aos alunos para o exercício da cidadania, implicando numa participação mais efetiva na democracia e tomada de decisão.
Em vistas disso, esse trabalho objetivou, portanto, valendo-se de aplicação de questionários, realizar um levantamento sobre as principais dificuldades no processo de ensino aprendizagem da Química, enfrentadas por alunos e professor do Instituto de Educação Rui Barbosa (IERB), cuja prática educativa não é centrada na aprovação maciça do vestibular, o que possibilitou detectar carências no processo educativo e propor ações que, possivelmente, minimizem as dificuldades encontradas na construção do conhecimento Químico

 
Download do artigo
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Elber Ricardo Alves Dos Santos
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Aluno especial de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática - Núcleo de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (NPGECIMA-UFS). Licenciado em Química pela Faculdade Pio Décimo (2010). Graduando em Química Bacharelado pela Universidade Federal de Sergipe. Pós Graduando em Ensino de Química...
Membro desde novembro de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: